Para os que respiram música assim como nós


Press Release

Mergulhe em suas utopias com o novo clipe da Cervelet!

Acessos: 114


Por: André Luiz Paiz

26/10/2020

Cervelet é um projeto formado no ano de 2013 em Jaboticabal, cidade do interior de São Paulo. O primeiro álbum foi lançado em 2014, após uma sequencia de singles que chamou a atenção de alguns sites da região e do Brasil e o álbum figurou em algumas listas de destaques do ano. Depois disso, o projeto lançou vários músicas esporádicas em meio às mudanças geográficas dos integrantes e a adaptação ao distanciamento.

No início de 2020 a banda voltou a compor e agora trabalha em um novo álbum, “Remoto”, que será lançado através de singles no decorrer dos anos de 2020 e 2021. O primeiro deles é a canção “Utopias”, escrita em 2014 e lançada em setembro nos streamings (ouça no seu favorito). Ela foi inspirada em vídeos do Eduardo Galeano, que falava bastante sobre o tema e na faixa, a banda usou uma fala dele explicando para que serve a utopia no mundo.

Ao falar sobre utopia, a música busca colocar uma lupa no conceito de utopia do ponto de vista coletivo e social, mostrando contrastes entre o desenvolvimento e a desigualdade material do mundo, com a falta de um olhar mais cuidadoso para o desenvolvimento humano e social. “A letra busca colocar luz sobre essas desigualdades e a naturalização dessa realidade para ajudar na construção da tese de que um mundo mais justo e mais igualitário deveria ser o norte da nossa utopia enquanto sociedade”, explica o compositor Tiko Previato. A música ganhou destaque em uma playlist editoral do Spotify e conta com mais de 60 mil audições.

A canção ganhou um clipe dirigido por Guilherme Constant, e segundo ele “o ponto principal foi tentar traduzir, com o que tínhamos a mão dentro de um apartamento, em meio a uma pandemia, o sentimento de desencontro, ou então, a busca eterna por algo que nos move, como a utopia”. A calmaria e a força do oceano, ou do céu, foram inspirações para o video, que conta com a atuação de Rebeca Lima. A estética azulada foi proposital, pois existe uma paleta de cores nas canções a serem lançadas pela Cervelet nesse álbum. Mas como tema central foi a própria inquietude do ser humano, o paradoxo da plenitude de estar só e ao mesmo tempo acompanhado de tantas questões.

Assista o clipe e mergulhe em suas próprias utopias:

Acompanhe a Cervelet nas redes clicando aqui.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.