Os últimos suspiros do Pink Floyd

Relacionado com: Pink Floyd

Artigo

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

13/10/2020



O Floyd trouxe um complemento interessante em Endless River, seu último suspiro. De fato, muitos não entenderam a mensagem deixada pelo grupo na intenção de dizer adeus.

A banda resgatou elementos poderosos do verdadeiro progressivo e vocês podem conferir minha resenha com mais detalhes sobre o álbum aqui no 80 Minutos, onde explico a evolutiva de forma mais exata.

O maior e determinante para se elaborar esse disco e decidir encerrar o último capítulo da banda, foi realmente a vontade de remover as decepções do passado e voltar a fluir com obras já preestabelecidas do falecido Richard Wright. A arte de capa veio somente coroar a forma de como uma despedida excelente e fluente.

Um instrumental e alguns versos mínimos e assim abanda traz a chave de ouro de sua carreira em encerramento. A banda já não era tão forte como no passado, mas aqui traz a fonte maior de que muitos outros discos. Como fonte de exemplo, discos como "Momentary Lapse of Reason" e "More" dois complementos fora de questão e não chegam aos pés de "Endless River" e sua entonação forte e acima de média.

Mais do que um disco, um marco para o Pink Floyd, que optou por nos brindar com seus últimos suspiros.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaPossessed - Eyes of Horror (1987)

    07/07/2020

  • Image

    ResenhaBlack Sabbath - Heaven And Hell (1980)

    11/10/2018

  • Image

    ResenhaQueen - The Miracle (1989)

    06/07/2021

  • Image

    ResenhaSepultura - Arise (1991)

    21/06/2019

  • Image

    ArtigoVídeo: Grandes bateristas

    03/09/2020

  • Image

    ResenhaSlayer - Seasons In The Abyss (1990)

    11/06/2019

  • Image

    ResenhaRaul Seixas - Krig-Ha, Bandolo! (1973)

    22/06/2021

  • Image

    ResenhaThe Who - Who's Next (1971)

    17/09/2020

  • Image

    ResenhaMotorhead - March Ör Die (1992)

    05/11/2020

  • Image

    ResenhaGorgoroth - Quantos Possunt Ad Satanitatem Trahunt (2009)

    27/06/2020

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.