Para os que respiram música assim como nós


Artigo

A Donzela em um momento duvidoso

Acessos: 145


Autor: Fábio Arthur

21/09/2020

O fato é que, falar de Maiden durante a fase dos anos 90, acaba sendo algo bem enjoativo. A banda não conseguiu agradar aos fãs, mídia e nem a si mesmo. A julgar pela fraca atuação em No Prayer, o grupo chegou em um momento crucial, ou seja, desandou de vez. Dickinson com sua voz alterada total, batera simples, guitarras sem estrutura e a falta de Adrian. Já no baixo, Harris apenas foi ele mesmo, mas suas composições caíram de nível totalmente.

O que esperar então de um grupo gigante e que pecou pela falta de brilhantismo? Pois é, a verdade é que não tem nem como salientar tais pontos, a não ser concordar com os críticos de que esse álbum e essa fase acabaram por tirar o posto de grande grupo dos britânicos. Um Maiden sem sua estrutura e sem mesmo sua força voraz. Uma pena!

Quase nada se salva aqui, nem mesmo os vídeos de época e os conceitos foram totalmente alterados. Sim, de fato esse álbum trouxe algo mal aproveitado e ainda por cima uma péssima produção caseira. Talvez a arte de capa dele seja melhor de que todo o restante.

Fica apenas como mais um disco na obra toda e que depois ainda iria acabar de certo no esquecimento de muitos fãs.

Up The Irons!

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: