Para os que respiram música assim como nós


Artigo

A história da música que nossos ancestrais não contavam: Os Capítulos Negros na história do Metal - Parte IV

Acessos: 116


Autor: Daniel alves Ribeiro

24/08/2020

Beasts of Satan, foi uma suposta banda de Black Metal Italiana que também faz parte desse conto de terror que venho aqui relatar a vocês: O primeiro incidente envolvendo a banda foi um duplo homicídio em janeiro de 1998, ocorrido na floresta perto de Somma Lombardo, a noroeste de Milão. Dois membros de uma banda de black metal chamada Beasts Of Satan, militantes de um suposto culto satânico, foram condenados a prisão perpétua na Itália, Os dois cometeram duplo homicídio ao matar em 1998 o próprio vocalista da banda, Fabio Tollis, e a namorada dele, Chiara Marino.

O primeiro incidente foi um duplo homicídio em janeiro de 1998, ocorrido na floresta perto de Somma Lombardo, a noroeste de Milão. Chiara Marino, vendedora de 19 anos, e seu namorado Fabio Tollis, um estudante de 16 anos e músico de heavy metal, foram sacrificialmente esfaqueados e espancados em um ritual oculto movido a drogas envolvendo sexo e heavy metal. O jovem casal havia passado uma noite normal de sábado bebendo cerveja e ouvindo heavy metal no Midnight Pub, que era o centro da cena metal da cidade, Chiara tinha 19 anos e foi esfaqueada até a morte em um ritual macabro feito em uma noite de lua cheia, uma vez que os assassinos acreditavam que ela era a personificação da Virgem Maria. 

Ao tentar impedir o assassinato da namorada, Fabio, que tinha 16 anos, foi morto com marteladas na cabeça por seus amigos Andrea Volpe, Nicola Sapone e Marco Maccione.  Em seguida, os corpos foram jogados num poço e os assassinos ainda urinaram em cima deles dançando sobre os túmulos, rindo e gritando "Agora vocês dois são zumbis! Tente sair deste buraco. 

O outro assassinato foi cometido em janeiro de 2004. Mariangela Pezzotta, vendedora de 27 anos, ex-namorada do membro do grupo Andrea Volpe, foi baleada pela primeira vez na garganta, mutilada e depois enterrada enquanto ainda estava viva em uma estufa em a cidade vizinha de Golasecca, não muito longe de Somma Lombardo.

Além dos dois membros da banda, quatro outros supostos "fãs" do grupo participaram dos crimes e receberam sentenças que variam entre 24 e 26 anos de prisão.

O líder da banda, Andrea Volpe, recebeu uma sentença considerada "branda" de apenas 30 anos na prisão depois de ter confessado todos os crimes, entregue os nomes de todos os participantes e mostrado onde os corpos foram enterrados. 

Os crimes ocorreram em um contexto de crescente preocupação na Itália de que o satanismo e o ocultismo estavam se tornando cada vez mais atraentes para a juventude italiana. Em fevereiro de 2005, uma universidade católica romana ligada ao Vaticano começou a oferecer um curso de dois meses sobre possessão diabólica e exorcismo para padres e seminaristas. Em reação aos crimes, o padre Don Aldo Buonaito pediu que o Black metal fosse banido, dizendo "Se a música se torna um instrumento de atos nefastos e de morte, deve ser interrompida." 

Crimes hediondos ou não e o Heavy Metal parecem estar sempre associados, o que de certa forma expõe uma mancha negra na história de todos headbangers, além do consumo de drogas parece ser usado como álibi por esses criminosos, pelo sim ou pelo não, o maior problema de todos não é a música, que é uma arte à parte, e o composto químico, o problema é quando esses supostos "fãs radicais" usam deles para agir como um bando de completos idiotas!

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: