Resenha

No Tourists

Álbum de The Prodigy

2018

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Top Notch

01/01/2019



O massacre da meiguice

Funkeiros brasileiros deveriam se apressar para aproveitar a grave linha de teclado e a semelhança com o português do baby talk inicial da faixa Boom Boom Tap: tem hora que parece com “tudo bem”, falado bem meiguinho, bem miguxo tchuca-tchuca-miga, parece até homenagem aos momentos Boing Boom Tschak, do Kraftwerk, porque também tem linha de teclado agudo-borbulhante super-referencial. Mas, não é homenagem, é sarcasmo: o balbuciar é cortado por seco e duro FUCK YOU, seguido de célere correnteza jungle.

Lançado no dia de Finados, o sétimo álbum de estúdio do The Prodigy sistematicamente estraçalha qualquer momento de meiguice, com sua agressividade Big Beat. Em mais de uma ocasião durante a dezena de canções, vozinhas finas e momentos que fingem que vão virar pop saltitante são soterrados com sirenes de ataque aéreo e pura artilharia sintética. Títulos como Timebomb Zone e Fight Fire With Fire falam por si, num álbum que não dá trégua ao ouvinte, que, afinal, está numa Londres onde é preciso andar com colete a prova de balas, em certas regiões, de acordo com a nervosa Champions of London.

Poder-se-ia elaborar teia de referências Brexíticas para “explicar” a violência de No Tourists, mas Liam Howlett, MC Maxim e Keith Flint nunca necessitaram de razões pontuais para sua agressividade. O álbum é urgente e rearticula os melhores elementos da carreira do Prodigy num trabalho desinteressado em inovar, mas sem nenhum ponto baixo. À parte os segundos iniciais de Resonate – que trituram elementos de drum’n’bass com dubstep vocoderizado – o resto é Prodigy tradicional, como a cyberpunkice de Give Me a Signal

A faixa-título abre com teclados de fundo que dão a impressão de que o Public Enemy está fazendo trilha para filme de James Bond. Need Some1, a abertura, anuncia o nervo do álbum, com seu teclado lúgubre e baixo/guitarra envolto em pura energia elétrica. Ironicamente, há recorrente sample de Loleatta Holloway gritando “I need someone”, superusado em faixas dance alegres.

Em meio a apenas faixas muito boas, (pelo menos) duas são espetaculares, em termos de dançabilidade violenta, pogueada ou como imaginárias trilhas-sonoras para conflitos campais de ruas pós-apocalípticas: Light Up Tje Sky e We Live Forever são estiletadas na espinha.

O defeito de The Day Is My Enemy – retorno após sete anos sem gravar – foi sua inconsistente duração: faixas boas intercalavam-se com outras nem tanto. Em No Tourists, o Prodigy voltou conciso, sem qualquer adiposidade, todo-poderoso.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaCarla Whitney - Choker Campbell & The Super Sounds (1975)

    26/07/2021

  • Image

    ResenhaLove of Diagrams - Mosaic (2007)

    01/10/2021

  • Image

    ResenhaSynth Britannia

    05/08/2021

  • Image

    ResenhaTuxedo - III (2019)

    18/05/2020

  • Image

    ResenhaTriste Janero - Meet Triste Janero (1969)

    03/06/2021

  • Image

    ResenhaAlphataurus - Alphataurus (1973)

    30/08/2019

  • Image

    ResenhaHotel California: LA from The Byrds to The Eagles

    08/07/2021

  • Image

    ResenhaCaribou - Suddenly (2020)

    15/08/2020

  • Image

    ResenhaAdeline - Adi Oasis (2021)

    22/10/2021

  • Image

    ResenhaRodrigo Campos - 9 Sambas (2018)

    24/08/2020

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

No Tourists

Álbum disponível na discografia de: The Prodigy

Ano: 2018

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de No Tourists



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.