Resenha

Widow's Weeds

Álbum de Tristania

1998

CD/LP

Por: Tarcisio Lucas

Colaborador

14/10/2018



Uma estréia sombria!

A banda Tristânia pode se orgulhar de ser uma das poucas bandas da cena do metal gótico à lá "Bela e a Fera" que realmente foram memoráveis durante os anos dourados do estilo (final dos anos 90/começo dos 2000). Embora oficialmente a banda nunca tenha tenha terminado, a mesma se encontra em um hiato que está perto de completar 5 anos, desde o lançamento de "Darkest White", em 2013.

A banda, surgida em 1995, foi uma das primeiras a entrar de cabeça na nova onda de metal gótico que se desenhava no horizonte até então, e que tinha, naquela época, como seu maior expoente a banda Theatre of Tragedy.
A banda contava por ocasião desse lançamento com um grupo talentoso, dentro do qual se destacavam Morten Veland, o principal compositor até então, que após o segundo disco deixaria a banda e formaria outra banda de gótico famosa, o Sirenia, que também lançaria alguns discos importantes para a história do estilo, e a voz aveludada e melancólica de Vibeke Stene.
Aqui o Tristania apresenta suas características principais: melancolia aliada a peso. Ainda que o Theatre of tragedy seja a principal referência de comparação, o grupo de Vibeke possui uma crueza no som que o torna bem mais pesado e denso que seus colegas de estilo (a exemplo do que o Trail of Tears faria).
A banda também se destaca pelo uso muito bem feito e constante do violino, o que também a diferenciava.
Mas, claro, por se tratar de um disco de estréia, nem tudo aqui são flores; as vozes, especialmente os coros, estão muito desbalanceados, sendo que certas passagens que visivelmente deveriam estar em destaque se encontram encobertas por uma camada de instrumentos, se perdendo dentro do "barulho" geral.
Também não espere encontrar aqui o mesmo cuidado com a criação de timbres e texturas diferentes que havia sido percebido no disco "Velvet Darkness They Fear", do Theatre of Tragedy, lançado no ano anterior; aqui existe uma frequência muito recorrente de timbres ao longo das canções, que pode gerar um certo "cansaço" na escuta,  uma vez que as composições são razoavelmente longas, ainda que sem muitas variações internas.
Mas deixando esses fatores de lado, temos sim um disco com ótimas composições. Algumas absurdamente boas, por sinal. Vibeke possui uma voz linda, e Morten Veland apresenta um gutural de fazer inveja a qualquer cantor de Death metal, e que muitas vezes descambava para um estilo mais Black Metal, rasgado.
A capa do disco traduz magnificamente bem o conteúdo: o que temos aqui é gótico puro, musica de vampiros depressivos em uma noite de tempestade!
No quesito lirico, mais uma vez a influência de theatre of tragedy se faz presente, uma vez que a banda também opta pelo Early Modern English, o Inglês falado 400 anos atrás. Mas ao contrario do que acontecia com a outra banda, o Tristania apresenta apenas textos mais básicos, que mesclam o inglês atual com essa outra forma, mais antiga, em uma mistura desnecessária, se analisada friamente.
Voltando ao clima que o conjunto tenta criar, reside aqui o maior trunfo de todos: a banda é soberba na criação de climas, sugestões. Escutar "Widow's Weeds" é uma verdadeira viagem sonoro à um mundo cinza, triste e antigo. O que mais se pode querer de um disco de metal gótico?
Um detalhe curioso é que a banda aposta em varias passagens em compassos com a divisão "6/8", que lembram bastante uma dança, como uma valsa, mas devido ao instrumental sombrio criam uma ambientação absurdamente destoante e ambígua, que casa perfeitamente com a proposta da banda, mostrando que não é só nas passagens lentas e arrastadas que se faz gothic metal de qualidade.
Resumindo todo o discurso, temos aqui uma estréia digna e consistente, de uma banda que, apesar de ter sido engolida pela enxurrada de clones que ela mesma ajudou a suscitar, montou uma discografia elevada e concisa.
O lançamento seguinte, "Beyond the Veil" levaria todas as qualidades apresentadas aqui um nivel acima, além de consertar aqueles probleminhas que citei acima, sendo na opinião de muitos o grande momento da banda.
Após o terceiro álbum, com a saída de Veland, a banda daria uma modernizada em seu som, acrescentando novos elementos, que iam desde influências de black metal até trechos que parecem vir de algum disco perdido do Fields of Nephelim.
Em um dado momento, Vibeke também se despede da banda, dando lugar a cantora Mariangela Demurtas, que fez um trabalho interessante.

Oficialmente a banda ainda está na ativa, uma vez que os membros da banda nunca anunciaram o fim do conjunto.
Só nos resta aguardar que esse recesso termine e a banda enfim apresente algo novo. 
E caso você escute esse disco e realmente goste, seria interessante que você desse uma olhada nos primórdios das seguintes bandas: Theatre of Tragedy (logicamente), Trail of Tears, The Sins of Thy Beloved, Sirenia (só os 2 primeiros discos, please!), lém dos discos da própria banda.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tarcisio Lucas

Nível: Colaborador

Membro desde: 16/10/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaUFO - UFO 1 (1970)

    22/10/2018

  • Image

    ArtigoLords of Chaos: O Filme, verdades... e mentiras

    27/02/2019

  • Image

    ResenhaArandu Arakuaa - Mrã Waze (2018)

    20/03/2019

  • Image

    ResenhaDavid Duchovny - Hell or Highwater (2015)

    22/03/2018

  • Image

    ArtigoQuando as bandas mudam de sonoridade: O lado bom!

    08/03/2019

  • Image

    ResenhaGreen Carnation - Light of Day, Day of Darkness (2002)

    30/01/2018

  • Image

    ResenhaMiles Davis - Kind of Blue (1959)

    17/10/2017

  • Image

    ResenhaDavid Duchovny - Every Third Thought (2018)

    28/03/2018

  • Image

    ResenhaChico Buarque - Caravanas (2017)

    18/10/2017

  • Image

    ResenhaAnathema - Serenades (1993)

    09/08/2019

Visitar a página completa de Tarcisio Lucas



Sobre o álbum

Widow's Weeds

Álbum disponível na discografia de: Tristania

Ano: 1998

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,33 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Widow's Weeds



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.