Resenha

Ready An' Willing

Álbum de Whitesnake

1980

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

02/10/2018



A cobra branca apresenta seu veneno mais potente

Houve uma época muito antes do laquê nos cabelos e dos hits em propagandas de cigarros que o grupo liderado por David Coverdale fazia um hard rock bem estruturado e amplamente influenciado pelo blues e o soul. Nessa época o cantor sabia dosar os elementos na criação da canção sem deixar transparecer certos excessos ampliados no decorrer da década. Ready An' Willing é o ápice dessa época de ouro do grupo.

O Nome do Vocalista David Coverdale sempre esteve amplamente ligado ao Deep Purple, mas neste álbum temos 3/6 do citado grupo, ou seja, metade do line up vinha da antiga banda. Além de Coverdale nos vocais, o Whitesnake contava ainda com Jon Lord nos pianos e teclados, Ian Paice quebrando tudo na bateria, além da dupla de guitarristas Mick Moody e Bernie Marsden e do baixista Neil Murray, sempre seguro em seu instrumento. Para deixar o grupo ainda com mais cara do velho Purple foi recrutado o produtor Martin Birtch, para auxiliar a banda e cuidar da mixagem.

Birtch optou por usar no álbum a sonoridade conhecida como “flat”, que é quando a resposta de freqüência é plana, sem ênfases em nenhuma região específica de freqüências. Ou seja, o equipamento não adiciona ou atenua nenhuma freqüência por conta própria. Tudo bem que nos dias
de hoje é fácil conseguir esse tipo de sonoridade quando se deseja, mas não se esqueça que estamos falando de um disco gravado há praticamente 40 anos!

O grupo gravou o trabalho de maneira rápida, entraram em estúdio em dezembro de 1979 e em janeiro do ano seguinte as gravações se findaram, e Mr. David Coverdale possuía em suas mãos o mais inspirado, rebuscado e homogêneo álbum do grupo até os dias de hoje, conseguindo se colocar pela primeira vez no top 100 da Billboard.


 O trabalho se inicia com "Fool for Your Loving", maior e mais conhecido hit do grupo. A entrada da banda com riff de guitarra amparada pela voz de Coverdale encharcada de whisky barato,  mostra o quão afiado e coeso estava o grupo. Como se não bastasse, a música possui um solo pra lá de passional.

Em "Sweet Talker", a guitarra com slide abre a canção, com boa cozinha e Coverdale cantando como nunca notas altas que,  infelizmente  nunca mais alcançará. Essa faixa ê um prelúdio do que o grupo faria nos anos seguintes. Destaque pra Lord fervendo os teclados.

A faixa-título é um soft hard que funcionava super bem ao vivo, com Coverdale mexendo com os hormônios femininos ao cantar "sweet satisfaction" de maneira sexy e provocante.

"Carry Your Load" é uma boa canção midi tempo bem característica que sempre aparece em todas as fases do grupo. Com refrão pegajoso e vozes sobrepostas em coro para o vocalista poder trazer a tona todo seu potencial.

"Blindman" é um tema regravado do primeiro disco solo de Coverdale que leva o nome do grupo. Porém aqui há muito mais punch e groove. Começa com dedilhado de guitarra sobrepondo a voz do líder, que canta em tons mais graves. É quase uma balada, que vai tomando corpo no decorrer da
música.

 Na faixa seguinte, "Ain't Gonna Cry No More", os violões dão o tom da introdução lado a lado com a voz suave de David. Como sempre acontece nas músicas do grupo, o tema vai crescendo atingindo seu ápice no refrão, com entrada de guitarras e a potente voz de Coverdale se sobressaindo novamente. O solo de slide de Mick Moody é um dos melhores do álbum.

 "Love Man" é um tema  encharcado de blues, com todas as referências do estilo, inclusive o solo.

 A rollingstoneana "Black and Blue" é um boogie gravado ao vivo com um trabalho de piano sensacional.

Encerrando o álbum  temos "She's a Woman", uma daquelas canções passionais que Coverdale adora exercitar seus dotes vocais e por que não dizer todo seu sexy appeal.

Este trabalho elevou o nome do grupo, que pela primeira vez realizou uma turnê norte-americana sendo a banda de abertura do Jethro Tull. Uma pena que o grupo americanizaria seu som, deixando de lado o estilo hard blues para aproximar do rentável hard rock americano dos anos 80.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaFrank Zappa - Roxy & Elsewhere (1974)

    28/10/2018

  • Image

    ResenhaTommy Bolin - Teaser (1975)

    31/05/2020

  • Image

    ResenhaAlfredo Dias Gomes - Solar (2019)

    07/04/2019

  • Image

    ArtigoBill Bruford e Neil Peart: Quando chega a hora de parar!

    28/12/2018

  • Image

    ResenhaCamel - Rain Dances (1977)

    27/07/2018

  • Image

    ResenhaRex Brown - Smoke On This... (2017)

    22/09/2021

  • Image

    ResenhaCrosby, Stills & Nash - CSN (1977)

    18/01/2020

  • Image

    ResenhaKansas - Leftoverture (1976)

    25/11/2019

  • Image

    ResenhaJean-Luc Ponty - Mystical Adventures (1981)

    08/09/2021

  • Image

    ResenhaRon Carter - Blues Farm (1973)

    05/10/2021

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Ready An' Willing

Álbum disponível na discografia de: Whitesnake

Ano: 1980

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,58 - 12 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Ready An' Willing:

  • 09
    nov, 2020

    Hard competente

    User Photo Fábio Arthur

Visitar a página completa de Ready An' Willing



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.