Resenha

Morbid Visions

Álbum de Sepultura

1986

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

26/09/2018



Death Metal brasileiro

Esse disco é o primeiro álbum completo do Sepultura e lançado também pela Cogumelo Records. Datado de novembro de 1986, a banda viria dar seguimento ao que tinha elaborado antes no split com o grupo Overdose, chamado de Bestial Devastation. 

Morbid Visions figura entre os álbuns gravados - mundialmente falando - da vertente death, ao lado de Possessed, Death e Hellhammer. Está ai a sua importância para o gênero e também como banda.

A produção ficou bem abaixo, mas isso já era esperado, afinal, no Brasil não se sabia como gravar esse estilo de música, ainda mais nos meados de 80, por onde aqui, reinavam as bandas de Rock Brasil e/ou MPB. Zé “Heavy” Luiz e Eduardo Santos produziram o disco e a arte diabólica e condizente com o conteúdo das letras, foram obras de um amigo chamado de Alex. 

Aqui em Morbid Visions, temos alguns pontos a serem comentados. Um deles é a última gravação com Jairo T., guitarrista solo do grupo; o direcionamento death também marcaria último da fase, para entrar no Thrash Metal dois anos depois e, por fim, os temas satanistas seriam realmente abolidos após esse álbum. 

São 33:08 minutos de death, calcado um pouco no Black Metal e com muito pouco de thrash. As faixas são, em sua maioria, rápidas e com algumas passagens mais cadenciadas. Um outro fator exposto é o vocal de Max Cavalera e a bateria acentuada de Igor Cavalera. No mais, o que se ouve são riffs ilustrando os primórdios do metal obscuro que vinha sendo praticado mundo afora.

No LP da primeira versão, havia a introdução - muito usada por Ozzy em suas tours -, Carmina Burana (obra clássica). Após problemas com direitos autorais, em versão de CD o disco começa com a pedrada “Morbid Visions”, para dar sequência a uma outra faixa muito boa: “Mayhem” e que culmina na clássica “Troops of Doom”. O álbum mantém uma certa qualidade e também demanda por vezes paciência, já que as repetições de alguns riffs acabam sendo exaustivas, caso da parte final de “War”. Em outro ponto, “Crucifixion”, com sua blasfêmia, direciona para um nível mais elevado entre variações e difere das outras faixas. Seguindo em diante, “Show Me the Wrath” soa muito bem e tem um refrão chamativo, assim como seu ritmo. Já “Funeral Rites” remete um pouco na mesma questão de repetições, e “Empire of the Damned” finaliza sem ser muito diferente do oferecido anteriormente nas faixas antecessoras. 

Esse é um disco de assimilação difícil para quem começou ouvindo Arise por exemplo ou não tem familiaridade com Death Metal. Mesmo assim, trata-se do início do metal nacional e muito digno por assim dizer. Cabe ressaltar que o Sepultura sempre diferenciou de outras bandas e obteve sucesso mundial, porque realmente era um passo à frente de outros grupos, quer fossem brasileiros ou não.

Vale conferir esse álbum, até porque ele é histórico, no mínimo.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaBarão Vermelho - Barão Vermelho (1982)

    15/09/2020

  • Image

    ResenhaEngenheiros Do Hawaii - Ouça o Que Eu Digo: não Ouça Ninguém (1988)

    13/07/2021

  • Image

    ResenhaThe Kinks - Kinda Kinks (1965)

    15/12/2020

  • Image

    ResenhaDarkthrone - Transilvanian Hunger (1994)

    08/05/2020

  • Image

    ResenhaNapalm Death - Harmony Corruption (1990)

    14/09/2018

  • Image

    ResenhaEagles - Desperado (1973)

    16/12/2019

  • Image

    ResenhaDio - Killing The Dragon (2002)

    04/11/2020

  • Image

    ResenhaJudas Priest - British Steel (1980)

    18/01/2019

  • Image

    ResenhaScorpions - Animal Magnetism (1980)

    16/10/2018

  • Image

    ResenhaW.A.S.P. - Inside The Electric Circus (1986)

    30/03/2020

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Morbid Visions

Álbum disponível na discografia de: Sepultura

Ano: 1986

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,67 - 6 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Morbid Visions



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.