Resenha

Renewal

Álbum de Kreator

1992

CD/LP

Por: Tarcisio Lucas

Colaborador

15/09/2018



Um álbum controverso, polêmico, injustiçado, e bom!

De tempos em tempos, acredito que todo o fã de musica de maneira geral deveria fazer o seguinte exercício: pegar aqueles álbuns que não desceram bem na época de suas aquisições, e escutar novamente, agora livre do senso comum gerado na época, as críticas recorrentes e opiniões de massa. Ouvir como se fosse a primeira audição, isento de pré conceitos e expectativas pré moldadas.
Digo isso por que o que temos aqui - Renewal , o polêmico disco de 1992 da adorada banda de Trash Metal alemã - é talvez um dos discos que mais mereçam esse cuidado.

Na época de seu lançamento, o Kreator já era uma banda respeitada dentro da cena metálica, tendo em sua bagagem discos de peso e reconhecimento mundiais, como "Pleasure to Kill", "Extreme Agression" e "Coma of souls". Assim, as mudanças - drásticas - que foram apresentadas em Renewal geraram um onda de insatisfação e descontentamento por parte de uma grande parcela de fãs. Era comum naquela época, e mesmo ainda até hoje, dizer que esse disco era uma tentativa frustrada da banda de se alinhar com as modas pelas quais a musica pesada atravessava na época, à dizer, o industrial.
De fato, as mudanças mercadológicas ocorridas no inicio dos anos 90 pesavam sobre o trash metal. Não apenas o Kreator, mas bandas como o metallica, Destruction e Testament passavam por grandes mudanças sonoras, seja por necessidades criativas, seja por exigências comerciais.

Mas, agora que o tempo passou e os ânimos se acalmaram...será que o álbum era tão ruim mesmo?
Resposta: Não. 
E digo mais: Não só não era ruim, como trazia muitas coisas interessantes.
Em primeiro lugar, cabe ressaltar que a maior influência apontada na época, no caso o Industrial, praticamente inexiste ao longo das canções. Se você pegar as bandas de metal industrial que pipocavam na cena, verá que nenhuma delas serve minimamente de parâmetro para escutar Renewal. O que temos aqui é AINDA SIM  trash metal. Peculiar, inusitado e cheio de outras muitas influências (que não o industrial), mas ainda sim é trash metal.

Muitas canções trazem passagens mais arrastadas, como as musicas "Winter Martyrium", "Karmic Wheel" e "Reflection". Essa influência talvez advinda do Doom metal se faria mais presente anos depois no (bom) disco "Endorama" (que também flertaria com o gótico, mas isso é outra história...), onde a banda mais uma vez teve a coragem de buscar novos horizontes além daqueles nos quais possuía inegável maestria.
Já outras musicas, como "Brainseed" possuem claras influências de punk rock e hardcore. E essa mesma música, Brainseed, com toda sua influência punk ainda apresenta em contraste uma passagem atmosférica relativamente longa.
A verdade é que Renewal nunca foi uma tentativa da banda de se adequar ao mercado. Hoje fica claro que o lançamento destoava não apenas do que a própria banda havia fundamentado, mas também destoava de tudo aquilo que fazia sucesso no mesmo período.
Renewal foi o primeiro - e não o único, como "Endorama" mostrará anos mais tarde - salto criativo que a banda daria, tanto no sentido instrumental quanto lírico.
As letras de Renewal saem bastante do tom revoltado que a banda apresentava, e mostra uma visão mais profunda e menos "chapada" da realidade.
Todas as musicas possuem um bom trabalho de guitarras, as vezes beirando o excelente. A cozinha é precisa, a bateria é técnica e o baixo apresenta peso.
A controvérsia, lógicamente, são os vocais de Mille Petrozza. 
Confesso que a primeira vez que ouvi o disco, tive uma impressão muito negativa sobre vocais ao longo de todo disco. Mas claro que eu estava esperando o mesmo que havia ouvido em Extreme Agression e Coma of Souls, e talvez eu estivesse sendo injusto com o material apresentado.
E hoje é exatamente essa minha opinião.
O vocal se adéqua perfeitamente áquilo que as letras contam. Há uma angustia velada, uma raiva contida na forma em que é cantado. Certamente, uma das influências advindas do Doom metal que é possível perceber aqui e alí ao longo do álbum, que tem a curta duração de pouco mais que 38 minutos (talvez essa seja a maior influência do punk em todo disco!).

Em sua própria proposta, é um disco consistente, linear, honesto e ousado.
 Pode não ser o Kreator que tanto amamos - eu ainda sou bem mais o Extreme Agression - mas é um Kreator que não mancha o seu próprio  legado.
Recomendo a todos que despudoradamente re-escutem esse disco. Talvez, assim como eu, vocês descubram um som que ainda soa fresco e criativo mesmo após 23 anos!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tarcisio Lucas

Nível: Colaborador

Membro desde: 16/10/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRhapsody of Fire - Legendary Years (2017)

    15/06/2018

  • Image

    ResenhaChico Buarque - Chico (2011)

    05/03/2018

  • Image

    ResenhaMythological Cold Towers - Sphere of Nebaddon (The Dawn Of a Dying Tyffereth) (1996)

    01/11/2017

  • Image

    ResenhaYes - Yes (1969)

    16/10/2017

  • Image

    ResenhaType O Negative - Dead Again (2007)

    20/09/2018

  • Image

    ResenhaBack To Zero - Go Go Ghouls (2006)

    18/11/2020

  • Image

    ResenhaSe não eu, quem vai fazer você feliz?: Minha história de amor com Chorão

    09/12/2019

  • Image

    ResenhaTheatre of Tragedy - Aegis (1998)

    26/01/2018

  • Image

    ResenhaGreen Carnation - Journey To the End of the Night (2000)

    26/09/2018

  • Image

    ResenhaThe Cure - Seventeen Seconds (1980)

    06/12/2018

Visitar a página completa de Tarcisio Lucas



Sobre o álbum

Renewal

Álbum disponível na discografia de: Kreator

Ano: 1992

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,62 - 4 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Renewal:

  • 06
    nov, 2020

    Sem medo de mudar

    User Photo Marcel Dio

Visitar a página completa de Renewal



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.