Resenha

Live Vengeance '82

Álbum de Judas Priest

1982

DVD/Blu-Ray

Por: Marcel Dio

Colaborador Sênior

22/07/2022



Habemus heavy metal

De todos os registros filmados do heavy metal, esse é o melhor que assisti. Retrato fiel da melhor época do estilo para uma banda que estava voando baixo. 
Existem três pecados nessa história, o primeiro: deveria ser concluído (filmado) depois do espantoso Defenders of the Faith - abrangeria por inteiro o supra-sumo discográfico, já que, dois anos depois do citado trabalho, o Judas derrapou acionando um Turbo que não funcionou.
O segundo pecado é a falta de Beyond Realms of Death e seu solo alienígena, imagino aquelas notas ecoando em Memphis (Tennessee), local em que o show foi gravado. 
Sobre o terceiro e menos grave, temos a imagem um pouco inferior, mas ... se entendermos que foi em 1982, a impressão evapora.

Live Vengeance abre com The Hellion / Electric Eye, a dobradinha mais aclamada do Judas, feita de bucho de couro e metal, para quem gosta de culinária. Riding on the Wind vem logo, com o Diabo expelindo fogo na garganta de Rob Halford, espancamento sonoro que atordoa qualquer ser. 

Seguimos com Heading out to the Highway, não tão díspar da anterior, somente por apelo hard no momento Point of Entry. 
Um pequeno discurso de : "venha para nosso mundo" e a plateia inteira entra em êxtase. A câmera paralisa em Halford e inicia-se a epopeia, é Metal Gods, os deuses que não pedem sacrifícios e ainda nos dão esse presente imortal. Seu riff reina absoluto como o leão ruge na selva, se atreva a enfrenta-lo! 

Não basta a performance soberana, pois a melhor música está chegando. Bloodstone é um sonho para qualquer ouvido, nem precisa ser exigente. O baixo marca forte e treme o assoalho do palco, as guitarras jogam notas extraordinárias e o solo de Glenn Tipton dividido com K.K. Downing mostra quem mandava na porra toda. Rob Ralford tem o eco para gritar Bloodstone, quem pegava a flecha de seus agudos? São perguntas sem respostas. 

Breaking the Law é o clássico, o transgressor. Hoje seria mordida certa da patrulha, na sociedade onde os que fazem as leis são os que mais desobedecem. 

Sinner ganha a cruz ansata pelo sopro da vida. Confesso que nunca dei tanta bola quando era ao modo estúdio. 

Desert Plains não foi a melhor das escolhas, quem sabe "Better By You, Better Than Me" ou "Stained Class" coubessem melhor. 

A curta The Ripper não pode faltar em show deles, e o cover de Joan Baez conhecido por Diamonds and Rust, não desfalca o set list.
Devil Child tende a ser aquecimento para o "Grito da Vingança", tradução ao nome da obra que alavancou a turnê. Nessa, quase ganham o título de speed, um carro que não encontra freio e some na pista. Poucos vocalistas teriam a capacidade para leva-la no peito, Rob tira de letra e a dupla de guitarristas reforçam que o Judas é o conjunto que faz a engrenagem. David Holland não compromete, só desce a marreta, o serviço "sujo" deve ser feito. 

O que promove You've Got Another Thing Comin' é o refrão, nada de especial quanto ao instrumental até chegar ao ponto citado, sobre não ficar parado enquanto o tempo passa. 

Mais uma chamada de Rob Ralford ... e, Victim of Changes ecoa pelo PA, não é canção tão simples, uma força da natureza. De progressões marcantes arrasta e anestesia. Até que a guitarra brinca com uns ligados e bends e logo faz uma escala mortal para as paradas em sincronia com os vocais. Não, não para por ai, solos desenfreados seguem e seguem para chegada de uma semi finalização brilhante juntamente a batida do gongo, agora tudo se acalma para o coda dos vocais. Nessa parte ninguém mais sabe quem é quem, o pendulo já hipnotizou! Logo voltamos aos riffs onde os três homens de frente estraçalham e metal god solta o agudo final. Épico é a palavra! 

Claro que não poderia faltar Living After Midnight. Nesse momento  penso em puxar algum garoto iludido com fadas góticas ou rock insosso e dizer: - "venha a cá seu abestalhado, venha ouvir algo que vai mudar sua vida". 

Terminamos com The Green Manalishi e Hell Bent for Leather, a última com Halford cantando em cima da moto e com os pés na caixa de retorno. 
Quem viu o show presencialmente é privilegiado e com certeza aplicou o dinheiro mais bem gasto da vida. Live Vengeance '82 pode ter saído tardiamente, ato imperdoável. Refeito o erro, cá estamos, conversando sobre uma aula de heavy metal em todos os sentidos, em atitude, visual, tocabilidade, criatividade e mais inúmeros ingredientes que fazem desse o melhor show filmado do estilo. Sem mais ...


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Marcel Dio

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/03/2018

"Sou um amante da música, seja em qualquer estilo, rock, blues, jazz ou pop."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRhye - Home (2021)

    14/08/2021

  • Image

    ResenhaBlue Öyster Cult - The Symbol Remains (2020)

    16/10/2020

  • Image

    ArtigoAltamirro caiu no sono ouvindo Michael Bolton

    08/07/2022

  • Image

    ResenhaLevel 42 - Running In The Family (1987)

    20/10/2020

  • Image

    ResenhaSoulfly - Prophecy (2004)

    22/08/2020

  • Image

    ResenhaYes - Big Generator (1987)

    02/11/2019

  • Image

    ResenhaDi Melo - Di Melo (1975)

    10/09/2018

  • Image

    ArtigoRanking - Discografia do Genesis

    22/11/2020

  • Image

    ResenhaKaki King - Glow (2012)

    03/03/2022

  • Image

    ResenhaMalice - License To Kill (1987)

    24/10/2020

Visitar a página completa de Marcel Dio



Sobre o álbum

Live Vengeance '82

Álbum disponível na discografia de: Judas Priest

Ano: 1982

Tipo: DVD/Blu-Ray

Avaliação geral: 5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Live Vengeance '82



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.