Resenha

Croz

Álbum de David Crosby

2014

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

05/05/2018



Um grande disco onde a prioridade são as canções

Um raro cantor com uma rara carreira solo, esse é David Crosby.  Ele pode ser considerado o Dorival Caymmi da música americana, pois com praticamente 50 anos de atividade, lançou apenas 6 discos de estúdio. Isso mesmo, somente seis. Que pese o fato do músico ter trabalhado muito com o Crosby, Stills & Nash (e, de vez em quando, Young). Mas ainda assim é muito pouco pra um artista do seu talento. Principalmente se levarmos em conta que seu trabalho anterior "Thousand Roads", foi lançando há mais de 20 anos. Por essa razão muita gente festejou quando chegou à prateleira no mês passado "Croz", seu mais novo trabalho.

Na verdade, esse é um disco que comemora o renascimento do músico. Crosby, aos 72 anos,  conseguiu se livrar do vício em heroína, sobreviveu a um transplante de fígado, resultado de anos de abuso de álcool e ainda reencontrou seu filho James Raymond, perdido há mais de 30 anos. Em 1962, Crosby colocou a criança em um orfanato para adoção e nunca mais pensou em vê-lo novamente. Qual não foi sua surpresa ao reencontrá-lo já adulto, e ainda por cima um músico virtuoso.  

Por todos esses acontecimentos e experiências, Crosby se juntou ao seu "novo" filho, e juntos, puseram coração e alma no trabalho, ao lado de um time de músicos impressionante, em que eu destacaria os baixistas Ken McCormick e Leland Sklar, e o guitarrista Mark Eaton.

"Whats Broken" abre o CD coma guitarra mágica de Mark Knopfler. Ele mesmo, o líder do Mítico Dire Straits, colocando seu instrumento à disposição da bela voz de Crosby, formando uma parceria no mínimo, inusitada. "Time a Have" tem belas melodias e harmonias vocais característica do vozeirão grave e ao mesmo tempo manso do cantor, ponteado pela guitarra pungente de Mark Eaton ao fundo. Já "Holding On To Nothing" é uma bela balada com um solo de trompete passional feito por Winton Marsalis. "The Clearing", é um folk que remete a suas façanhas vocais no Crosby Stills & Nash. O mesmo pode se dizer de "Radio" embora essa última tenha um pé no pop e um balanço contagiante. "Slice of time" é uma balada bucólica com a voz de Crosby comandando a canção. 

"Set That Baggage Down" é um folk com violões e guitarras bem timbradas no melhor estilo de David. ‘If She Called" tem uma das letras mais fortes que o músico já escreveu, e foi baseada em um grupo de prostitutas que David viu de seu quarto em um dia frio na Bélgica. "Era tão nojento e triste. Eu imaginei como elas escondiam o coração, a alma, enquanto faziam aquilo. Foi fascinante para mim", disse o cantor em seu release.  Em "Dangerous Night", é uma balada onde Crosby volta a flertar com o Pop de maneira elegante e eficiente. "Morning Falling" é uma música com um leve toque soturno, orientada por belos violões e uma batida discreta. "Find a Heart" encerra o petardo com um solo de sax emocionante feito por Steve Tavaglione, e um toque jazzísitco fascinante, mostrando que Crosby sabe transitar bem por vário estilos. 

O feeling impresso por David em todas as canções impressiona. Sua sensibilidade com que trata as canções e os arranjos é realmente admirável. O cantor deveria lançar mais trabalhos solo, pois ainda tem muito a dizer, muito de sua identidade musical para ser revelada.

Para encerrar vale uma frase do próprio cantor dita a revista Rolling Stone que sintetiza todo seu trabalho:
"Se há um tema em comum, é que são sobre os seres humanos. Quando você terminar o álbum, verá que na verdade fez uma viagem emocional."


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ArtigoGuitarra rítmica: A base do rock!

    02/03/2019

  • Image

    ResenhaDeep Purple - Come Taste The Band (1975)

    18/03/2018

  • Image

    ResenhaSavatage - Dead Winter Dead (1995)

    12/10/2019

  • Image

    ResenhaKamasi Washington - The Epic (2015)

    25/08/2018

  • Image

    ResenhaKansas - Masque (1975)

    14/09/2019

  • Image

    ResenhaLarry Coryell - Spaces (1970)

    02/12/2018

  • Image

    ResenhaNey Matogrosso - As Aparências Enganam (1993)

    20/09/2020

  • Image

    ResenhaYngwie Malmsteen - Odyssey (1988)

    14/02/2020

  • Image

    ResenhaJake E. Lee - Retraced (2005)

    22/01/2022

  • Image

    ResenhaRobby Krieger - The Ritual Begins At Sundown (2020)

    08/11/2020

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Croz

Álbum disponível na discografia de: David Crosby

Ano: 2014

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Croz



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.