Resenha

Discesa Agl'Inferi D'Un Giovane Amante

Álbum de Il Bacio Della Medusa

2008

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Especialista

06/05/2022



Com músicas refinadas e apaixonantes, a banda entrega a maior obra-prima do rock progressivo italiano moderno

O melhor disco de rock progressivo italiano do século XXI? Não é nenhum exagero pensar em Discesa Agl'Inferi D'Un Giovane Amante dessa forma, muito pelo contrário, difícil é pensar em outro disco que mereça essa alcunha mais do que ele. Um trabalho que possui excelentes misturas de influências clássicas e rock que se encaixam perfeitamente em letras sombrias e poéticas.  

O disco é um trabalho conceitual baseado na história de Paolo e Francesca (A Divina Comédia), mas feito à maneira da banda. O resultado disso é um álbum extremamente culto, refinado, romântico, apaixonado e que demonstra a típica alquimia de sonoridades que vão do rock progressivo ao hard rock, com arranjos de evidentes nuances folclóricas e letras muito intensas que transmitem uma carga emocional bastante forte. Vale destacar, que as músicas fluem como se fossem uma longa suíte por quase uma hora sem interrupções, entregado sempre ao ouvinte, mudanças bruscas de ritmo e atmosferas.  

“Preludio: Il Trapasso” começa o disco lentamente com alguns barulhos que a guia para aos primeiros acordes de piano, flauta violino até chegar na voz lamentosa de Simone Cecchini – que inclusive, vale destacar que é maravilhosa. Uma sonoridade muito charmosa, elegante e extremamente bem ornamentada. “Confessione D'Un Amante” pega o gancho deixado pela pelo piano e corda da peça anterior. A música sofre uma pequena mudança quando os vocais entram pela primeira vez. Os arranjos, mais uma vez, são excitantes e inspiradores, entregando para o ouvinte, um pouco de sentimento de nostalgia que é mais uma vez alavancado pela voz e interpretação de Simone. 

“La Bestia Ed Il Delirio” mantem o disco com a qualidade elevada, mas agora, já no seu início, a energia é outra. O órgão Hammond zumbindo em alta voltagem é sensacional. Algumas linhas de guitarra também golpeiam a peça com muita energia, enquanto que a flauta adocica tudo com sua delicadeza. Tudo é muito intenso e profundo, mas o destaque mesmo fica por conta do órgão Hammond. “Recitativo: È Nel Buio Che Risplendono Le Stelle” é uma faixa de base simples, simulando uma marcha, mas que traz novamente o disco para um clima sombrio. Essa faixa poderia facilmente ser um clássico da era 70’s do rock progressivo italiano. O vocal em forma de narrativa é infernal, ficando cada vez mais assustador conforme a peça avança, enquanto isso, é criado sob ele uma instrumental sinfônica de atmosfera muito pesada.  

“Ricordi Del Supplizio” começa por meio de algumas guitarras vibrantes muito influenciadas pelo hard rock 70’s, além de uma seção rítmica bastante sólida, teclas fortes e vocais crus, tendo espaço ainda para uma flauta cativante que adiciona sua fineza por toda a parte. Conforme se desenvolve, é possível perceber algo como se o Camel tivesse se misturado com o Jethro Tull da era Benefit. Peça brilhante. “Nostalgia Pentimento E Rabbia” tira o disco de um clima pesado e o coloca em uma linha mais medieval. Há uma excelente progressão aqui, onde conforme ela vai acontecendo, também é possível ir percebendo novos elementos musicais nele. Mais uma música que é fácil perceber uma forte atmosfera de Jethro Tull por toda a parte. Os vocais dramáticos também ajudam a edificar a peça.  

“Sudorazione A Freddo Sotto Il Chiaro Di Luna”, órgão Hammond e saxofone lideram os primeiros segundos da peça, até que as teclas tomam a dianteira sozinha sobre uma base relativamente pesada. Então que a música evolui para um movimento central cheio de paixão, com violões e flautas oníricos, além de algumas pinceladas de guitarra por meio de solos simples, mas emocionais. A harmonia, perto do fim, é de uma beleza inexplicável e deixa um gancho para a peça seguinte. “Melencolia”  é uma peça que o próprio título sugere o clima que vai ser encontrado, um momento de relaxamento e introspecção dentro do disco. Violão é flauta, além de uma batida folclórica lenta guiam a música, tornando-a um número quase hipnótico. Os vocais, também ajudam para que tudo soe cheio de sentimentos e crie atmosferas impressionantes.  

“E Fu Allora Che Dalle Fiamme Mi Sorprese Una Calda Brezza Celeste” começa por meio de uma guitarra sutil e saxofone sensual sobre uma batida lenta de bateria. Alguns licks de blues transmitem uma sensação de dor com a bateria que aumentou a sua intensidade. No fim, se trata de uma música onde guitarra e saxofone se alternam na liderança da bela melodia. “Nosce Te Ipsum: La Bestia Ringhia In Noi” começa com alguns vocais lamentosos, teclados e violino hipnóticos, mas não demora para que entre os demais instrumentos, e com isso, depois de um leve período de cadência lenta, a música se transforma em uma tempestade instrumental com claras influências crimsionianas, além de possuir algumas pitadas da cena de Canterbury, mudanças de tempos e andamentos que ajudam a construir diferentes estruturas reunidas em uma só. É o momento mais animado do disco.  

“Corale Per Messa Da Requiem” logo em seus primeiros segundos, evoca grandes inclinações clássicas por meio de um violino muito delicado e de bela atmosfera, sendo engrandecido por belas notas de piano e vozes corais. Tudo aqui é tão lindo, dramático e emocionante, como se fosse uma espécie de valsa cigana nostálgica. “Epilogo: Conclusione Della Discesa Agl'Inferi D'Un Giovane Amante” é a peça que coloca o disco para descansar, encerrando essa verdadeira obra-prima do rock progressivo italiano moderno. Uma pequena peça instrumental que segue a mesma linha da anterior e encerra o disco maravilhosamente bem.   

Como já dito, uma verdadeira obra-prima do rock progressivo italiano moderno, de músicas refinadas e apaixonantes, onde a banda passa de atmosferas melancólicas e sombrias para o mais puro som progressivo ou sinfônico com extrema facilidade. Álbuns como esse é que nos mostram o porquê do rock progressivo italiano ser o responsável de alguns dos melhores discos de rock progressivo de todos os tempos. Agora, voltando para a pergunta lá no começo da resenha, “é o melhor disco de rock progressivo italiano do século XXI?”, bom, agora com uma audição em dia e toda sua música fresca em mente, eu diria que sim.  


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaCorvus Stone - Corvus Stone (2012)

    29/04/2020

  • Image

    ResenhaCollegium Musicum - Konvergencie (1971)

    04/07/2018

  • Image

    ResenhaSteve Hackett - Voyage Of The Acolyte (1975)

    28/09/2017

  • Image

    ResenhaAnthony Phillips - Private Parts & Pieces VIII - New England (1992)

    01/05/2021

  • Image

    ResenhaGlass Hammer - On To Evermore (1998)

    11/04/2020

  • Image

    ResenhaAgalloch - The Mantle (2002)

    10/06/2020

  • Image

    ResenhaPain Of Salvation - Panther (2020)

    20/08/2020

  • Image

    ResenhaAmon Düül II - Yeti (1970)

    11/04/2022

  • Image

    ResenhaPeter Matuchniak - Uncover Me (2012)

    23/06/2020

  • Image

    ResenhaFamily - Music In A Doll's House (1968)

    23/05/2020

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Discesa Agl'Inferi D'Un Giovane Amante

Álbum disponível na discografia de: Il Bacio Della Medusa

Ano: 2008

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Discesa Agl'Inferi D'Un Giovane Amante



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.