Resenha

Per....Un Mondo Di Cristallo

Álbum de Raccomandata Ricevuta Ritorno

1972

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Especialista

02/05/2022



Muito bom material a ser explorado a cada audição

Considero Raccomandata Ricevuta Ritorno uma das boas bandas do que podemos chamar de segundo escalão do período clássico do rock progressivo italiano. Até o ano de 2010 a banda também era tida como uma das infinitas, “one shot” daquele período, pois foi somente em 2010 que lançaram o seu segundo disco, Il Pitore Volante, onde apenas Luciano Regoli (guitarra e vocal) e Nanni Civitenga (guitarra) faziam parte do sexteto que também compôs Per... Un Mondo Di Cristallo em 1972. Per... Un Mondo Di Cristallo é um álbum conceitual onde músicas e palavras tentam descrever os sentimentos de um astronauta que volta à Terra e encontra apenas desolação e ruínas, pois o planeta onde ele viveu antes de sua viagem espacial não existe mais.  

Apesar de eu não colocar a banda na primeira prateleira, não quer dizer que não há muito do que tirar proveito aqui, muito pelo contrário, inclusive, se eles não tivessem encerrado suas atividades na época, provavelmente a grandeza e relevância do grupo seria outra, pois certamente haveriam muitos outros álbuns de ótimo nível.  O som da banda, mistura algumas aventuras musicais influenciadas pelo King Crimson, apelos folclóricos do Premiata Forneria Marconi (sua fase mais inicial), além de algumas linhas clássicas à la Yes. Isso tudo fornece ao ouvinte um álbum com boa originalidade e de muito material a ser explorado a cada audição. No geral, o disco combina de uma maneira quase sempre muito obscura e profunda, vocais sólidos com flauta, sax tenor, piano, órgão Hammond e baixo. 

 “Nulla” é apenas uma vinheta de cerca de um minuto com ênfase em um órgão de igreja. “Su Una Rupe” é onde o disco realmente inicia. Possui uma grande variedade de humores, riffs frenéticos de guitarra e violões clássicos, além de flautas de clima pastoral que nos remetem um pouco ao Genesis. Um belíssimo começo de disco. “Il Mondo Cade Su Di Me” possui uma boa introdução por meio de violão, até que os demais instrumentos o acompanham e uma flauta passa a guiar a peça por alguns segundos, acrescentando uma atmosfera folclórica. Após isso, não seria nenhum exagero enxergar alguns acenos a Univers Zero e Amon Duul II, com isso, já deixo subtendido que há um lado mais experimental aqui.  

“Nel Mio Quartiere” tem seu início por meio de um piano bastante jazzístico que logo ganha a companhia de um saxofone também jazzístico, então que por volta de 1:20, tudo fica caótico, como se a ideia fosse mostra uma variação de humor do protagonista. Se algumas músicas do disco podem ter pinceladas de jazz, aqui a banda ataca com uma verdadeira explosão jazzística. “L'Ombra” começa com um piano em fade in, mas que logo em seguida tem a companhia do órgão em um dueto, a bateria que entra possui um ar de Magma. Um dos problemas desse disco, é não ser muito bem gravado, sendo que em alguns casos, isso fica bem evidente, aqui mesmo, os instrumentos afundam em um mid-range nada dinâmico.  

“Un Palco Di Marionette” traz uma grande mistura de estilos que ajuda a construir melhor peça do disco. Possui piano atonal e diálogos instrumentais simplesmente cinematográficos, além de alguns acenos ao Le Orme que criam uma jam simplesmente de tirar o fôlego. Há também alguns riffs onde é difícil não perceber o Jethro Tull correndo na veia desses caras e criando um rock progressivo genuinamente cativante. Van der Graaf Generator é outro nome facilmente perceptível na peça quando o saxofone é utilizado com ênfase em seus momentos finais. Uma obra de arte sensacional. “Sogni Di Cristallo”, violões de 12 cordas dão início à peça que encerra o disco, mas logo ganha a companhia da flauta - que guia a música até os vocais entrarem – e dos demais instrumentos. Possui arranjos orquestrais em alguns momentos, porém, não achei que caiu muito bem para a atmosfera da música - ou mesmo de todo o disco. Por outro lado, possui próximo dos 4:00 uma atmosfera bastante espacial e que cai muito bem dentro do conceito – e segue até o fim da peça. Um ótimo fim de disco.  

Bom, para finalizar, devo dizer que é um disco recomendado para qualquer ouvinte de rock progressivo italiano, porém, de preferência que já tenha alguma bagagem, iniciantes talvez não se dariam muito bem aqui. A produção, como eu disse, deixa a desejar, então, se você for ouvi-lo, busque alguns dos seus relançamentos (1995, 2004 e 2006, esse último, lançado em vinil) e terá uma experiência melhor. 


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaPink Floyd - Pulse (1995)

    26/10/2017

  • Image

    ResenhaRick Wakeman - Aspirant Sunrise (1991)

    22/03/2021

  • Image

    ResenhaThe Crome Syrcus - Love Cycle (1968)

    07/01/2022

  • Image

    ResenhaEloy - Silent Cries And Mighty Echoes (1979)

    19/07/2020

  • Image

    ResenhaHemina - Synthetic (2012)

    08/01/2022

  • Image

    ResenhaYes - Drama (1980)

    26/01/2018

  • Image

    ResenhaJethro Tull - Stormwatch (1979)

    13/03/2019

  • Image

    ResenhaFarmhouse Odyssey - Rise of the Waterfowl (2016)

    25/04/2018

  • Image

    ResenhaMilton Nascimento - Clube da Esquina (1972)

    25/04/2018

  • Image

    ResenhaComedy Of Errors - House of the Mind (2017)

    14/10/2017

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Per....Un Mondo Di Cristallo

Álbum disponível na discografia de: Raccomandata Ricevuta Ritorno

Ano: 1972

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Per....Un Mondo Di Cristallo



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.