Resenha

Perdida

Álbum de Stone Temple Pilots

2020

CD/LP

Por: Débora Arruda Jacó

Colaborador

01/05/2022



A sonoridade acústica do Stone Temple Pilots

Após alguns meses, retorno à esse Blog e para registrar essa “volta”, escolhi um álbum que há algum tempo gostaria de comentar: Perdida (2020), o último trabalho do Stone Temple Pilots, um dos meus grupos preferidos. Eu já havia feito uma audição pelo Spotify e também pelo Youtube – inclusive, assisti o vídeo promocional do single “Fare The Well”. Porém, nada melhor do que ouvir a versão física! “Perdida” é um trabalho diferenciado do grupo: os moços, resolveram embarcar em sonoridades “vintage”, com toques sutis de música flamenca e até influencias de lados mais acústicos de grupos como Led Zeppelin, Neil Young e por que não dizer de soft rock, tais como Bread?! Outro diferencial que percebi foi no encarte: simples, sem fotos e apenas com as letras das músicas. Nem mesmo os costumeiros “agradecimentos”, dessa vez não apareceram... Feita a pequena introdução, vamos à análise das faixas.

A primeira faixa é “Fare Thee Well”: arranjos bem entremeados, com sutis toques de country music e soft rock que me lembrou o velho Bread, um grupo do qual gosto muito. A letra fala de separação (Provavelmente, se trata da separação de um dos irmãos DeLeo, segundo li em alguns sites). Robert DeLeo não apenas contribui com as linhas de baixo, mas também com a percussão e o violão acústico e para quem ainda não sabe, Robert é multi-instrumentista. Jeff Gutt também realiza um bonito trabalho vocal, interpretando a melancólica letra. A segunda faixa é bem bonita: “Three Whishes”, nos remetendo ao folk rock e com bons riffs de Dean DeLeo. A letra fala de vulnerabilidade e perda. Bonita e triste ao mesmo tempo. “Perdida” a faixa título do álbum é a terceira: a canção traz influencia flamenca (flauta, violoncelo) e tem muita contribuição de Robert DeLeo que executa boa parte da instrumentação (além do baixo, violão e percussão). De fato, um dos melhores músicos da atualidade...Como vocalista, comentarei posteriormente. A próxima é “I Didn’t Know The Time”: folk rock, é uma homenagem aos amigos que se foram (Scott Weiland e Chester Bennington). Bela instrumentação. Agora é a vez da quinta faixa: “Years” momento vocal de Robert DeLeo. “Rob” apresenta uma voz rouca e profunda – li algumas críticas que não gostaram da voz dele, mas eu achei interessante: lembrei um pouco do estilo de cantar do Allan Parsons, e a instrumentalização apresenta “discretas” pinceladas de MPB (segundo o próprio Robert, ele admira MPB e Bossa Nova e então, faz um pouco de sentido). Sou suspeita, mas aprovo o Robert como vocalista!
“She’s My Queen” apresenta um instrumental ótimo “pra cima”, com "estilo" Led Zeppelin: a letra é um pouco ingênua e parece se tratar de uma homenagem à alguma “musa” de algum dos integrantes do grupo. Eu gostei da “homenagem”. A sétima faixa é “Miles Away”, com instrumentais que lembram uma “polca cigana”, apresentando letra triste e dramática. A oitava é “You Found Yourself While Losing Your Heart”, que apresenta uma letra angustiada de um amor que está por “um fio” (...Então, por favor, me perdoe se eu pareço fora da linha/Sele com um beijo antes de ir...). A penúltima canção é a breve e instrumental “I Once Sat At Your Table”: simpático momento, porém sem repetir o impacto da bela e marcante “No Memory” (Core, 1992). Mesmo assim, um interlúdio legal que dá espaço para o último momento do álbum: “Sunburst”, com instrumental interessante, encadeado pelo bom vocal de Jeff e a letra mais “otimista” que promete o fim da tristeza do Stone Temple Pilots. Talvez o momento mais “alto astral” depois de “She’s My Queen”.

Enfim, pode não ser dos melhores trabalhos do STP: gostei mais do álbum Stone Temple Pilots (2018), mas mesmo assim, apresenta alguns bons momentos. Na realidade, é um álbum que remete ao intimismo e bucolismo e temos de lembrar que os “moços” não contam com 20 ou 30 anos – suas vidas mudaram, muitas coisas ocorreram...e não dá para aguardar o lançamento de um “novo” Core... Os tempos são outros! Porém, fico contente em saber que ainda estão na estrada e quem sabe, podem até virem ao Brasil novamente. Vale a pena conhecer “Perdida”!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Débora Arruda Jacó

Nível: Colaborador

Membro desde: 08/09/2020

"Sou Professora de Geografia e concluí o curso de Letras pela Universidade de São Paulo, no primeiro semestre do fatídico ano de 2020. Sempre admirei as artes, em especial, música e literatura. Amo Rock'n' Roll e suas vertentes...Mas também admiro MPB, Bossa Nova e Jazz."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaEcho And The Bunnymen - Flowers (2001)

    18/11/2020

  • Image

    ResenhaRoberto Carlos - Roberto Carlos (1978)

    01/11/2020

  • Image

    ResenhaGenesis - We Can't Dance (1991)

    21/01/2021

  • Image

    ResenhaGenesis - Three Sides Live (1983)

    18/01/2021

  • Image

    ResenhaStone Temple Pilots - Core (1992)

    12/10/2020

  • Image

    ResenhaTears for Fears - Tears Roll Down (Greatest Hits 82-92) (1992)

    15/10/2020

  • Image

    ResenhaBarão Vermelho - Carne Crua (1994)

    14/01/2021

  • Image

    ResenhaRoberto Carlos - Canta Para A Juventude (1965)

    22/11/2020

  • Image

    ResenhaTears for Fears - The Seeds Of Love (1989)

    25/09/2020

  • Image

    ResenhaU2 - The Unforgettable Fire (1984)

    20/10/2020

Visitar a página completa de Débora Arruda Jacó



Sobre o álbum

Perdida

Álbum disponível na discografia de: Stone Temple Pilots

Ano: 2020

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,33 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Perdida:

  • 02
    mar, 2020

    Desfrute do bom momento

    User Photo Marcio Alexandre
  • 07
    fev, 2020

    Vídeo: Um convite a um momento introspectivo

    User Photo Fábio Cavalcanti

Visitar a página completa de Perdida



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.