Resenha

Diabolical

Álbum de Destruction

2022

CD/LP

Por: Marcel Dio

Colaborador Sênior

25/04/2022



Usina nuclear de riffs

Destruction mantem um ritmo de bons lançamentos por anos a fio, a exceção do intragável Metal Discharge. Nunca renderam-se a indústria para amenizar suas características na velocidade e riffs ríspidos, pode ser questão de honra, embora não precisem basear-se nisso pela "eternidade".
Chama a atenção as resenhas em torno de Diabolical, não tem sido aclamadas nas que vi. Talvez o pessoal tenha enjoado, ainda com o desagrado de produções finas ou digitalizadas, o que é como tomar uma picada de vespa cavalo do cão para um fã da velha escola. Entretanto, seus conterrâneos Sodom e Kreator usam o mesmo esquema. 
O thrash sujo por natureza está enterrado em algum cemitério secreto, nomeie-se por passado, portanto, ache uma máquina do tempo ou use o youtube para enxugar suas lágrimas não digitais. 

Em Diabolical não existem oscilações radicais, verdadeiramente abaixo do sol thrash não há nada novo, apenas retoques. O Destruction tenta com suas armas e consegue um disco digno de nota, nivelando com os dois anteriores. Os fãs não estão contentes, eu sei, não gostaram da saída do guitarrista Mike Sifringer, um dos fundadores. Mike desconectou-se e sem mais explicações deixou de participar em Diabolical, sequer indo aos ensaios. Por mais que sua importância seja inquestionável, o som não perdeu a personalidade.

Observando comentários, cheguei a um que comparou-os com o Kreator, deixando em aberto uma suposta imitação. Minha resposta  é totalmente contrária, Kreator tem sua fórmula mágica de fazer, assim como os riffs do Destruction são marcas registradas e não se misturam tão facilmente. 
A voz do meu xará está melhor, sem os agudos tão estridentes do passado.

Diabolical carrega uma usina nuclear sonora que deveria pisar no freio as vezes, dar um tempo para o ouvinte com um pouco de cadencia, a exemplo da maravilhosa Tormented Soul, sem dúvidas a melhor do álbum. Whorification não fica tão atrás, as inúmeras progressões são para deixar qualquer um maluco! E a faixa título pega a terceira colocação.
Não, não temos um clássico nos arredores e sim um trabalho honesto que faz lembrar o comercial antigo da Philco com as formigas voando e os dizeres: "isso não é um som, é um tapa na orelha!". 

No próximo álbum espero que tenham atrevimento para romper a tradição e escrever um capitulo diferente, como fez o Kreator com Renewal e Endorama, senão... ficaremos na frase bíblica citada num parágrafo qualquer desse texto. Espero que entendam minha ótica aparentemente paradoxal, pois os consagrados precisam rompem estruturas sem dar a mínima para a torcida reacionária. Do mais, é um ótimo lançamento.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Marcel Dio

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/03/2018

"Sou um amante da música, seja em qualquer estilo, rock, blues, jazz ou pop."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaMetallica - Lulu (2011)

    28/06/2018

  • Image

    ResenhaPink Floyd - Meddle (1971)

    23/01/2020

  • Image

    ResenhaBarrabas - Soltad a Barrabás! (1974)

    11/07/2020

  • Image

    ResenhaHällas - Excerpts From a Future Past (2017)

    03/05/2019

  • Image

    ResenhaKomatsu - Rose Of Jericho (2021)

    03/09/2021

  • Image

    ResenhaAntonio Neves - A Pegada Agora É Essa (The Sway Now) (2021)

    19/08/2021

  • Image

    ArtigoIntroduções e solos marcantes de teclado

    09/07/2020

  • Image

    ResenhaVan Halen - For Unlawful Carnal Knowledge (1991)

    16/06/2018

  • Image

    ResenhaBad Company - Dangerous Age (1988)

    22/09/2019

  • Image

    ResenhaKiss - Music from "The Elder" (1981)

    24/02/2019

Visitar a página completa de Marcel Dio



Sobre o álbum

Diabolical

Álbum disponível na discografia de: Destruction

Ano: 2022

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Diabolical



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.