Resenha

Decomposição

Álbum de Manger Cadavre?

2021

CD/LP

Por: Mário Pescada

Colaborador

20/04/2022



"Decomposição" é um disco de mensagens duras, mas necessárias

O ano de 2021 definitivamente foi um ano muito bom para o underground nacional, vide os lançamentos de DESALMADO, HELLWAY TRAIN, BONG BRIGADE, GARAGE FUZZ, IN NOMINE BELIALIS, CREATURES, etc. e entre esses, com destaque num páreo disputado, o MANGER CADAVRE?

Em "Decomposição" (2021), a banda mostrou que atingiu em um período curto, já que seu disco anterior, "AntiAutoAjuda", lançado apenas dois anos antes, uma evolução impressionante: letras mais impactantes e um som mais pesado e encorpado.

Rotular a banda hoje como hardcore/crust, como eles mesmos se definem, acho até que ficou defasado. Com a entrada de Paulo Alexandre, as palhetadas mais metal ganharam mais espaço, trazendo mais peso ainda ao som da banda de São José dos Campos/SP. A melhor definição para eles hoje, se é para rotular, seria chamá-los de metalpunk, na veia do que o TOXIC HOLOCAUST faz.

Ouvindo o disco e seguindo as letras do encarte (bandas, sempre publiquem as letras!), fico pensando no tanto que compor ele deve ter sido duro para Nata Nachthexen (apenas a última faixa não é de sua autoria). Suas letras giram em torno de temas espinhosos, mas presentes, como morte, desesperança, indiferença, dominação, exploração, conformismo...mas, também falam de resistência, luta, consciência e revolução, de mudanças individuais e depois, quem sabe, coletivas. Utopia? Talvez, mas simplesmente aceitar tudo isso que está aí e morrer de joelhos, é melhor?

"Decomposição" (2021) simbolizou, ao menos para mim, a mensagem de que as coisas morrem, perecem, mas podem renascer melhores do que foram. São 36 pesados minutos, de som e de mensagens.

Além do ótimo trabalho nas seis cordas de Paulo Alexandre, que fez sua estreia gravando com a banda (assim como o baixista Bruno Henrique), os vocais de Nata, se destacam: estão mais fortes e claros que antes, mantendo aquela pegada Barney Greenway (NAPALM DEATH). Méritos para Otavio Rossato, quem gravou, produziu e mixou a banda no Family Mob Studios, em São Paulo. A banda ainda contou com as participações especiais de Fernanda Lira (CRYPTA, ex-NERVOSA) e Caio Augusttus (DESALMADO) na faixa "Demônios Do Terceiro Mundo".

A arte do disco ficou com Wendell Araújo, enquanto Alcides Burns, que já prestou serviços para CLAUSTROFOBIA, ESKRÖTA, IMPURITY, NERVOCHAOS, NERVOSA, WHIPSTRIKER, ficou com o layout.

"Decomposição" (2021) é um lançamento em conjunto dos selos Xaninho Discos, Poeira Maldita Records, Helena Discos, Brado Distro, Two Beers or Not Two Beers Records e Tiranossaura Records e tem como distribuidor digital o selo estrangeiro Blood Blast, subsidiário da gravadora alemã Nuclear Blast. Um coletivo de selos que bancou um coletivo de pessoas que acreditaram e ajudaram no financiamento do disco, mostrando que os valores da banda estão bem alinhados ao de muitos.

O disco pode ser ouvido nas plataformas digitais, adquirido em lojas ou através dos e-mails info@xaninhodiscos.com.br e mangercadavre@gmail.com

Confira "Decomposição" (2022) na íntegra:

Faixas: 01 Epílogo 02 A Raiva Muda O Mundo 03 Em Memória 04 Vida, Tempo E Morte 05 Apatia 06 Miseráveis 07 Neocolonialismo 08 Tragédias Previstas 09 Profetas Da Submissão 10 Demônios Do Terceiro Mundo feat. Fernanda Lira (CRYPTA, ex-NERVOSA) e Caio Augusttus (DESALMADO) 11 Cemitério Do Mundo Formação: Nata Nachthexen: vocais Marcelo Kruszynski: bateria Paulo Alexandre: guitarra Bruno Henrique: baixo


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Mário Pescada

Nível: Colaborador

Membro desde: 12/03/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaAlice In Chains - A História Não Revelada

    05/07/2020

  • Image

    ResenhaWarshipper - Barren... (2020)

    29/03/2021

  • Image

    ResenhaRazama-Snaz! Um Guia Para O Ouvinte do Nazareth

    30/05/2022

  • Image

    ResenhaNunca é o Bastante - A História do The Cure

    09/04/2020

  • Image

    EntrevistaIossif

    24/02/2021

  • Image

    ResenhaDorsal Atlântica - Pandemia (2021)

    31/05/2021

  • Image

    ResenhaExpurgo - Deformed By Law (2018)

    06/02/2021

  • Image

    ResenhaDaemusinem - The Ungodly Defiance (2017)

    05/12/2018

  • Image

    EntrevistaJoão Eduardo Faria Filho

    31/08/2020

  • Image

    ResenhaVerdade Oficial - Nos Bastidores Do Pantera

    01/03/2020

Visitar a página completa de Mário Pescada



Sobre o álbum

Decomposição

Álbum disponível na discografia de: Manger Cadavre?

Ano: 2021

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Decomposição



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.