Resenha

Aktuala

Álbum de Aktuala

1973

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Top Notch

21/03/2022



Improvisações em uma variedade de instrumentos étnicos, criam uma jornada sem limites e de meditação espiritual pelos corredores da mente

Quando falamos de rock progressivo italiano feito na década de 70, em mais de 90% dos casos, também falamos de bandas de influência sinfônica, porém, a proposta musical da Aktuala é bastante diferente disso. Todo o som encontrado aqui é calcado em uma linha mais tranquila e reflexiva, se influenciando na música clássica indiana. É como se os músicos tivessem feito uma viagem ao país da Asia Meridional, mas nunca mais voltaram.  

Bastante técnico e também muito emocional, mostra uma banda que quebra os seus limites musicais, mas sempre de maneira bem direcionada e sem perder o foco. No encarte de sua reedição de CD de 1993, há uma afirmação em que eles definem seu som como, “música feita por instrumentos de culturas pré-históricas e antigas”. Uma boa definição de tudo o que é encontrado aqui é a de uma jornada sem limites e de meditação espiritual pelos corredores da mente.  

“When The Light Began” é a peça que dá início ao disco, mostrando um repertório musical em que todos os instrumentos se apresentam em um redemoinho musical desconexo e hipnótico. É difícil afirmar que o disco é composto por músicas no seu sentido mais real da palavra, pois ao invés disso, logo na sua primeira faixa a banda entrega uma inebriante espécie de improvisações livres executadas por vários instrumentos étnicos. Um belo fluxo em constante evolução de violão, cítara, flauta e violino em torno de uma atmosfera de música ambiental. 

“Mammoth R.C.” é a faixa mais excêntrica do disco. Possui algumas batidas africanas e percussão que soam sufocantes e imponentes, então que a peça explode e um direcionamento alucinante e cacofônico toma de conta, com trompas no melhor estilo Free-Jazz assumindo a liderança de tudo. Basicamente não possui qualquer estrutura ou melodia perceptível. Quando esse momento enérgico desaparece de maneira abrupta, algumas batidas de tambor a direcionam até sua conclusão.   

“Altamira” possui menos de dois minutos, sendo um bom momento de descanso depois do frenesi da peça anterior. É criada uma paisagem musical onírica. Pratos de aspereza eletrônica, algumas vozes etéreas e trompas frenéticas. Uma faixa curta e muito psicodélica. “Sarah' Ngweha” começa por meio de uma sensação de vento, seguido por uma flauta bem no estilo do Oriente Médio - em sua faceta mais obscura. Quando atinge a sua metade, uma percussão vai subindo, deixando a peça em uma situação de transe. Assim ela vai seguindo até atingir um final em fade-out.  

“Alef's Dance” possui um ritmo bastante forte com flautas solando mais uma vez em escalas orientais. A melodia com que as guitarras conduzem a peça também é algo interessante, sempre acompanhadas por instrumentos de cordas, batidas de tambores e mais flautas, enquanto que muda completamente a direção da música. Eu não costumo gostar de finais de música em fade-out, mas tenho que admitir que os desse disco são necessários, pois são as melhores formas de encerrar suas músicas. “Dejanira” é a peça de encerramento. Tem um clima sonolento, um dedilhado suave de violão feito de forma “preguiçosa” que mostra influência não apenas na música oriental, mas agora na fase mais psicodélica do Pink Floyd. A música simplesmente flutua por meio de uma gaita, um belo violão, solos pontuais de saxofone e algumas fortes rajadas de vendo, além de uma percussão delicada. É interessante, pois ela consegue ser um calmante e um estimulante ao mesmo tempo.  

Obviamente que não é aquele tipo de música que eu indico pra qualquer pessoa, mas se você é um apreciador peças étnicas, com certeza você vai ter muito o que aproveitar nesse disco. Uma escuta evocativa, além de uma experiência estimulante. O álbum consegue incutir em seu ouvinte uma sensação de paz e contemplação, momentos de tensão e até de excitação perante o desconhecido, porém, acima de tudo, nunca deixa de ser interessante.  


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaPendragon - The Masquerade Overture (1996)

    12/04/2018

  • Image

    ResenhaRick Wakeman - Fields Of Green (1996)

    04/04/2021

  • Image

    ResenhaDrifting Sun - Forsaken Innocence (2021)

    29/10/2021

  • Image

    ResenhaMaestrick - Espresso Della Vita: Solare (2018)

    12/07/2018

  • Image

    Resenha35007 - Liquid (2002)

    29/06/2022

  • Image

    ResenhaAnglagard - Buried Alive (1996)

    23/06/2020

  • Image

    ResenhaRenaissance - Novella (1977)

    07/02/2022

  • Image

    ResenhaTony Banks - 5 (2018)

    07/05/2018

  • Image

    ResenhaEmerson, Lake And Palmer - Emerson, Lake And Palmer (1970)

    10/10/2017

  • Image

    ResenhaBetween The Buried And Me - Coma Ecliptic (2015)

    19/05/2022

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Aktuala

Álbum disponível na discografia de: Aktuala

Ano: 1973

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Aktuala



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.