Resenha

Todo Bossa

Álbum de Max Robert

2005

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

19/03/2022



Max Robert mostra um talento sublime como compositor e arranjador em “Todo Bossa”, seu segundo trabalho solo

Acho que com todo mundo que aprecia a música acontece isso: Você compra um determinado CD, escuta algumas vezes e o deixa quietinho ali, no meio da sua coleção. Tempos depois resolve escutá-lo com mais calma e descobre a maravilha da música contida nele. Foi mais ou menos isso que aconteceu com “Todo Bossa”, segundo CD solo do baixista Max Robert.

Eu resolvi colocar as músicas do disco no meu MP3 player e desde então não consigo mais parar de ouvi-lo.  Max é um dos grandes baixistas nacionais, integrou as fileiras do grupo O Terço e iniciou sua carreira solo no ano 2000 com seu primeiro CD solo chamado “Groove”, um trabalho basicamente calcado no seu instrumento.  Mas foi com “Todo Bossa” que Max mostrou todo seu potencial como músico e arranjador.  O petardo tem classe e  estilo, possui arranjos sublimes, harmonicamente perfeitos, evidenciando o bom gosto do baixista, seja em suas composições próprias, seja em releituras de clássicos do jazz e da MPB, sempre cercado de convidados talentosíssimos.

O disco inicia com uma composição do próprio Robert, “Um Tom Mais que Perfeito”, feita em homenagem ao maestro Tom Jobim, e que conta com um dueto entre Danilo Caymmi e Tatiana Parra. A voz grave de Danilo contrasta com a leveza dulcíssima da voz de Tatiana, realizando um dos duetos mais perfeitos que já ouvi na vida. Com certeza Tom Deve estar lá em cima orgulhoso com a homenagem. Em “De Guinga Pra Bossa”, Max presta um justo Tributo a um dos maiores compositores e violonistas da atualidade, o carioca Guinga.  Inclusive o próprio homenageado aparece na canção, emprestando seu indefectível violão ao tema. A cereja do bolo nesta faixa é o trompete de Daniel Alcântara no fim da canção.  

A terceira canção é também a primeira releitura feita por Max para o CD. Importante ressaltar que o baixista não se limitou a fazer interpretações burocráticas de temas consagrados, ao contrário, as faixas foram rearranjadas e receberam uma visão bem pessoal e interessante. “Chega de Saudade”, clássico de Tom e Vinicius  ganhou uma levada funky com um arranjo sensacional de trompete e uma interpretação malemolente de Taryn Zspillman. A faixa  me lembrou os trabalhos gravados por Miles Davis no anos 80. “Gafieira” é uma faixa instrumental com excelente arranjo de metais idealizado por Zé Lourenço, e uma guitarra jazzística sensacional.  “Tacanho” é um tema que Max resgatou do grande Waldir Azevedo. O músico revitalizou o tema encaixando seu contrabaixo entre a flauta solo e a percussão.

“Tell Me a Bed Time Story” é um tema composto originalmente pelo tecladista americano Herbie Hancock. Max deixou a canção  com um tempero bem brasileiro, potencializado pela excelente participação da cantora Jane Duboc, que fez um dos mais belos scats vocais que tive o prazer de ouvir. Essa com certeza é minha faixa favorita do disco. “Você Sorriu”, tem o vocal lírico e sublime de Marcê Porena. Uma faixa que retrata o inicio de uma parceria entre a cantora e o músico que perdura até os dias de hoje. “Gabriela” é quase um soft jazz com destaque para o saxofone de Daniela Spielmann. “Baiãozinho Calungo”, como o próprio nome diz, é um baião influenciado pelo jazz e pelo chorinho onde a flauta de Victor Alcântara divide espaço harmonicamente com a percussão de Armando Marçal.  Para encerrar com chave de ouro, outra composição de Max, “Samba Novo”, um samba funk  com clara influência da banda  setentista Black Rio.

O cuidado na escolha dos convidados, na elaboração dos arranjos e na utilização de seu instrumento dentro das canções faz de Max Robert um compositor maduro, elegante e com profundo respeito pela música.  Um clássico!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaCamel - Dust And Dreams (1991)

    04/08/2018

  • Image

    ResenhaEloy - Colours (1980)

    24/07/2020

  • Image

    ResenhaGov't Mule - Heavy Load Blues (2021)

    10/01/2022

  • Image

    ResenhaMarillion - Fugazi (1984)

    01/07/2021

  • Image

    ResenhaRush - Hemispheres (1978)

    30/04/2021

  • Image

    ResenhaSavatage - Dead Winter Dead (1995)

    12/10/2019

  • Image

    ResenhaNick Mason - Nick Mason's Fictitious Sports (1981)

    02/04/2021

  • Image

    ResenhaDixie Dregs - Unsung Heroes (1981)

    10/10/2020

  • Image

    ResenhaYes - Fragile (1971)

    10/06/2019

  • Image

    ResenhaAlfredo Dias Gomes - Metrópole (2021)

    15/05/2021

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Todo Bossa

Álbum disponível na discografia de: Max Robert

Ano: 2005

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Todo Bossa



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.