Resenha

Give Me The Night

Álbum de George Benson

1980

CD/LP

Por: Marcel Dio

Colaborador Sênior

04/03/2022



Mestre da elegância musical

Discípulo de Wes Montgmery, Joe Pass, Kenny Burrell, Barney Kessel e mais alguns monstros do Jazz, George Benson tem uma discografia a perder-se de vista e vislumbrar qualquer um pela qualidade de cada trabalho. É mais fácil achar cem reais dando sopa na rua que um disco ruim dele, no máximo alguns medianos lançados na era comercial dos anos oitenta. 
Um dos segredos é que não mudou radicalmente a forma de tocar, fazia com que os músicos ao seu redor mudassem, enquanto seguia de forma sutil. Sem dúvidas conseguia encaixe cada performance, por ser um mestre em harmonia, mantendo quase a mesma formula. Digo, quase, porque na fase jazz funk, de certa forma aplicou mais groove. Na fase jazz pop tocou conforme a medida que o estilo pedia, sem perder o espirito primário. Do mais, os fraseados estão ali e você sabe as cegas quem os toca, não há erros de calculo. 

Sua carreira pode ser dividida em pelo menos quatro etapas. Give Me The Night abre a era pop e também a produção de Quincy Jones, arrastando consigo todos os músicos de Off The Wall (Michael Jackson). Incompreensivelmente ou não, a parceria durou até ai, uma pena. Pelo menos marcou época e fincou a música título como a mais conhecida do jazzista. Os puristas podem discordar e arrancar os cabelos, não importa.

A começar por Love X Love, nota-se que o jazz como corre o nome, molda-se ao pop sem virar café morno. A condução dos músicos de Quincy Jones é de perfeição absurda, mas não se enganem! George Benson sempre teve contato com os músicos mais experientes possíveis, basta checar seu curriculum. Então, não havia vislumbre, qualquer outro cairia de costas só de ver aqueles caras em estúdio. 

Love X Love é perfeitamente agradável e radiofônica, pelo qual só as bases e a voz, seriam o bastante. Mas ali, temos orquestra, backing femininos, teclados, trompetes e o que possa imaginar em estúdio. Impossível ouvir e não te prender.  
Cartada de mestre por apresentar o jazz pop as massas e sem perder um milímetro de requinte. 

Off Broadway carrega licks de guitarra parecidos com sonhos em formas de notas, simples para o padrão dele, outrora de criatividade absurda. Estica esses licks enquanto os instrumentos cobrem tudo e revelam uma linha brilhante de baixo sintetizado.
Ao meio um solo genial junto aos graves e o teclado em sutis camadas. Vale destacar que Off Broadway ganhou o grammy por melhor performance instrumental de R&B para 1981. 

Moody's Mood representa mais vocal e calmaria, como num filme romântico dos anos sessenta.
A guitarra fica ao lado para priorizar vozes, arranjos de pianos elétricos e teclados. Ao final Benson divide a função com Patty Austin - uma das melhores cantoras do mundo na minha opinião.

Agora chegamos a Give Me The Night. O segredo? Ser grudenta, pegar carona de leve na disco music e ter novamente uma aula de sinth bass. Claro que a receita foi estouro imediato, com a produção de Quincy Jones o jogo fica fácil. 

Ficaríamos contente só pelo que foi apresentado até o momento. Porém, What's On Your Mind faz qualquer músico chorar ou largar o instrumento, seja qual for. Tudo pela perícia praticada em todos os arranjos. 
Pode ser considerada um dos melhores "lados B" do cantor. 
De praxe, cantada junto ao solo, tarefa que ao meu ver não é nada fácil, tanto pela digitação vs vocal ou pelos unissonantes, uma desafinação ao vivo, destruiria tudo!.

Dinorah, Dinorah é uma releitura da original de Ivan Lins. Prefiro a magia de Ivan para esta, não descartando que a abordagem de George Benson seja maravilhosa e brilhe novamente quando solfeja  junto ao solo. Outra composição de Ivan com Gilson Peranzzetta e Paul Williams é apresentada em seguida, a suave Love Dance. 
O disco ainda contém "Star of a Story, a maravilhosa Midnight Love Affair e Turn Out the Lamplight.

Por enquanto é isso, agora vou tirar longas férias. Agradeço aos que acompanharam e suportaram as resenhas, erros de português e críticas pesadas a álbuns que eu realmente não gostava. Agradeço também os comentários e fico feliz por cumprir a missão de ser o mais honesto possível em meus textos. Um grande abraço a todos. 


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Marcel Dio

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/03/2018

"Sou um amante da música, seja em qualquer estilo, rock, blues, jazz ou pop."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaJota Quest - Pancadélico (2015)

    18/07/2020

  • Image

    ResenhaBarrabas - Soltad a Barrabás! (1974)

    11/07/2020

  • Image

    ResenhaNarada Michael Walden - The Dance Of Life (1979)

    20/06/2021

  • Image

    EntrevistaRaul TiGans

    17/11/2019

  • Image

    ResenhaRaul Seixas - A Pedra Do Gênesis (1988)

    29/04/2021

  • Image

    ResenhaO Barato de Iacanga

    10/02/2020

  • Image

    ResenhaYes - Close To The Edge (1972)

    14/03/2018

  • Image

    ResenhaAvril Lavigne - Love Sux (2022)

    03/03/2022

  • Image

    ResenhaFoo Fighters - Concrete And Gold (2017)

    02/05/2020

  • Image

    DivulgaçãoSAMARITHAN - CANDLEMASS cover com ELADIA NATALI nos vocais

    19/11/2020

Visitar a página completa de Marcel Dio



Sobre o álbum

Give Me The Night

Álbum disponível na discografia de: George Benson

Ano: 1980

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Give Me The Night



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.