Resenha

In Search Of Truth

Álbum de Evergrey

2001

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Top Notch

24/02/2022



Uma avalanche de composições técnicas e progressivas com grande atmosfera e impacto emocional

Estou aqui escrevendo essa resenha exatamente no dia 23 de Fevereiro de 2022, e posso dizer com toda certeza, até esse exato momento a banda não lançou nada tão grandioso quanto. Todas as faixas são incríveis e poderosas. Bastante original e distinto, traz por de trás de suas letras um conceito sobre alienígenas atormentando o personagem, sendo inspirado no livro Communion: A True Story, lançado em Fevereiro de 1987 pelo escritor estadunidense, Whitley Striebe. O livro traz o relato supostamente verídico de Strieber que diz ter sido abduzido no dia 26 de Dezembro de 1985. Segundo palavras do próprio Tom Englund – vocalista da banda -, a ideia aqui nunca foi a de julgar se é mentira ou verdade sobre o que é contado no livro, mas refletir mais o lado emocional do personagem, coisas como seus medos, tristezas, danos a sua saúde mental entre outros.  

“The Masterplan” já inicia o disco com um dos seus destaques. Duas guitarras muito fortes, assim como os vocais, mas quem se destaca mesmo é Patrick Carlsson na bateria que está simplesmente espancando o instrumento com muita “raiva”. Adoro como essa banda consegue fazer com muita facilidade refrãos cativantes e que grudam na mente de forma instantânea, mas sem soar chato. Um começo de disco avassalador e que já mostra a força das músicas que virão por aí. “Rulers of the Mind”, agressiva e de sonoridade encorpada. Novamente Carlsson “maltrata” a bateria antes da peça descansar em um curto solo de guitarra e seguir em rimo médio - mas mantendo-se pesada. Os teclados sinfônicos ao fundo também são ótimos, às vezes inclusive emulando um coro – mas na parte depois do interlúdio temos de fato um coro feito tradicionalmente. Quando isoladamente, as vozes femininas do disco sempre ficam a cargo de Carina Kjellberg. 

“Watching the Skies”, quando vi o nome dessa música pela primeira vez, mesmo sabendo que não tinha nada a ver - até por conta de não terem exatamente o mesmo nome -, imaginei como seria uma versão da banda para o clássico do Genesis de nome parecido. Possui sintetizadores por toda a parte, riffs pesados de guitarra e uma seção rítmica rica e enérgica – com destaque novamente para a bateria. Tanto o solo de sintetizador quanto o de guitarra é de tirar o fôlego. “State of Paralysis” serve como um apaziguamento após três sons arrebatadores, começando por meio de um piano bastante melódico seguido de vocais sentimentais. Uma balada muito bonita.  

“The Encounter” traz a música do disco novamente para uma direção pesada. Quando os vocais entram pela primeira vez, o ritmo é diminuído e o riff de guitarra fica mais espaçado. A peça possui uma mistura entre momentos raivosos e outros mais melódicos que se entrelaçam perfeitamente bem. Há uma grande influência em Symphony X aqui. O destaque sem dúvida são os solos de guitarra. “Mark of the Triangle” carrega com ela todos os ingredientes que uma peça clássica de metal progressivo tem que ter. Apresenta muitas mudanças de andamento, além de alguns teclados velozes, guitarras e bateria pesadas. Em seus momentos mais lentos, as linhas de teclado ao fundo a deixa bastante sinfônica.  

“Dark Waters” é bastante intensa, com as clássicas guitarras variando entre linhas pesadas e passagens emocionais, vocais emotivos, uma seção rítmica bastante forte e o acréscimo de elementos sinfônicos que inclui mais uma vez o uso de um coro. A maneira com que tudo se entrelaça e cria uma peça impressionante é magistral e simplesmente incrível. “Different Worlds” é talvez a melhor música do disco. Possui uma incrível atmosfera sombria e gótica criada por excelentes linhas de piano e sintetizadores, além de um refrão que é quase impossível não grudar na cabeça logo na primeira ouvida. Há um momento em que Englund parece estar chorando - mais emotivo do que isso é impossível. A banda só entra por completo após os quatro minutos de música, mas faz isso em grande estilo, por meio de um som bastante robusto e sinfônico. Arrepiante. “Misled” é a que encerra o disco, fazendo isso muito bem. Inicia com algumas notas de piano, mas logo é rasgada por riffs pesados de guitarra junto de uma seção rítmica pungente. Mais uma vez a banda usa de um coral para fortalecer as notas de sintetizadores e elevar o nível sinfônico da peça. Apresenta um refrão muito bom, do tipo pra se cantar junto em um final de show. Não poderia existir um final de álbum melhor.  

A banda nunca soou tão metal progressivo como nesse disco. In Search Of Truth é impecável do começo ao fim, não possuindo nenhum ponto fraco. Eu o coloco facilmente como obrigatório na coleção de qualquer fã de metal progressivo, afinal, sem em um disco de composições complexas, arranjos sofisticados, dinâmica forte, linhas melódicas cativantes, além de performances poderosas e emocionais, você, como um fã do gênero, não encontrar o que procura, acho que você só pode estar perdido.  


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRick Wakeman - The Six Wives Of Henry VIII (1973)

    12/01/2021

  • Image

    ResenhaTony Banks - 5 (2018)

    07/05/2018

  • Image

    ResenhaBig Big Train - Grimspound (2017)

    28/09/2017

  • Image

    ResenhaTriana - Hijos Del Agobio (1977)

    30/03/2020

  • Image

    ResenhaPantommind - Shade Of Fate (2005)

    08/06/2020

  • Image

    ResenhaHaken - Virus (2020)

    04/06/2020

  • Image

    ResenhaRick Wakeman - The Six Wives Of Henry VIII: Live At Hampton Court Palace (2009)

    23/06/2021

  • Image

    ResenhaKaipa - Inget Nytt Under Solen (1976)

    09/05/2022

  • Image

    ResenhaKarfagen - Birds Of Passage (2020)

    04/04/2020

  • Image

    ResenhaThe Tea Club - General Winter's Secret Museum (2008)

    23/04/2020

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

In Search Of Truth

Álbum disponível na discografia de: Evergrey

Ano: 2001

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de In Search Of Truth



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.