Resenha

Forever Black

Álbum de Cirith Ungol

2020

CD/LP

Por: Marcel Dio

Colaborador Sênior

10/01/2022



Tradição é tradição e vice-versa!

Tá bom, tem um povo que odeia a voz de Tim Baker, acho compreensivo, mas discordo da brincadeira de que são a pior melhor banda do mundo ou... a pior mesmo. 
Portanto, vamos tirar a sujeira dos ouvidos e ficar atentos, pois a tosquice do Cirith Ungol é um dos fatores de devoção, não importando a voz esganiçada de Tim. O som deles é cavernoso e raiz.
A prova é que já eram maduros quando lançaram o debut Frost and Fire, haja visto que são de 1971 e o álbum de estreia saiu só em 1981. Registra-se que a capa de Frost and Fire foi lançada (trocada) por aqui com o segundo disco intitulado King of the Dead, mostrando mais uma vez o "zelo" que as gravadoras e seus braços tinham com o público brasileiro. 

Contudo, nas vésperas do fim do mundo, eis que surge um novo álbum do Cirith Ungol, hum ... nem tão novo assim, é que o resenhista está atrasado mesmo. Tão atrasado que eles lançaram até um EP em 2021 (Half Past Human), outro que vale a conferencia e leva nota alta. 
Forever Black valeria só pela capa e nostalgia, afinal, o último de inéditas foi com Paradise Lost (1991), descartando-se o single Witch's Game.
Fosse pelos dois fatores os fãs abririam um largo sorriso, mas o êxtase prossegue com a música e o seguimento intacto, como se o tempo parasse em 1991 e o processo de gravação vingasse no outro ano. Até mesmo a produção deixa nítido que não queriam nada digitalizado, mais uma vez acertam na mosca entre o antigo e moderno, o bom senso reinou.

Sem artimanhas de estúdio, propagandas e tudo o que uma banda famosa tem a seu favor, o Cirith Ungol engole a maioria dos lançamentos consagrados e solta riffs, solos monumentais e dedilhados de introduções épicas, em um álbum que repetir é obrigação! 
Nesse tempos finais minha trilha é essa, se o mundo vai se explodir quero ver tudo ouvindo Cirith Ungol. 

O nome estranho vem da passagem na montanha do romance épico de fantasia de J. R. R. Tolkien, O Senhor dos Anéis. O grande grupo de Orcs e Uruks que viviam na Torre de Cirith Ungol.
Aos mais jovens que não ouviram nada deles, sejam bem vindo a casa, ao mais velhos, peguem sua taças de rum e voltem ao trono ao som desse lançamento com oito espadas mortais e a catapulta com pedra de fogo, chamada: Nightmare. 
Álbum bom é assim, quarenta minutos de som para gente grande, sem alardes, músicas de duas horas e propaganda enganosa. 

Sem mais, ouçam até gastarem os ouvidos!

* Resenha dedicada a Jack Bracan (Enciclopédia). 
Valeu mestre e amigo roqueiro, siga seu caminho pela luz. R.I.P irmão.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Marcel Dio

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/03/2018

"Sou um amante da música, seja em qualquer estilo, rock, blues, jazz ou pop."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaEnvy Of None - Envy Of None (2022)

    14/04/2022

  • Image

    ResenhaGang 90 e as Absurdettes - Essa Tal De Gang 90 & Absurdettes (1997)

    01/05/2022

  • Image

    ResenhaJavali - Resilient (2017)

    17/07/2020

  • Image

    ResenhaDuran Duran - Notorious (1986)

    19/09/2018

  • Image

    ResenhaYes - Heaven & Earth (2014)

    03/04/2020

  • Image

    DivulgaçãoNovo vídeo de Stone Age A.D. "Akhenaton". Confiram!.

    13/11/2019

  • Image

    ResenhaCamel - Mirage (1974)

    06/01/2019

  • Image

    ResenhaDeep Purple - Deep Purple In Rock (1970)

    21/02/2022

  • Image

    ResenhaLevel 42 - Running In The Family (1987)

    20/10/2020

  • Image

    ResenhaThe Strokes - The New Abnormal (2020)

    21/04/2020

Visitar a página completa de Marcel Dio



Sobre o álbum

Forever Black

Álbum disponível na discografia de: Cirith Ungol

Ano: 2020

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Forever Black



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.