Resenha

Test For Echo

Álbum de Rush

1996

CD/LP

Por: Marcel Dio

Colaborador Sênior

19/12/2021



Progredindo sempre

Sabe aquele álbum que envelheceu bem? Então, a indagação serve de bandeja a Test For Echo, além, temos outros aspectos positivos em relação ao décimo sexto álbum de estúdio do Rush, um deles é a produção, considerada por mim a melhor gravação do trio desde o quadragenário Moving Pictures, embora o Rush peque pouco nessa questão. 
Quando dizem que Test for Echo é produto equânime a Counterparts, hum ... sempre paro e penso ... - será que é mesmo? E a resposta é categoricamente NÃO. Pelo simples fato do Rush raramente seguir sequências como fazem outras bandas, e não precisam de décadas para mudanças sonoras significativas, eles tem o poder de faze-lo a cada álbum. Assim como Roll the Bones não tem nada a ver com Counterparts, esse não carrega similaridades com Test for Echo, a não ser pelo peso das canções. 

Neil Peart surpreendeu quando saiu de sua "praia" para fazer aulas de bateria, e fez qualquer um refletir sobre. Ora, se o especialista quer fazer aulas de bateria, onde enfio minhas baquetas? Não respondam!
Na verdade Neil foi buscar uns truques a mais com o lendário Freddie Gruber (Falecido em 2011). Gruber um grande músico de jazz e também professor de outras feras. 
O baterista ainda solta um tapa na cara de quem se acha a ultima bolacha e diz em pleno auge da carreira : “O que é um mestre senão um estudante?."  
Percebam que nessa época Neil Peart segura a baqueta com a mão esquerda, do modo como os jazzistas fazem, pegando-a de lado, ou com a palma virada para cima. 
Chover no molhado falar que seu desempenho (independente da nova ou velha visão do instrumento) é perfeito. Como bônus ainda concluiu uma vídeo aula, gravando praticamente todas as faixas de Test For Echo e revelando os macetes aos intervalos. Procurem essa joia rara perdida em fita ou mesmo no youtube.

Porem, o ponto que mais conta é a mudança de Alex Lifeson na timbragem um tanto "suja" nos riffs e com efeitos não usados em Counterparts. Alex consegue a ação mais estranha em toda sua carreira, estranha de um modo que soa legal, muito legal. Centenas poderiam embolar o som fazendo tal mudança, todavia em tratando-se de Lifeson e Rush, o ato é alcançado num estágio que parecia estar sendo maturado por anos e anos, o que incrivelmente não foi o caso. 

Geddy Lee também deixa assinatura com linhas estonteantes. Basta prestar atenção no que faz em Dog Years, é somente uma aula de como tocar e sentir a máquina dos graves voando nos ouvidos quando o mesmo joga uns slides no trecho do refrão.
Assim vamos colhendo pérolas no percurso de Test For Echo, impossível não comentar sobre o rei do jogo, a magistral Time and Emotion, cujo o interlúdio é uma das coisas mais lindas ouvidas dentro do rock, com dedilhados hipnóticos e a contra-melódia do baixo. Tão incrível quanto a canção, é a letra, que merece ter a parte do interlúdio frisada como brinde :
"O poderoso oceano
Dança com a lua
A floresta silenciosa
Ecoa com o canto dos pássaros".

Os pontos altos seguem com a faixa homônima, a potente Driven, na qual tempos depois o baixista aproveitou para emendar um solo no intermédio, conferido pelos brasileiros quando aportaram aqui em 2002. Ainda com a letra brilhante de Half the Word, vista pela ótica do mundo dividido em ações e pensamentos. Fechando de forma mortal na frase : "metade de nós estamos tentando alcançar a outra metade". 

Os riffs de Virtuality causaram espanto na época e ainda causam, é, parece simples toca-los de forma razoável, para os que tentam pegar um contrabaixo e faze-lo, os mesmos podem deixar a resposta. Sobre essa e também a instrumental Limbo, fica a lição de como produzir e deixar todos os detalhes flutuando para quem sabiamente retornar, e detalhes não são poucos aqui, como redescobrir a cada audição o que passou despercebido no passado e evoluir os sentidos auditivos.
Dessa forma esse trabalho é colocado juntamente com Falling into Infinity (Dream Theater) como gravações de referência nos anos 90, não por coincidência a volta de Peter Collins na produção. 

Outra novidade foi a atitude de Lee e Lifeson, quando propuseram a Neil Peart que deixasse as letras em suas mãos para inserir os arranjos a partir delas, de forma que o processo sempre foi ao contrário, antes a música e depois as letras para fechar o pacote.
Sobre a capa não precisamos entrar em detalhes, só observar a visão principal, contracapa e encarte caprichado. Quem tem o vinil pode ter a sensação de alegria amplificada.

Se o tempo dará a Test For Echo o posto de clássico, fica a critério de cada um, mas que é um senhor álbum, é! Só nega quem é surdo ou não gosta da banda.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Marcel Dio

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/03/2018

"Sou um amante da música, seja em qualquer estilo, rock, blues, jazz ou pop."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaSantana - Blessings And Miracles (2021)

    20/10/2021

  • Image

    ResenhaYes - Drama (1980)

    11/06/2019

  • Image

    ResenhaDeep Purple - Deep Purple In Rock (1970)

    21/02/2022

  • Image

    ResenhaSavatage - Power Of The Night (1985)

    29/08/2018

  • Image

    ResenhaSaxon - Carpe Diem (2022)

    04/02/2022

  • Image

    ResenhaTitãs - Cabeça Dinossauro (1986)

    17/07/2018

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - Steel Wheels (1989)

    21/08/2018

  • Image

    ResenhaBiquini Cavadão - Escuta Aqui (2000)

    20/04/2022

  • Image

    ResenhaDestruction - Diabolical (2022)

    25/04/2022

  • Image

    ResenhaGreg Joy - Celtic Secrets (1993)

    31/07/2019

Visitar a página completa de Marcel Dio



Sobre o álbum

Test For Echo

Álbum disponível na discografia de: Rush

Ano: 1996

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,32 - 14 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Test For Echo:

  • 09
    fev, 2020

    O ecletismo do trio em busca de novos caminhos

    User Photo Márcio Chagas

Visitar a página completa de Test For Echo



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.