Resenha

The Beatles (The White Album)

Álbum de The Beatles

1968

CD/LP

Por: André Luiz Paiz

Webmaster

02/12/2021



Explosão criativa em uma das fases mais críticas

No meio de turbulências que envolviam declarações polêmicas, problemas com drogas, a morte de seu empresário - Brian Epstein - e a insatisfação pela condução de Paul McCartney como se fosse o líder do grupo, mesmo assim, os Beatles ainda estavam no topo do mundo. Se o filme "Magical Mystery Tour" não foi um sucesso de crítica, sua trilha sonora sim. Isso sem falar na enorme aceitação de "Sgt. Pepper", o favorito de muitos dos fãs até hoje. Mas, algo precisava ser feito para que tentassem ao menos atenuar as rachaduras que surgiam por todos os lados.

Quem estivera desesperadamente buscando por paz espiritual no período era George Harrison. Adepto à meditação transcendental, sugeriu aos seus colegas uma visita a Rishikesh, Índia, para um curso religioso conduzido por Maharishi Mahesh Yogi. Com a intenção de se afastar de tudo e de todos, mesmo com Paul McCartney e Ringo Starr céticos, os quatro toparam.

Foi um período interessante. Ao menos no início, já que puderam respirar ar puro, longe da mídia e principalmente das drogas. Assim, muito material foi produzido ali, de maneira acústica e introspectiva. Havia interação diária, com reuniões e eventos de meditação em conjunto, do qual aprendiam diariamente sobre a cultura local. Após um curto intervalo de tempo, Ringo, com problemas para enfrentar a dieta local, pulou fora. Paul foi pouco depois, deixando John - esse bem interessado na cultura local - e George por lá. Tudo caminhou bem, até que Lennon sentiu que Maharishi usava da sua cultura como marketing para atrair mulheres para o local, rompendo imediatamente com o guru e voltando para casa. Acabou que nada foi provado.

Pouco depois, os Beatles se reuniram para trabalhar nas demos. Com uma enorme quantidade de canções, sugeriram aos produtores o lançamento de um disco duplo, o que quase foi negado a princípio. Aqui marca também o início do crescimento de George Harrison como compositor, trazendo suas primeiras canções com qualidade suficiente para buscar na hegemonia Lennon/McCartney. "While My Guitar Gently Weeps" é um clássico. É também a fase no qual os Beatles optaram por trabalhar e compor praticamente sozinhos, fato que gerou inclusive a saída de Ringo Starr, quando Paul McCartney assumiu a bateria para gravar "Back In The U.S.S.R". O baterista acabou retornando 2 semanas depois, sendo recepcionado com um pedido de desculpas. A presença de Yoko Ono, então namorada de Lennon, também começava a incomodar.

Para os fãs que gostam de se aventurar em descobertas, o encarte traz muitas dicas para a história do "Paul está morto", boato iniciado após McCartney sofrer um acidente de moto. Os Beatles adoravam se divertir com a invenção.

Musicalmente falando, são trinta faixas e temos de tudo por aqui. Folk, rock, pop, country, ska e até avant-garde, na controversa faixa "Revolution 9". Temos belos momentos acústicos de Paul na clássica "Blackbird", em "Rocky Raccoon" e nas belíssimas "I Will" e "Mother Nature's Son". Neste quesito, John trouxe a excelente "Dear Prudence", também "Sexy Sadie", seu protesto contra Maharishi, e "Julia", em homenagem à sua mãe. Temos também a bela versão acústica do clássico "Revolution", lançado em single. Aqui ela foi nomeada "Revolution 1". E George trouxe a bela "Long, Long, Long".
Temos muito rock aqui também. "Back In The U.S.S.R" é fantástica e tocada por Paul até hoje em turnês. Lennon fez bonito em "Everybody's Got Something to Hide Except Me and My Monkey" - outra referência ao período na Índia - e em "Yer Blues", um petardo. Falando nisso, Paul veio quente com "Birthday" e "Helter Skelter", essa última sendo considerada por muitos como o primeiro heavy metal da história.
Pra encerrar, vale mencionar os momentos de pura criatividade. Começando com Lennon, "The Continuing Story of Bungalow Bill", "Happiness Is a Warm Gun" e "Glass Onion", essa com claras referências ao "Paul está morto", são brilhantes. Paul mostra suas habilidades no piano com classe em "Martha My Dear", em homenagem à sua cachorra, além do clássico "happy song", "Ob-La-Di, Ob-La-Da". E George trouxe as divertidas "Savoy Truffle" e "Piggies". Por fim, merece destaque a bela composição de Ringo, "Don't Pass Me By", e sua interpretação para "Goodnight", composição de Lennon.

Obviamente, o disco foi um sucesso. Com uma capa enigmática, toda branca e trazendo apenas o nome da banda em relevo, é um produto de qualidade inquestionável. Com tantas composições de qualidade e, mais uma vez, a produção magnífica de George Martin, é impossível não considerar o famoso "White Album" um clássico.

Tracklist (versão em CD):

1-1		Back In The U.S.S.R.	2:42
1-2		Dear Prudence	3:55
1-3		Glass Onion	2:17
1-4		Ob-La-Di, Ob-La-Da	3:08
1-5		Wild Honey Pie	0:52
1-6		The Continuing Story Of Bungalow Bill	3:14
1-7		While My Guitar Gently Weeps	4:45
1-8		Happiness Is A Warm Gun	2:44
1-9		Martha My Dear	2:28
1-10		I'm So Tired	2:03
1-11		Blackbird	2:18
1-12		Piggies	2:04
1-13		Rocky Raccoon	3:33
1-14		Don't Pass Me By   3:50
1-15		Why Don't We Do It In The Road?	1:41
1-16		I Will	1:45
1-17		Julia	2:54
2-1		Birthday	2:42
2-2		Yer Blues	4:00
2-3		Mother Nature's Son	2:48
2-4		Everybody's Got Something To Hide Except Me And My Monkey	2:24
2-5		Sexy Sadie	3:15
2-6		Helter Skelter	4:29
2-7		Long, Long, Long	3:06
2-8		Revolution1	4:15
2-9		Honey Pie	2:41
2-10		Savoy Truffle	2:54
2-11		Cry Baby Cry	3:02
2-12		Revolution 9	8:22
2-13		Good Night	3:11


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre André Luiz Paiz

Nível: Webmaster

Membro desde: 20/03/2017

"Sou um profissional de Tecnologia da Informação apaixonado por música. Criei o site do 80 Minutos para que as pessoas possam compartilhar suas opiniões sobre os seus álbuns favoritos e propagá-las Brasil afora"

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    EntrevistaFábio Caldeira

    07/10/2018

  • Image

    ResenhaSpock's Beard - Beware Of Darkness (1996)

    26/10/2021

  • Image

    ResenhaThe Who - Who Are You (1978)

    30/09/2021

  • Image

    ResenhaThe Beatles - Please Please Me (1963)

    04/05/2018

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - The Rolling Stones (1964)

    30/08/2021

  • Image

    ResenhaAshes Of Ares - Emperors And Fools (2022)

    24/02/2022

  • Image

    ResenhaGuns N' Roses - Appetite For Destruction (1987)

    13/08/2017

  • Image

    ResenhaThe Ferrymen - One More River To Cross (2022)

    08/03/2022

  • Image

    ResenhaFreesome - Keep On Naked (2017)

    26/05/2019

  • Image

    ResenhaThe Firm - Mean Business (1986)

    04/02/2020

Visitar a página completa de André Luiz Paiz



Sobre o álbum

The Beatles (The White Album)

Álbum disponível na discografia de: The Beatles

Ano: 1968

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,67 - 12 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre The Beatles (The White Album):

  • 25
    fev, 2021

    O disco mais eclético do Fab Four

    User Photo José Esteves
  • 07
    out, 2020

    Happy sad

    User Photo Guilherme Lino de Paula Pires
  • 02
    out, 2020

    Não passou em branco

    User Photo Fábio Arthur

Visitar a página completa de The Beatles (The White Album)



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.