Resenha

Wolfmother

Álbum de Wolfmother

2005

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

21/11/2021



Um clássico do novo milênio!

Na década de 2010 houve um resgate da sonoridade setentista, com muitas bandas como Graveyard e Rival Sons indo beber diretamente na fonte de grupos como Led Zeppelin, Black Sabbath e Cia.

Porém na década anterior, mais precisamente no ano de 2005, um trio australiano formado pelo guitarrista e tecladista Andrew Stocksdale, o baixista e tecladista Chris Ross e o baterista Myles Heskett, lançava seu primeiro álbum. 

Na época, o grupo já se inspirava nos anos 70, mais precisamente nos três pilares do rock pesado: Led Zeppelin, Black Sabbath, algumas pitadas do Deep Purple, além de outras influências importantes vindas de grandes trios como Blue Cheer e Cream.

Assim como Iommy, Stockdale é um riffmaker nato, conseguindo apresentar uma identidade própria na criação de bases e solos sem que o grupo soe como uma mera cópia das bandas supracitadas. Ross e Heskett formam uma cozinha coesa, pesada e muito eficiente, como se colocasse nos trilhos os riffs criados pelo guitarrista.

Embora tenha seu som calcado nos ícones do rock pesado, o grupo conseguiu processar essas influências e trazê-las para a atualidade, adicionando inspirações de grupos mais contemporâneos como Queens of the Stone Age. 

A abertura com a magnífica “Dimension” mostra que o trio fez bem o dever de casa: Uma sonoridade crua e “suja” com baixão pesado e a voz de Andrew a frente; 

Outros bons destaques: A maravilhosa quase balada “Where Eagles Have Been”, com suas variações rítmicas; “Witchcraft”, que tem um pezinho no Traffic de Steve Winwood, notadamente pelo uso de flautas e percussão; A sinfônica “Mind´s Eye”, que sofre forte influência do progressivo;
“Colossal” é uma das minhas favoritas por ser uma canção sincopada no melhor estilo Sabbath, com um riff Zeppeliano comandando o tema; “Love Train” tem uma percussão malandra e um groove que nos remete a “Sympathy for the Devil” dos Stones; E ainda vale mencionar a Sabbathica “Pyramid”, que parece ter saído de uma Jam informal;

Confesso que é difícil definir quais canções merecem destaque, pois todo o álbum é acima da média e todas as músicas foram compostas pelo trio. 

Wolfmother, o álbum, foi lançado em outubro de 2005 e obteve grande reconhecimento da comunidade musical, angariando fãs do porte do baterista Lars Urich (Metallica).

Musicalmente o disco mostrou que quando se tem grandes músicos e compositores é possível fazer um excelente álbum de rock sem se manter preso a uma sonoridade excessivamente retrô. 

Uma pena que três anos após o lançamento do disco, Ross e Heskett deixaram a banda, obrigando o guitarrista Stocksdale a reformular o trio, que acabou perdendo muito de sua magia. 


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaMarvin Gaye - What's Going On (1971)

    11/07/2018

  • Image

    ResenhaPhil Collins - Play Well With Others (2018)

    14/03/2020

  • Image

    ResenhaBelchior - Belchior Blues (2012)

    13/08/2020

  • Image

    ResenhaUriah Heep - High And Mighty (1976)

    01/10/2020

  • Image

    ResenhaRush - Signals (1982)

    01/08/2019

  • Image

    ResenhaChristian McBride - Conversations With Christian (2011)

    08/05/2021

  • Image

    ArtigoGuitarra rítmica: A base do rock!

    02/03/2019

  • Image

    ResenhaSmith/Kotzen - Smith/Kotzen (2021)

    07/07/2021

  • Image

    ResenhaEloy - Live (1978)

    15/09/2020

  • Image

    ResenhaGary Moore - How Blue Can You Get (2021)

    13/09/2021

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Wolfmother

Álbum disponível na discografia de: Wolfmother

Ano: 2005

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Wolfmother



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.