Resenha

Disguise Serenades

Álbum de Arlekin

2014

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Especialista

03/11/2021



Mesmo sem trazer alguma originalidade, é um bom disco de Neo Progressivo

O ucraniano Igor Sidorenko é um músico ligado a várias bandas, mas particularmente eu só conheço a sua música em seu projeto Arlekin, em que Igor canta e toca todos instrumentos. O som aqui simplesmente respira Neo Progressivo, sendo impossível não notar a sua influência em gigantes do movimento como Marillion – era Fish - e IQ. Apesar de sempre ser algo arriscado cantar e tocar todos os instrumentos em um disco, ele conseguiu entregar um disco com uma atuação - melhor na parte instrumental do que na vocal - e produção de bom nível.  

“The Lost Path” começa por meio de uma sonoridade atmosférica produzida por sintetizadores enquanto Igor desempenha alguns vocais em tom triste. Após esse começo a música entra em um ritmo de batida na linha de música dos anos 80. Possui uma seção instrumental longa em que se destaca o toque emocional de guitarra muito influenciado por Pink Floyd. Após esse momento a banda regressa para a batida 80’s com os vocais voltando, ainda abrindo novamente espaço para uma boa guitarra antes de chegar ao fim. “Dance of the Jester” é uma peça que contém um “Q” de Genesis da fase Peter Gabriel. Possui uma boa variedade de mudanças em seu andamento, assim como em sua ótima dinâmica. Levando em conta a faixa anterior, aqui os vocais se encontram em uma melhor performance. Também é possível notar forte influência em Fish, porém, sem o mesmo poder expressionista do ex vocalista do Marillion.  

“Romance” continua mantendo a direção do disco dentro de um clima sombrio, porém, os vocais aqui infelizmente são muito fracos, do tipo que tenta a todo custo atingir um efeito dramático, mas não conseguem soar além do que exagerados e irritantes. Mesmo sendo muito menor que as anteriores, consegue soar maçante pelo fato de musicalmente não oferecer nada demais.  

“In This Puzzled Roundabout” é um épico com cerca de quinze minutos e que começa por meio de um suporte instrumental simples, enquanto por cima dele tem um desempenho vocal dramático. A abertura da faixa é incrível. Igor parece ter se preocupado bastante em manter um bom equilíbrio entre o trabalho vocal e instrumental. Há um momento em que a escolha é por criar linhas vocais dobradas, enquanto a guitarra cria uma melodia bastante forte. Há espaço também para um momento de teclas influenciado por Tony Banks, essa parte inclusive precede uma reviravolta na peça em que ela é direcionada para um som mais pesado. Após esse momento “macabro” é como se Steve Hackett tivesse entrado no estúdio para participar da música. Sem dúvida é a melhor música do álbum, um épico que pode ser colocado tranquilamente ao lado de outros de grandes bandas do movimento Neo Progressivo. Que maravilhoso seria se todo o disco tivesse esse nível.  

As primeiras pessoas para quem eu indicaria esse disco são aquelas que gostam da era Fish no Marillion. Porém, enquanto Fish possui uma das grandes vozes e performances do Neo Progressivo, Igor não é nada mais do que uma voz razoável - sendo às vezes nem isso. Mas no geral, Disguise Serenades é um bom disco, onde mesmo que não traga nenhum tipo de novidade para o gênero, não há motivo para que você deixe de apreciar a sua boa musicalidade.  


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaThe Beatles - Abbey Road (1969)

    21/05/2018

  • Image

    ResenhaGenesis - Selling England by the Pound (1973)

    28/09/2017

  • Image

    ResenhaTrans-Siberian Orchestra - Beethoven's Last Night (2000)

    25/04/2020

  • Image

    ResenhaLynyrd Skynyrd - (Pronounced 'Lĕh-'nérd 'Skin-'nérd) (1973)

    24/05/2018

  • Image

    ResenhaPeter Hammill - The Silent Corner and the Empty Stage (1974)

    23/03/2018

  • Image

    ResenhaRush - 2112 (1976)

    24/05/2018

  • Image

    ResenhaMike Oldfield - Incantations (1978)

    22/04/2021

  • Image

    ResenhaWobbler - Dwellers Of The Deep (2020)

    08/01/2021

  • Image

    ResenhaEarth Opera - Earth Opera (1968)

    09/04/2021

  • Image

    ResenhaSteve Hackett - The Night Siren (2017)

    30/09/2017

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Disguise Serenades

Álbum disponível na discografia de: Arlekin

Ano: 2014

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Disguise Serenades



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.