Resenha

Beware Of Darkness

Álbum de Spock's Beard

1996

CD/LP

Por: André Luiz Paiz

Webmaster

26/10/2021



Iniciando de fato a carreira musical

"The Light", disco de estreia dos Spock's Beard, chamou a atenção da Inside Out, que ofereceu enfim um apoio financeiro para que a banda pudesse produzir o seu primeiro álbum sob um contrato de gravadora. Com isso, ganharam ânimo e fôlego para dar um passo adiante. Um ano depois saiu: "Beware Of Darkness", um disco para testar até onde poderiam chegar e ainda sim angariar novos fãs.

O disco traz como faixa cover e também título do álbum a belíssima canção de George Harrison "Beware Of Darkness", do seu maior sucesso solo: "All Things Must Pass", embora Neal Morse tenha afirmado que sua inspiração maior veio também de uma cover, a versão do saudoso pianista Leon Russell. A canção abre o disco em uma produção interessante, embora eu não consiga gostar muito de faixas cover, sendo poucas as que me impressionam. Penso que a versão doce e simples de Harrison é imbatível.
Nota-se que o disco está mais distribuído em número de canções do que o debute, que conta apenas com quatro. Aqui são sete. "Thoughts" exalta bem o meu comentário sobre "testar o ouvinte". Está clara a habilidade dos músicos, mas quantos fãs se interessariam por uma versão contemporânea do King Crimson na década de noventa? Então, se por um lado a canção se destaca pela complexidade dos temas, também torna-se de difícil audição. O título seria reaproveitado por Neal Morse em outras composições mais adiante, afinal, é bem abrangente. Vale ressaltar que há muito talento nessa canção e compensa o investimento em mais audições.
Para os fãs do disco anterior, "The Doorway" acerta em cheio. A épica de mais de onze minutos é melódica e acessível, começando com uma linda melodia de piano inspirada certamente em "Firth of Fifth" (Genesis) e vai crescendo até um lindo refrão, alternando em passagens acústicas belíssimas. Percebe-se também o aumento das linhas de piano/teclado/sintetizadores nesse trabalho, foi inclusive por isso que Ryo Okumoto acabou sendo efetivado como membro definitivo da banda.
"Chatauqua" é uma bela passagem acústica instrumental e que abre os caminhos para "Walking on The Wind", outro grande destaque. São nove minutos de rock progressivo de primeira qualidade, com a cozinha perfeita de Meros e Nick em uma introdução de quase dois minutos. Depois, Neal Morse surge com seu belo timbre acima do instrumental de maneira suave, até entrar em um lindo refrão, novamente recheado de vocais de apoio e influências beatlemaníacas. Uma combinação infalível.
Quem acompanha a carreira de Neal Morse até os dias de hoje sabe que o músico é um exímio compositor de baladas. "Waste Away" é um embrião desse aprimoramento que seria crescente desse ponto em diante. Trata-se de uma balada rock que é muito bem executada, mas não encaixa na proposta global do disco e não cativa como as demais.
E para encerrar, temos mais uma prog um pouco mais complexa. Com pouco mais de dezesseis minutos, "Time Has Come" é um mix de tudo o que ouvimos até chegar aqui. Uma introdução bem prog, com peso e complexidade, itens que são repentinamente alternados com uma linda melodia de piano. Falando em melodia, grande parte da canção traz linhas vocais não tão acessíveis e que são um desafio para os fãs daquele prog mais pop do tipo Genesis. Tem algo sombrio nas linhas vocais aqui, ao menos até chegar lá pros oito minutos, onde entra um lindo tema acústico, que cresce novamente para novas passagens. Se essa faixa acaba sendo desafiadora, é um deleite conferir o talento dos músicos aqui envolvidos.

Com uma notável discografia nos dias atuais, "Beware Of Darkness" acaba ficando meio de lado quando um álbum da banda vai para a playlist. Mas, de vez em quando, vale à pena relembrá-lo. Daqui em diante o crescimento do grupo seria notável, emplacando um disco melhor do que o outro e encaixando cada vez mais as suas composições, estabelecendo uma identidade que é mantida até hoje. O fator positivo a ser destacado aqui é o entrosamento dos músicos, algo notável e impressionante.

Tracklist:

Todas as faixas por Neal Morse, exceto quando destacado.
1.	"Beware of Darkness" (George Harrison)	5:42
2.	"Thoughts"	7:10
3.	"The Doorway"	11:35
4.	"Chatauqua"	2:50
5.	"Walking on The Wind"	9:09
6.	"Waste Away"	5:21
7.	"Time Has Come"	16:22

Banda:
Neal Morse – lead vocals, piano, all synths, acoustic guitar, "bouzokui", "boring electric guitar parts"[4]
Alan Morse – "really fun electric guitar parts", cello, vocals, "Roddy McDowell impression"
Dave Meros – fuzz bass, wash bass, fretless bass
Nick D'Virgilio – drums, percussion, vocals
Ryo Okumoto – Hammond organ, Mellotron


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre André Luiz Paiz

Nível: Webmaster

Membro desde: 20/03/2017

"Sou um profissional de Tecnologia da Informação apaixonado por música. Criei o site do 80 Minutos para que as pessoas possam compartilhar suas opiniões sobre os seus álbuns favoritos e propagá-las Brasil afora"

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaBryan Adams - Bryan Adams (1980)

    24/12/2017

  • Image

    ResenhaAnneke van Giersbergen - The Darkest Skies Are The Brightest (2021)

    03/12/2021

  • Image

    ResenhaPaul McCartney - Tug Of War (1982)

    20/03/2018

  • Image

    DivulgaçãoEdu Ardanuy: Participe e apoie o projeto de novo álbum do guitar hero brasileiro

    18/02/2022

  • Image

    ResenhaGeorge Harrison - Thirty Three & 1/3 (1976)

    10/07/2020

  • Image

    ResenhaRoyal Hunt - Paradox (1997)

    12/03/2018

  • Image

    ResenhaMike Rutherford - Smallcreep's Day (1980)

    18/10/2017

  • Image

    ResenhaBusic - Busic (2016)

    06/12/2019

  • Image

    ResenhaToto - Toto IV (1982)

    26/03/2021

  • Image

    ResenhaMob Rules - Tales From Beyond (2016)

    29/12/2017

Visitar a página completa de André Luiz Paiz



Sobre o álbum

Beware Of Darkness

Álbum disponível na discografia de: Spock's Beard

Ano: 1996

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,83 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Beware Of Darkness



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.