Resenha

Resonance

Álbum de Felipe Andreoli

2021

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

01/10/2021



Heavy'n fusion de qualidade inquestionável!

Felipe Andreoli era apenas mais um jovem baixista de heavy metal quando teve a árdua tarefa de substituir Luis Mauriutti no Angra, um dos maiores expoentes do heavy melódico no Brasil e no mundo. Desde então, o músico vem evoluindo e se tornando um dos mais requisitados nomes do instrumento no país. Pois, além de dar suporte a sua banda principal, Andreoli ainda se envolveu com uma variedade de projetos e estilos como Time Out, Karma, Vox, Freakeys e Almah.

Como se não bastasse, Felipe ainda contribuiu com a consolidação da carreira solo de vários colegas do grupo como Kiko Loureiro e Rafael Bittencourt. Mas sendo um workaholic da música, faltava ao baixista apresentar um disco solo que desse forma as suas ideias, fato que só veio acontecer agora em 2021 com  Resonance.

O projeto nasceu de uma campanha de financiamento coletivo, sendo produzido pelo próprio baixista, que ainda tocou guitarra e teclados. O álbum foi remasterizado por Brendan Duffey (Almah, Angra), e surpreende pela quantidade de convidados, gente do porte dos guitarristas Kiko Loureiro (Megadeth, Angra), André Nieri (Virgil Donati), Brett Garsed (Nelson) e Guthrie Govan (Asia, Steven Wilson), o vocalista croata Dino Jelusick (Whitesnake) e os bateristas Virgil Donati (Planet X, Steve Walsh, Mick Jagger) e Simon Phillips (Asia, Judas Priest, Toto, The Who).

Além deste grande time, Felipe contou com a ajuda preciosa do colega de banda Bruno Valverde, que tocou em quase todas as faixas do disco. Apesar de repetirem a parceria, não espere uma sonoridade similar ao Angra, afinal, não teria sentido Felipe lançar um disco idêntico ao seu grupo principal. O ouvinte pode esperar um heavy ´n fusion, com muitas passagens complexas e  alternância de ritmos, sempre com o baixo a frente das canções, mas sem descaracterizar principal ofício do instrumento.

“Driven” que abre o álbum é também o primeiro single do disco. Uma canção que sintetiza bem o que o ouvinte vai encontrar pela frente, pois tem partes complexas, pesadas e muitas variações rítmicas; A faixa titulo lembra bastante o Weather Report em suas partes mais tranquilas, principalmente pelo timbre do baixo. Uma curiosidade: Felipe quem cuida da guitarra solo, mostrando que domina bem o instrumento;

“Thorn in Your Side”, traz Simon Phillips na bateria e Dino Jelusick nos vocais. A faixa me lembrou um Deep Purple fase Coverdale ou mesmo um Whitesnake com mais testosterona devido a participação do vocalista. Interessante o contraponto de Dalton Santos na guitarra que traz um clima fusion a canção; “Not a Day Goes By”  é um tema eminentemente fusion, com um contrabaixo extremamente bem timbrado. A canção, minha favorita do disco, novamente lembra Jaco Pastorius fase Weather Report, notadamente no disco Night Passage;  

A pesada “Metaverse” traz como convidados André Nieri e Virgil Donati. A cozinha formada por Felipe e Virgil é uma das mais complexas, com mudanças de andamento e partes sincopadas. Apesar do peso, a guitarra de Nieri me lembrou Alan Holdsworth; “Neutron Star” traz uma sonoridade mais “suja” de guitarra, cortesia do convidado Brett Garsed. É um fusion no melhor estilo Tribal Tech; 

E então temos a excelente “Chaos Theory”, que me lembrou os temas instrumentais do Dream Theater; “Down the Line” traz o Guitarrista Guthrie Govan como convidado. A faixa é bastante similar ao seu projeto The Aristocrats;

“Sagan” traz seu antigo companheiro do Angra, Kiko Loureiro. A abertura lenta, com solo de baixo, cria um prelúdio interessante dentro do tema, que vai crescendo a medida que se desenvolve, no melhor estilo prog metal. É uma de minhas canções favoritas ao lado de ‘”Not a Day Goes By”; para encerrar, temos a versão instrumental de “Thorn in Your Side”, que ficou mais fusion sem os vocais de Jelusic;

“Resonance” apresenta um baixista maduro, versátil, que soube dosar sua pluralidade de influências sem apelar para o virtuosismo estéril. É forte candidato a um dos grandes discos de 2021.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRush - Test For Echo (1996)

    09/02/2020

  • Image

    ResenhaJethro Tull - Minstrel In The Gallery (1975)

    03/04/2020

  • Image

    ResenhaThe End Machine - Phase2 (2021)

    13/09/2021

  • Image

    ResenhaCollage - Moonshine (1994)

    07/07/2018

  • Image

    ResenhaFrank Zappa - Roxy & Elsewhere (1974)

    28/10/2018

  • Image

    ResenhaWhiplash

    25/10/2019

  • Image

    ResenhaIron Maiden - Somewhere In Time (1986)

    02/02/2019

  • Image

    ResenhaAndre Matos - Time To Be Free (2007)

    19/06/2019

  • Image

    ResenhaMiles Davis - A Tribute To Jack Johnson (1971)

    18/05/2019

  • Image

    ResenhaJoe Satriani - Joe Satriani (1995)

    06/05/2018

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Resonance

Álbum disponível na discografia de: Felipe Andreoli

Ano: 2021

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Resonance



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.