Resenha

Going Back

Álbum de Phil Collins

2010

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Especialista

13/09/2021



A Terapia de Regressão de Phil Collins

Philip David Charles Collins decidiu lançar álbum de covers em 2010. Quem conhece mais de perto a carreira do inglês, está careca de saber que ele sempre gostou mais de música negra norte-americana dos anos 60 do que dos devaneios progressivos de sua banda. Tanto é que, com ele no comando, o Genesis guinou pra popice desenfreada.

Então, não muito longe de virar 60tão, após 3 casamentos fracassados, uma relação meio complicada com os filhos do primeiro casamento e com sérios problemas de saúde o baixinho deliberadamente virou os olhos para suas raízes anos 60 e gravou Going Back (Voltando), tentando recriar a atmosfera de seus tempos de adolescente em Londres.

Mergulhou fundo no catálogo da lendária gravadora negra Motwon e concebeu um álbum que não trouxesse nada de novo às regravações. “Minha intenção foi criar um álbum ‘velho’, não um ‘novo’”, declarou.

Conseguiu, na maior parte do tempo. Utilizando músicos remanescentes da banda de apoio que tocava nos estúdios da Motown, inclusive para alguns dos artistas regravados, Collins mimetizou à perfeição clássicos das Supremes (Love is Here), Dusty Springfield, Steve Wonder (Uptight), The Temptations (Girl), Martha & the Vandellas (Heatwave) e outros. O baixo está gordo à beira da distorção em algumas faixas, as canções têm os tamborinzinhos, enfim, é quase tudo idêntico.

Louvável o aspecto de superação de Going Back. Collins perdeu a sensibilidade nas mãos e apenas toca bateria com as baquetas amarradas aos pulsos. Também é perceptível a reverência que o material tem para o músico e a energia com que ele interpreta canções como Jimmy Mack. Difícil não estalar os dedos.

A voz de Phil perdeu um pouco do vigor e está anasalada demais em certas faixas. Depois de um par de audições, a gente se reacostuma com ela, porém.

A pergunta que fica, no entanto, é: para que tudo isso se já há os originais, tão bons a ponto de Collins nem querer mexer neles? Embora bem produzido, o álbum dá a sensação de não passar de terapia de regressão para um homem maduro e deprimido, em busca de um tempo que não pode voltar.

Para Collins, Going Back funciona como ferramenta terapêutica. Resta saber se os ouvintes necessitam desse tratamento.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaThamires Tannous - Canto-Correnteza (2019)

    03/02/2020

  • Image

    ResenhaM83 - Junk (2016)

    22/02/2021

  • Image

    ResenhaMidas Hutch - The Ride (2021)

    29/04/2021

  • Image

    ResenhaJonathan Butler - Close To You (2018)

    27/08/2020

  • Image

    ResenhaSam Sparro - Boombox Eternal (2020)

    22/04/2020

  • Image

    ResenhaMuse - The Resistance (2009)

    24/04/2021

  • Image

    ResenhaGenesis - A Trick Of The Tail (1976)

    20/10/2017

  • Image

    ResenhaAvery Sunshine - Twenty Sixty Four (2017)

    23/05/2020

  • Image

    ResenhaNot Blood Paint - Believing Is Believing (2016)

    09/03/2019

  • Image

    ResenhaLana Del Rey - Born To Die (The Paradise Edition) (2012)

    02/08/2021

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

Going Back

Álbum disponível na discografia de: Phil Collins

Ano: 2010

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 2,75 - 2 votos

Avalie

você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Going Back



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.