Resenha

Tricota

Álbum de Otros Aires

2010

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Especialista

10/09/2021



Ares Eletrônicos Argentinos

Surgido nos subúrbios de Buenos Aires no século XIX, o tango virou símbolo musical da Argentina, além de sinônimo de sensualidade, devido à dança, e de dor de cotovelo e drama, por causa das letras. Carlos Gardel é mundialmente conhecido e nome de estação de metrô portenha. Astor Piazzola incorporou elementos de jazz ao ritmo e levou o tango ao Central Park novaiorquino e a incontáveis trilhas de filmes. Mesmo assim, os tangueiros mais tradicionalistas não consideram tango o trabalho de Piazzola.

Se Piazzola é esnobado por milongueiros puristas, que pensarão da geração que, a partir de fins dos anos 90, fundiu tango e eletrônica, criando o eletrotango, ou tecnotango, ou fusion tango? Uma espécie de encontro entre Gardel/Piazzola com Kraftwerk. Rechaçados por muitos argentinos, os eletrotangueiros, não obstante, fazem sucesso na cena lounge e eletrônica mundial. Catapultado pelo sucesso do álbum de estreia do Gotan Project - trio franco-argentino que vendeu muito bem e emplacou canções em trilhas sonoras de comerciais de TV, filmes e desfiles de moda – o subgênero alastrou-se também pelo Brasil. O Bajofondo teve música na abertura de novela global (A Favorita) e o Centro Cultural Banco do Brasil organizou o festival Ponte Aérea Portenha – Eletrotango, em 2009. Os grupos Tanghetto, Otros Aires, Narcotango e San Telmo Lounge apresentaram-se em Brasília, Rio e Sampa.

Implicância à parte, a vertente eletrônica do tango pode ser frequentemente escutada como música de fundo para telejornais e comerciais de TV em seu país de origem.

Em maio, de 2010, o hispano-argentino Otros Aires lançou seu terceiro álbum de estúdio, intitulado Tricota. Fundado em Barcelona, em 2003, o grupo é formado por Miguel Di Genova (voz, guitarra/violão e sequenciaodres), Emmanuel Mayol (bateria e percussão), Omar Massa (bandoneón) e Diego Ramos (piano). A formação em arquitetura, de Genova, explica a preocupação em inserir elementos visuais nos shows, cujos trechos são facilmente encontráveis no You Tube.

Desde o primeiro álbum o Otros Aires investe na utilização de samples de tangos e milongas clássicos, salpicando-os com beats e bytes eletrônicos. Di Genova, no entanto, afirma que o Otros Aires não é um grupo de electronica. Antes, são tangueiros utilizando elementos da tecnologia no ritmo, para inová-lo.

A dosagem entre o tradicional e o moderno nunca esteve tão equilibrada como em Tricota. Uma das faixas chama-se Tangwerk, título que entrega de bandeja a influência dos alemães do Kraftwerk. A canção é sintomática, porém. O início é totalmente Kraft, mas depois, embora eletronizada, a canção é um tangão sem vocais, delicioso. É como se os alemães ficassem por detrás dos argentinos. O peso da tradição cristaliza-se na colaboração com a Orquesta Típica Erica Di Salvo y Los Reyes del Tango.

Tricota alarga o escopo de informações musicais mixadas pela banda. Os 40 segundos iniciais de Mariposita dão a impressão de um daqueles jazz tocados em festa de filme de Woody Allen. Super Nova York! Logo, porém, entra o tango em ritmo e espírito, com uma letra que fala em “calvário” e “dolor”. Mas, o pianinho meio jazz está lá no fundo. Tristeza de Arrabal fecha o álbum com contracanto flamenco de arrepiar. Como o flamenco é encharcado de influências mouriscas, dá para ver a distância pra onde o grupo navega.

Junto a La Aurora traz ar melancólico e campesino - que não soa como tango - inédito na discografia do Otros Aires. Linda melodia e letra, que apresenta cenas de vidas urbanas “Reza la puta pa’ que sus hijas tengan uma vida mejor”. “Llueven bombas sin alma sobre las almas de outra ciudad”. Flashes de memórias, num clima meio folk anos 70. 

O restante de Tricota divide-se entre os eletrotangos instrumentais, como “Essa” e os com letras, ora mais lentos, ora brejeiros, como o sacana Barrio de Amor, onde Di Genova, com sua voz apimentada, descreve vários tipos de amor, inclusive o tipo que “clava par de cuernos em torero” e o que “hará ruborizar el camiñonero”. 

Tricota é tudo de bom. Os tradicionalistas têm todo o direito de não gostarem de eletrotango. Nós, filhos ou netos da Rainha Electronica, amamos! Em Varsóvia, Viena, Londres, São Paulo, Penápolis... Otros Aires está em Todos los Aires.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaIbibio Sound Machine - Uyai (2017)

    22/11/2020

  • Image

    ResenhaBasement Jaxx - Junto (2014)

    25/05/2020

  • Image

    ResenhaO Nome Dela É Gal

    01/09/2021

  • Image

    ResenhaThe Glove - Blue Sunshine (1983)

    23/07/2019

  • Image

    ResenhaCrystal Castles - Crystal Castles II (2010)

    26/07/2021

  • Image

    ResenhaThe Handsome Family - Singing Bones (2003)

    12/06/2021

  • Image

    ResenhaSting - Sting & Shaggy: 44/876 (2018)

    09/10/2020

  • Image

    ResenhaGiorgio Moroder - Déjà Vu (2015)

    15/12/2020

  • Image

    ResenhaBlondie - Pollinator (2017)

    23/09/2017

  • Image

    ResenhaPeople Who Do Noise

    16/06/2021

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

Tricota

Álbum disponível na discografia de: Otros Aires

Ano: 2010

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Tricota



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.