Resenha

Senjutsu

Álbum de Iron Maiden

2021

CD/LP

Por: Diogo Franco

Colaborador

02/09/2021



De novo não, por favor...

Muita expectativa se criou em torno de Senjutsu, o 17° álbum de estúdio da donzela de ferro. E não é pra menos, afinal os singles foram 2 de suas melhores canções em pelo menos 18 anos, quando lançaram o bom, porém cansativo, Dance of Death.

O problema dos discos recentes do Iron, é que só funciona pra quem é muito fã e às vezes nem assim. Lógico que a qualidade dos caras é indiscutível, o marketing promocional sempre é maravilhoso e a banda não precisa provar mais nada pra ninguém, mas é aí que geralmente os caras pecam. Por exemplo, nunca houve uma abertura tão desprovida de virilidade como a desse disco, que também dá nome ao álbum. Em seguida os 2 singles: primeiro Stratego, uma típica canção de Janick Gers, como se vê no solo improvisado e meio esculhambado, mas dotado de total espontaneidade e sensibilidade. The Writing on The Wall é arrebatadora, com um clipe inteligentíssimo, que fez a alegria dos fãs das teorias da conspiração e temas apocalípticos, como eu inclusive. Com uma sonoridade meio Southern rock inédita na discografia dos caras, o Iron prova que consegue inovar se deixar a preguiça de lado e fazer canções inspiradas. Com certeza Adrian Smith se inspirou em sua parceria com Ritchie Kotzen pra compor as guitarras dessa belíssima canção.

O disco segue meia bomba, pois, após 2 petardos sonoros, entra em cena uma das piores coisas já compostas por eles: a chatíssima Lost In A Lost World, uma colcha de retalhos com ideias mais manjadas que discurso de político. Em Days of Future Past tudo melhora, com uma pancada na orelha digna da parceria Adrain Smith e Bruce Dickinson. Novamente você pensa que finalmente a coisa vai engrenar e as 2 faixas a seguir soam como um atentado ao bom gosto, do tipo que ninguém vai fazer questão de ouvir mais do que 1 ou 2 vezes. The Parchment é uma épica de mais de 12 minutos (a maior do disco), e digo mais uma vez, tem que ser muito fã pra curtir essa canção, totalmente progressiva e cheia de nuances. Ao contrário de outras longas faixas, essa aqui não soa pretensiosa ao extremo, ao contrário, exala uma tensão e um clima denso e perturbador. Apesar do final previsível, é uma excelente canção. O disco fecha com Hell On Earth, que parece ter tido seu início inspirado num híbrido de The Clansman, Blood Brothers e The Journeyman, fechando com chave de ouro um disco extremamente irregular e cansativo, ainda que com momentos interessantes.

O problema do Iron hoje é o seguinte: A perda da capacidade de compor melodias marcantes (quando consegue a ideia simplesmente se perde por conta da duração das faixas) e principalmente a ausência de temas mais diretos e cortantes, nos moldes de Be Quick Or Be Dead ou The Evil That Men Do por exemplo. Se você é fã de todos os discos da banda, desde o A Matter of Life And Death, vai amar esse disco, pois é infinitamente superior a esse e ao Book Of Souls. Tá longe de ser um clássico, porém, não faz feio e passa de série com uma nota que não fica acima nem abaixo da média. Digestão pesada e lenta, ouça várias vezes se você faz questão de gostar desse disco.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Diogo Franco

Nível: Colaborador

Membro desde: 31/12/2019

"Sou carioca de Nova Iguaçu , músico há 25 anos , admirador de AOR , Hard , Glam , Heavy Metal e suas vertentes. Tenho 38 anos."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaResgate - Resgate (1997)

    21/06/2020

  • Image

    EntrevistaTony Borg

    04/03/2021

  • Image

    ResenhaTyketto - Don't Come Easy (1991)

    09/07/2021

  • Image

    EntrevistaDavid Reece

    08/11/2020

  • Image

    EntrevistaMarcelo Sussekind

    22/08/2021

  • Image

    ResenhaResgate - Novos Rumos (1993)

    17/06/2020

  • Image

    EntrevistaFacing Fear

    24/03/2020

  • Image

    EntrevistaPedro Braconnot

    10/12/2020

  • Image

    EntrevistaHot Foxxy

    03/08/2020

  • Image

    EntrevistaZé Henrique

    05/01/2020

Visitar a página completa de Diogo Franco



Sobre o álbum

Senjutsu

Álbum disponível na discografia de: Iron Maiden

Ano: 2021

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,36 - 7 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Senjutsu:

  • 04
    set, 2021

    Amadurecimento musical em evoluções

    User Photo Fábio Arthur
  • 03
    set, 2021

    Volta o cão arrependido... (Chaves)

    User Photo Marcel Dio

Visitar a página completa de Senjutsu



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.