Resenha

Live After Death

Álbum de Iron Maiden

1985

CD/LP ao Vivo

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

31/03/2018



Realmente um disco ao vivo!

Discos ao vivo são sempre um caso a parte quando o assunto é rock. Alguns dos melhores lançamentos deste estilo foram disponibilizados nos anos 70, consolidando carreiras de bandas como Kiss, Deep Purple e Rainbow. Porém, um dos maiores lançamentos neste formato foi lançado na década de 80 e está celebrando 30 anos. Falo do "Live After Dead" do seminal Iron Maiden.

É bom lembrar que em 1985 o Iron Maiden, hoje uma verdadeira instituição quando o assunto é heavy metal, era uma banda de pequeno a médio porte. O grupo havia acabado de lançar apenas o segundo disco com a mesma formação, o fantástico "Powerslave", sendo o terceiro a contar com Bruce Dickinson. Para promover o álbum, o grupo organizou uma das maiores turnês  já promovidas por uma banda, a "Slavery World Tour", onde o grupo fez nada menos que 182 shows em apenas um ano, incluindo a festejada apresentação no primeiro Rock In Rio.

Tanto tempo na estrada deu ao grupo uma unidade única, e o então quinteto aportou no Long Beach Arena, Califórnia, nos EUA para a gravação do álbum com uma integração quase telepática. 

O então cabeludo Bruce Dickinson estava no auge de sua forma física e vocal, cantando como nunca e atingindo as notas mais altas com extrema facilidade. O vocalista se mostrou também um autentico frontman, com um controle da platéia cada dia maior. O "novato" Nicko Mcbrain ficava praticamente escondido atrás do seu enorme kit de bateria, era quase impossível vê-lo, mas com certeza todos ouviam e sentiam sua pegada precisa e vigorosa. Adrian Smith e Dave Murray se mostravam a dupla de guitarristas mais afiada de todo o universo do rock/heavy, o estilo de ambos se completavam de maneira única. Enquanto Dave possuía uma pegada mais pesada e pungente, como timbres rasgados, Adrian contrabalanceava  todo este peso trazendo melodia e elegância em seus solos, além de contribuir também  com eficientes vocais de apoio. Lá atrás, tomando conta de tudo está o líder Steve Harris, empunhando seu baixo Fender com uma precisão única e mostrando que um bom baixista pode sim, se sobressair a imensa muralha sonora de guitarras tão tradicionais no rock pesado.

A abertura do petardo com um discurso de Winston Churchill (primeiro ministro inglês durante a segunda guerra mundial) é de arrepiar! Nele, o estadista anuncia entusiasmado que o exército britânico lutaria contra a ditadura nazista pela terra, mar e ar. Era o prelúdio para a banda entrar com tudo, detonando com "Aces Hight", canção que fala sobre o tema. Já com o jogo ganho emendam em "Two Minutes To Midnight" com seu riff de guitarra empolgante e seu refrão que convida todos a cantarem em uníssono. "The Tropper" é outro clássico que deixa a plateia ensandecida. Na introdução de "Revelations", temos Bruce Dickinson surpreendendo a todos e atacando de guitarrista na introdução. Em "Flight Of Icarus" Dickinson brilha novamente se destacando com seus timbres altos no refrão.

"Rime of the Ancient Mariner", é talvez o melhor momento do álbum, com sua timbragem soturna e seus andamentos diferenciados, sendo a faixa mais complexa gravada pelo grupo até então. Seguem tocando "Powerslave", "The Number of the Beast" e "Hallowed by the Name", ou seja, clássico atrás de clássico, levando à plateia a catarse total!

A apresentação poderia acabar aqui mesmo e já seria fenomenal, mas a banda ainda apresenta "Run to the Hills", onde Bruce convida a todos a cantarem com ele, seguem com o hino que deu nome ao grupo, e aqui mais uma vez o destaque é Dickinson, que com um misto de fúria e técnica consegue elevar a canção a um patamar superior a versão gravada em estúdio por seu antecessor, apresentando a versão definitiva da música. E o  encerramento ímpar com "Running Free", clássico da primeira fase do grupo, onde Steve Harris pode mostrar todo o domínio sobre seu instrumento interagindo com o público em um encerramento emocionante.   

Para fechar o pacote com chave de ouro, temos a capa maravilhosa desenhada por Derek Riggs que traz o mascote do grupo Eddie renascendo de seu túmulo em um trabalho gráfico primoroso. Live After Dead é um verdadeiro tratado de como gravar um disco ao vivo de rock pesado. Um trabalho antológico apresentando o grupo com um nível de entrosamento e técnica jamais superado ou mesmo igualado novamente. 


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRon Carter - Blues Farm (1973)

    05/10/2021

  • Image

    ResenhaThe Who - WHO (2019)

    08/12/2019

  • Image

    ResenhaCamel - The Snow Goose (1975)

    21/07/2018

  • Image

    ResenhaTony Iommi - Fused (2005)

    15/09/2019

  • Image

    ResenhaRush - Counterparts (1993)

    09/05/2019

  • Image

    ResenhaRobert Plant - Now And Zen (1988)

    09/10/2021

  • Image

    ResenhaCrosby, Stills & Nash - CSN (1977)

    18/01/2020

  • Image

    ResenhaMiles Davis - A Tribute To Jack Johnson (1971)

    18/05/2019

  • Image

    ResenhaBilly Cobham - Spectrum (1973)

    27/05/2020

  • Image

    ResenhaThe Dead Daisies - Holy Ground (2021)

    31/01/2021

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Live After Death

Álbum disponível na discografia de: Iron Maiden

Ano: 1985

Tipo: CD/LP ao Vivo

Avaliação geral: 4,79 - 17 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Live After Death:

  • 03
    jun, 2019

    A besta na estrada

    User Photo Fábio Arthur

Visitar a página completa de Live After Death



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.