Resenha

Into The Wild

Álbum de Uriah Heep

2011

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

30/07/2021



Um álbum com a sonoridade marcante do Heep

Muitas bandas tentam modernizar seu som e acabam descaracterizando o estilo pelo qual se tornaram consagrados. Apenas uma pequena parte consegue entregar ao ouvinte um novo disco de inéditas inspirado e mantendo suas características principais.

Felizmente o Uriah Heep faz parte deste segundo time. A banda entrou em estúdio para gravar seu 22º álbum tendo o líder e guitarrista Mick Box como o único integrante original. Porém, o que se vê em “Into The Wild” é um grupo coeso e inspirado que mantém sua sonoridade principal, entregando um disco cheio de canções dinâmicas e pesadas.

O petardo é bem orientado pela guitarra, mostrando a competência de Box, um guitarrista subestimado. Phl Lanzon ferve seus teclados, capturando a essência de seu antecessor, o mítico Ken Hensley. O baixista Trevor Bolder e o baterista Russel Gilbrock estão pra lá de entrosados. É notório que o estilo vigoroso de Gilbrock trouxe mais peso para o grupo. E o vocalista Bernie Shaw que está há mais de 30 anos a frente de grupo se tornou a voz definitiva do Heep.

São onze faixas com um hard rock pungente, com guitarras e teclados em igual profusão, além vocais líricos e competentes. Os destaques são:

A cadenciada “Nail on the Head”, que abre o play com seu refrão ganchudo, comandado por paredes de guitarra. Uma canção que poderia figurar em qualquer clássico da banda; “I Can See You”, rápida e me lembra Hocus Pocus do Focus. Tem aquele solo pungente de guitarra que só Mick Box sabe criar;

“Money Talk” tem bom jogo de vocais e mostra um Gilbrock insano no final; “Lost” traz Bolder nos vocais e uma forte influencia do progressivo; “Southern Star” é sofisticada, com partes mais amenas, paredes de teclados e vocais que lembram o Queen; E ainda tem a faixa titulo que se parece muito o Deep Purple oitentista;

É gratificante ver como o Uriah Heep mantém a tradição de gravar grandes discos como se ainda vivesse  nos anos 70, mas sem soar caricato. Um disco que merece ser ouvido por completo. Vale mencionar que este foi o último trabalho a contar com o baixista Tervor Bolder, que viria a falecer dois anos depois.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaGuilt Machine - On This Perfect Day (2009)

    01/07/2019

  • Image

    ResenhaThe Nice - The Thoughts Of Emerlist Davjack (1967)

    24/11/2019

  • Image

    ResenhaSons Of Apollo - MMXX (2020)

    23/01/2020

  • Image

    ResenhaRoy Buchanan - You're Not Alone (1978)

    13/06/2020

  • Image

    ArtigoYes: A decadência de um ícone!

    21/08/2020

  • Image

    ArtigoCharlie Watts morre aos 80 anos

    24/08/2021

  • Image

    ResenhaSteve Vai - The Story Of Light (2012)

    16/04/2020

  • Image

    ArtigoR. I. P. Neil Peart (12/09/1952 – 07/01/2020) - A lenda do Rush se vai e deixa uma obra consistente e inigualável

    10/01/2020

  • Image

    ResenhaLarry Coryell - Spaces (1970)

    02/12/2018

  • Image

    ResenhaDeep Purple - Whoosh! (2020)

    08/08/2020

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Into The Wild

Álbum disponível na discografia de: Uriah Heep

Ano: 2011

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,12 - 4 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Into The Wild



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.