Resenha

Live Shit Binge & Purge

Álbum de Metallica

2004

DVD/Blu-Ray

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

29/07/2021



O triunfo metálico!

Em 1986, após o falecimento de Burton, o Metallica chegou com uma forte resolução em trocar de baixista e continuar na turnê mundial de "Master of Puppets". O grupo começou lá em 1985 foi até final de 1987 com o mesmo concerto. 

Em 1988 eles começaram com a turnê e disco "...And Justice for All". A banda chegou a vir no Brasil em 1989 - eu acabei assistindo ao concerto de sábado à noite em São Paulo - e quando eu assisti esse show em VHS ainda em época, eu presenciei aquela fúria da qual eu vi ao vivo e a olho nu. Um dos maiores registros de época, uma das maiores sacadas do grupo e que trouxe o começo do auge do Metallica de fato. 

Mas indo em frente, no ano de 1993, a banda resolveu lançar esse box/dvd com três CDs e dois DVDs e sendo assim, acoplou a tour de "Black Album" ao aparato todo. Gratificante, por sinal. São 179 minutos de puro som e imagens incríveis de um grupo em duas de suas melhores fases. A banda mantém o interesse do começo ao seu final, sem deixar pedra sobre pedra. 

No primeiro concerto, o de 1989, nós temos o legado dos bastidores, dos fãs e algo bem intimista dentre público e banda, sendo que a força dela se mostra muito além e transforma essa junção em um espetáculo a mais. 

Logo de cara, com a introdução do filme "Três Homens e um Conflito" do diretor Sergio Leone e com a faixa "Ecstasy of Gold", o grupo segue com "Blackened", faixa de abertura bem acertada e pesada (eu que o diga ao vivo, a bateria soa como um canhão), e assim a banda segue com "For Whom the Bell Tolls" e "Welcome Home", enfim uma paulada atrás de outra. 

Na questão direção, o vídeo se torna bem produzido e mantém os músicos em evidência em um palco não tão grande de um ginásio - igual ao Ibirapuera de São Paulo - e a banda tocando para 13 mil pessoas. Os closes nos garotos da plateia são ótimos e do palco idem. Interessante ver um Lars jovem e tocando muito bem, e Hetfield soando agressivo em todas as formas. 

O show segue com faixas imersas em um Metal de nível acima, e dá-lhe "Four Horsemen", Seek and Destroy" (onde abre-se uma roda no meio do público enorme, o mesmo acontecendo no show do Brasil), e assim segue com "Master of Puppets" e "One", clássica e impiedosa ao vivo. 

Do mais, esse primeiro registro mostra uma banda forte, buscando crescer e gostando do palco. No segundo vídeo, o show se divide entre México e EUA, mas a força é imensa, mantendo a introdução da tour anterior e entrando com "Enter Sandman". A banda tem seu palco no meio do público, dotado de rampas e imagens escuras, assim como sua vestimenta, e transcende um som vigoroso. "Creeping Death" e "Unforgiven" são registros à parte e bem enérgicos, mesmo falando da segunda ser uma balada. Inclusive, James mantém o violão e guitarra alternando na canção ao vivo, como no disco fora feito. 

Duelo de bateria, solo de Baixo e ainda cover do Queen e uma aula de Thrash lá pelo fim, com "Battery" e "Whiplash", em que a câmera acompanha o frenesi dos fãs, e dá-lhe bate cabeça. seios de fora e pessoas tentando ser como Jason girando pescoços; ainda temos um solo enorme de KIrk alongando o concerto, todo influenciado na cara dura por Hendrix. 

Esse registro eu recomendo totalmente. O Metallica ainda investiria em algo assim em outras turnês, mas nunca mais conseguiu a força desse "Live Shit", grande, precioso e que marcou o grupo para sempre no caminho do Metal. 

Metal Up Your Ass! Como diria a própria banda...


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ArtigoOzzy Osbourne e os anos 80

    05/11/2018

  • Image

    ResenhaManowar - Fighting The World (1987)

    22/05/2020

  • Image

    ResenhaAC/DC - Blow Up Your Video (1988)

    10/04/2020

  • Image

    ArtigoAniversário Dave Murray

    23/12/2020

  • Image

    ArtigoGrandes bateristas

    26/05/2021

  • Image

    ResenhaSarcófago - Rotting (1989)

    12/02/2020

  • Image

    ArtigoLars Ulrich, que houve com ele?

    13/03/2021

  • Image

    ResenhaIron Maiden - Dance Of Death (2003)

    17/12/2018

  • Image

    ResenhaDef Leppard - Slang (1996)

    04/08/2020

  • Image

    ArtigoIron Maiden: Relançamentos

    23/11/2020

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Live Shit Binge & Purge

Álbum disponível na discografia de: Metallica

Ano: 2004

Tipo: DVD/Blu-Ray

Avaliação geral: 5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Live Shit Binge & Purge



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.