Resenha

For Your Pleasure

Álbum de Roxy Music

1973

CD/LP

Por: Expedito Santana

Colaborador

08/07/2021



Uma obra-prima do glam rock inglês

Ainda auferindo os louros da boa repercussão do álbum de estreia, a trupe da Roxy Music, sob o comando de Bryan Ferry, resolveu mergulhar aqui na sua segunda empreitada. Se no trabalho anterior a banda havia apostado num clima mais festivo onde a descontração praticamente permeou a sonoridade, ainda que momentos introspectivos pudessem ser vistos em faixas como “Sea Breezes” e “Chance Meeting”, “For Your Pleasure”, gravado pela Island Records e produzido por Chris Thomas, foi numa direção um pouco diferente, revelando um caráter mais soturno e sofisticado da Roxy.  
 
Além da ousadia que ficou nítida logo no debut, impressionava a capacidade da banda em escolher caminhos menos óbvios e nem por isso cair nas famosas armadilhas da auto complacência. Sem dúvida, o que fazia o som da Roxy Music algo sempre fascinante e desafiador era a notável habilidade do grupo para unir a tríade arte/técnica/emoção numa massa concisa, sem lacunas ou qualquer tipo de fissura, formando um todo paradoxalmente harmônico e caótico ao mesmo tempo.      

Contando com mais uma bela arte de capa, dessa vez a modelo Amanda Lear, então namorada de Ferry, fotografada ao lado de um jaguar preto, “For Your Pleasure” em muitos momentos parece ser o produto da correlação de forças dos gênios mais proeminentes da banda: o estético Bryan Ferry e o arrojado Brian Eno. Desse atrito artístico nasciam coisas fantásticas, tais como o single de vanguarda "Do the Strand", um rock meio barulhento para os padrões da Roxy e de claro apelo juvenil, ou mesmo a semi-punk "Editions of You", que indicaria atalhos para muita gente por aí.  

Retomando algumas explorações que haviam começado no disco de estreia, os rapazes reproduziram aqui a veia futurista e climática em preciosidades como as faixas "Strictly Confidential”, onde Ferry usa e abusa dos falsetes enquanto o saxofonista Mackay e o guitarrista Manzanera constroem uma paisagem densa e tristonha; "In Every Dream Home a Heartache", que deixaria pistas significativas para o pós-punk deitar e rolar anos depois a partir das estruturas repetitivas e nada apressadas; e a faixa-título, com sua textura melancólica de art rock e compasso arrastado e reflexivo, cujo trabalho percussivo de Thompson  é nada menos que irrepreensível.  

Para os nostálgicos do primeiro álbum há o deleite de um piano rocker cinquentista e guitarra alvissareira em "Grey Lagoons", assim como o pop rock melódico mais trivial de "Beauty Queen". Enquanto “The Bogus Man" avança por uma estrada psicodélica e progressiva sinuosa, remetendo a bandas do Krautrock alemão da estirpe de Neu! e Can. 

Após o lançamento, o álbum não tardou a alcançar a terceira colocação na parada britânica, fazendo o Roxy voltar a ter um hit para chamar de seu novamente. Além disso, ficaria também a herança de uma musicalidade que viria a ser explorada da mesma forma somente década depois e, sobretudo, um disco que pode ser considerado um dos melhores trabalhos da primeira fase do grupo, uma obra-prima do glam rock inglês. Porém, como nem tudo são flores, Eno sairia da banda logo depois da gravação por conta de desavenças com Ferry, mas isso é uma outra história.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Expedito Santana

Nível: Colaborador

Membro desde: 27/07/2020

"Sou um fã de música inveterado, principalmente de rock and roll, daqueles que podem ficar dias e dias imerso em discografias sem se preocupar com o mundo lá fora. Meu gosto é bastante eclético dentro do gênero rock, curto progressivo, hard, metal, alternativo etc."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaSoundgarden - Superunknown (1994)

    26/01/2021

  • Image

    ResenhaDepeche Mode - Black Celebration (1985)

    11/09/2020

  • Image

    ResenhaSteve Hackett - Genesis Revisited : Live at The Royal Albert Hall (2014)

    17/02/2021

  • Image

    ResenhaRatos de Porão - RDP Vivo (1992)

    21/04/2021

  • Image

    ResenhaTim Buckley - Happy Sad (1969)

    22/04/2021

  • Image

    ResenhaFish - A Feast Of Consequences (2013)

    24/05/2021

  • Image

    ResenhaAirbag - Identity (2009)

    11/09/2020

  • Image

    ResenhaVan Der Graaf Generator - Trisector (2008)

    15/01/2021

  • Image

    ResenhaPain Of Salvation - One Hour By The Concrete Lake (1998)

    02/11/2020

  • Image

    ResenhaChico Buarque - Chico Buarque (1978)

    14/01/2021

Visitar a página completa de Expedito Santana



Sobre o álbum

For Your Pleasure

Álbum disponível na discografia de: Roxy Music

Ano: 1973

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 5 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de For Your Pleasure



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.