Resenha

Planet Earth?

Álbum de The Watch

2010

CD/LP

Por: Expedito Santana

Colaborador

19/05/2021



Rock Progressivo de qualidade inquestionável e intensa proximidade com o Genesis

“Planet Earth?” é o quarto álbum desta banda italiana liderada pelo vocalista Simone Rossetti, o qual, apesar de ser o principal motor inventivo da trupe, conta com a companhia de músicos muito competentes, tais como o guitarrista Giorgio Gabriel e o pianista e organista Valerio De Vittorio. 

Este disco sucedeu o mediano “Primitive” (2007) e nasceu sob as sombras da tour de force, “Vacuum”, de 2004. Vale lembrar que há muita gente por aí que torce o nariz para o The Watch alegando ser apenas uma banda cover do Genesis. Conquanto tal argumento encontre em alguns momentos patente admissibilidade, consigo enxergar na sonoridade destes caras texturas que transcendem por vezes as fortes influências da fase progressiva dos britânicos.

Obviamente que o The Watch não é o primeiro a ser comparado ao Genesis, já que cenário prog está repleto de grupos que buscam inspiração nos passos da ex-banda de Peter Gabriel, alguns com mais proximidade, a exemplo do Citizen Cain, e outros com maior dose de originalidade, incluo nesta categoria o fantástico Big Big Train, que pra mim avança criativamente no ponto em que o Genesis setentista parou.  

A propósito, não vejo problema algum no fato de Rossetti soar uma hora ou outra como P. Gabriel, ainda que o fraseado deste último seja, na minha opinião, característica que o italiano não consegue reproduzir com tanta fidelidade assim. Outro aspecto, também relevante no que tange ao The Watch, é que musicalmente falando não se trata uma banda tão complexa quanto o clássico Genesis, mesmo que, como mencionado antes, seja integrada por ótimos musicistas. 

Porém, a afirmação acima não significa que os italianos estejam presos dentro de uma esfera caricatural, muito pelo contrário, vez que eles têm personalidade e sabem construir paisagens sonoras belíssimas e indiscutivelmente elegantes. Procurando com habilidade um grau de sofisticação bastante equilibrado, que transita, sobretudo, entre a boa técnica e a emotividade melódica.    

O disco abre com a bela e sinfônica "Welcome to your Life". E tenho certeza de que esta música vai impressionar notadamente pela carga energética dosada a instantes mais calmos. Destaque para os riffs contínuos que constroem uma excelente seção rítmica. Um ótimo cartão de visitas e uma das minhas favoritas. 

As coisas então esfriam um pouco com a seguinte, "Something Wrong", uma canção que assenta naqueles climas meditativos genesianos, algo que remete a "Entangled". Seus ótimos ofícios de guitarras às vezes parecem ser prejudicados por uma atmosfera um tanto entediante e falta de dinâmica. Mas não é uma faixa ruim, longe disto, carece apenas de mais nuances.  

Em "Earth", a terceira faixa, a agitação da abertura é retomada. Esta canção tem algumas passagens de mellotron bem interessantes e aposta numa linha que lembra o álbum “Vacuum”. "All the Lights in Town" começa com um trabalho de piano logo emergindo para uma seção mais forte bem ao estilo “Watcher of The Skies”, com um baixo deleitoso, o vocal de Rossetti buscando às vezes performances teatrais e guitarras ligeiramente aguerridas fazendo casualmente parte do roteiro. As variações são bem encaixadas e os arranjos primorosos. Outra ótima canção onde a banda consegue manter o magnetismo todo o tempo.  

“The World Inside” apresenta guitarras afáveis e alguns sintetizadores que dão um certo ar de modernidade em meio a um ambiente predominantemente clássico. De Vittorio nos brinda aqui com algumas notas extraordinárias de órgão e o fechamento amparado na guitarra de Giorgio Gabriel é incrivelmente simpático. “New Normal” ´tem no início uma linda flauta tocada por Rossetti e que volta a aparecer na segunda parte. Esta música caminha a maior parte do tempo por uma estrada de dramaticidade melódica admirável. Apesar de curta, carrega uma formosura evidente.     

O encerramento fica por conta de "Tourist Trap", outra boa faixa. Uma composição equilibrada que une o caráter incisivo à suavidade a partir de bons preenchimentos de guitarras à Mr. Hackett. Rosseti vai muito bem aqui e encarna de uma vez por todas sua referência maior, Peter Gabriel. 

Pois bem, conclusivamente, considero “Planet Earth?” um ótimo trabalho do The Watch e que se insere, sem sombra de dúvida, entre os principais do catálogo da banda. Se os italianos não são tão originais quanto muita gente gostaria que fossem, ao menos entregam uma música de inquestionável qualidade e que deixa aquele gostinho que faz o ouvinte ter a impressão de estar sonhando acordado com o grandioso Genesis. Vale a pena!!!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Expedito Santana

Nível: Colaborador

Membro desde: 27/07/2020

"Sou um fã de música inveterado, principalmente de rock and roll, daqueles que podem ficar dias e dias imerso em discografias sem se preocupar com o mundo lá fora. Meu gosto é bastante eclético dentro do gênero rock, curto progressivo, hard, metal, alternativo etc."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaKings of Leon - When You See Yourself (2021)

    11/03/2021

  • Image

    ResenhaAirbag - All Rights Removed (2011)

    12/04/2021

  • Image

    ResenhaSteve Hackett - Genesis Revisited : Live at The Royal Albert Hall (2014)

    17/02/2021

  • Image

    ResenhaRoxy Music - Country Life (1974)

    08/07/2021

  • Image

    ResenhaKing Crimson - The Power To Believe (2003)

    02/03/2021

  • Image

    ResenhaFoo Fighters - Echoes, Silence, Patience & Grace (2005)

    14/11/2020

  • Image

    ResenhaSteven Wilson - Grace for Drowning (2011)

    02/12/2020

  • Image

    ResenhaRiverside - Second Life Syndrome (2005)

    11/02/2021

  • Image

    ResenhaDepeche Mode - Music For The Masses (1987)

    17/04/2021

  • Image

    ResenhaRoxy Music - Siren (1975)

    10/08/2021

Visitar a página completa de Expedito Santana



Sobre o álbum

Planet Earth?

Álbum disponível na discografia de: The Watch

Ano: 2010

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Planet Earth?



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.