Resenha

Symphony Of Light

Álbum de Renaissance

2014

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Top Notch

12/05/2021



Longe de ser uma sinfonia, mas tem seus momentos

Dá pra contar numa das mãos as bandas de rock progressivo que cravaram álbuns em posições altas nas paradas de sucesso. Genesis, Yes, Jethro Tull, Pink Floyd, Emerson, Lake and Palmer; alguma mais? Vários grupos do subgênero são lembrados até hoje, mas seu sucesso comercial não passou do circuito cult.

O britânico Renaissance encaixa-se nessa categoria. Tiveram seus álbuns lançados no Brasil nos anos 70, eram conhecidos por fãs de prog ou música mais sofisticada, mas, sucesso comercial nunca tiveram. Nos EUA ainda atraiam multidões na superpovoada região industrializada do nordeste, mas na nativa Inglaterra passaram quase batido a não ser por um modesto número 10 na parada de singles, com Northern Lights, em 1978.

A luxuriante mistura de folk, música erudita, rock e jazz, os vocais agudos de Annie Haslam produziram grandes discos, como Prologue (1972), Ashes Are Burning (1973) e Scheherazade and Other Stories (1975). A guinada New Wave e brigas internas desmancharam o frágil Renaissance, que passou anos na geladeira ou fraturado em 2 bandas (se os egos batalham num grupo de segunda divisão como eles, imagine quando o Yes estava podendo!)

Em 2009, Haslam e o guitarrista/violonista Michael Dunford retomaram a parceria e o grupo, que em 2013 lançou Grandine Il Vento, meses após a súbita morte de Dunford. Em abril de 2014, o álbum foi relançado sob o título Symphony of Light e com a adição de canções de um EP e de Renaissance Man, tocante homenagem a Dunford, onde Annie se derrama num vocal comovente ao som de piano, cantando que o músico aceitou o convite de um anjo pra deixar a Terra.

O álbum abre com seu ponto alto, a faixa-título com seus mais de 12 minutos que quase levam o Renaissance de volta a 77,78, quando deixou de ser interessante. Pena que agora eles não tinham grana para pagar uma orquestra e conseguir som mais encorpado, mas o sinfônico de Symphony of Light recompensa. Cheia de mudanças de tempo, no oitavo minuto um dueto entre violão e sintetizador nervoso deixa a faixa perigosamente similar a Dancing with the Moonlit Night, do Genesis. 

A segunda mais longa, The Mystic and The Muse soa como se fosse reconquistar o ápice da primeira metade dos 70’s, mas me pareceu mais um monte de boas ideias insatisfatoriamente desenvolvidas.
A esperançosa Cry to the World traz a flauta de Ian Anderson e a pianosa e dramática Blood Silver Like Moonlight o vocal de John Wetton, importante músico setentista que já esteve no Asia, King Crimson e Uriah Heep. Em Air of Drama, o Renaissance flerta de leve com o tango num dueto entre Haslam e um dos membros norte-americanos da nova formação, que canta melhor do que Wetton.

 Um dos problemas está nas faixas curtas, tentativas de canção pop ou adult oriented, que podem até ser agradáveis como pano de fundo, mas não acrescentam. Waterfall e sua homenagem às florestas brasileiras (obrigado, Annie) ou Porcelain e sua tentativa de africanização (até o Toto fez melhor na oitentista Africa) não passam de fillers.

Haslam prometeu que o Renaissance prossegue mesmo com a ausência de Dunford. A banda continua se apresentando ao vivo. Se novo trabalho virá, o tempo e o crowdfunding com fãs dirão, mas se Symphony of Light marcar o canto do cisne do agora mais ianque que britânico Renaissance eles terão acabado com dignidade.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaThe Specials - Encore (2019)

    10/02/2020

  • Image

    ResenhaLisa Stansfield - Seven (2014)

    25/09/2017

  • Image

    ResenhaWild Boys: The Story of Duran Duran

    12/08/2021

  • Image

    ResenhaPietá - Leve O Que Quiser (2015)

    24/01/2021

  • Image

    ResenhaFlora - A Emocionante Fraqueza dos Fortes (2020)

    17/09/2021

  • Image

    ResenhaRenaissance - A Symphonic Journey (2018)

    21/11/2018

  • Image

    ResenhaSilk Sonic - An Evening With Silk Sonic (2021)

    15/11/2021

  • Image

    ResenhaSecond Still - Violet Phase (2019)

    02/09/2020

  • Image

    ResenhaThe Style Council - Internationalists (1985)

    17/03/2021

  • Image

    ResenhaDuran Duran - Future Past (2021)

    23/10/2021

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

Symphony Of Light

Álbum disponível na discografia de: Renaissance

Ano: 2014

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,25 - 2 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Symphony Of Light



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.