Resenha

Back 2 Love

Álbum de Maysa Leak

2015

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Top Notch

19/04/2021



Uma diva discreta

Nos anos 80, DJs ingleses começaram a mesclar jazz – de preferência artistas mais obscuros – com electronica. A adição de acid house a porções de jazz, soul, R’n’B, funk e hip hop resultou no acid jazz, que hoje talvez nem exista mais como termo, mas é considerado a maior contribuição britânica ao jazz. 

Os 3 primeiros anos dos 90’s assistiram ao apogeu do sub-gênero com bandas como Brand New Heavies e US3 tocando e vendendo muito. O movimento teve inúmeros artistas interessantes não apenas na Inglaterra: até a oitentista brasuca Patrícia Marx tem álbum listado na Discogs como de acid jazz. Sem contar que Marcos Valle virou queridinho nos círculos londrinos mais descolados por um tempo. Da Suécia veio Koop; da Áustria, Count Basic; da Alemanha, Jazzanova, enfim, muita coisa chique tem sido produzida, mesmo que agora não se chame mais acid jazz.

Um dos grupos de que mais gosto é o britânico Incognito, que em 1981 estreou com o álbum Jazz Funk. Desde então, são uns 15, 16 álbuns, sem contar inúmeros remixes e participações especiais. O pico comercial veio no auge da exposição midiática do acid jazz, quando Always There com a divina gritona Jocelyn Brown incendiou a parte de baixo do Top Ten inglês. O inventor do combo, Jean-Paul Maunick, adora chamar vozes negras norte-americanas pra dar bafão (no bom sentido) nos álbuns. Foi através de Incognito que conheci Maysa Leak. 

Natural e ainda residente de Baltimore, Maysa tem respeitada carreira com mais de dezena de álbuns. Jamais adquirindo status de diva de massa, Maysa mantém base de fãs cativa e arranca elogios de Steve Wonder e se apresenta perante os Obamas.

No final de maio, de 2015, saiu Back 2 Love, lançamento discreto como a maioria de suas performances vocais. Quase nada nas seções de música da grande imprensa; a maior parte das poucas resenhas está em sites de soul, jazz ou R’n’B.

Maysa escolhe ser diva de tons médios e voz aveludada; quem só curte gritaria nem perca tempo. Na dançante Miracle, ela mostra que tem poder vocal para isso, mas mesmo aí a maior parte é sem exagero. O álbum não apresenta revolução em relação aos anteriores, mas na faixa-título sente-se pontadinha de hip hop, bem, bem discreto, mas não se preocupe quem odeia: não há falação e os menos atentos pensarão tratar-se apenas de faixa dance.

Heavenly Voices sintetiza o melhor do trabalho de Maysa para quem tiver seu primeiro contato: smooth jazz salpicado de R’n’B, daqueles apropriados para tocar em programas noturnos elegantes de FM urbana. Last Chance for Love, urban jazz soul duetado com Phil Perry vai te levar diretamente pra segunda metade dos 70’s, puro paraíso romântico.

Tear It Up, Tear It Down é jazz funk suingado e The Radio Played Our Song flerta com o pop. Funk, jazz, soul, R’n’B misturados em deliciosas canções e sedosas interpretações, pra que Maysa alteraria fórmula tão eficaz e agradável?

As 11 faixas são solidamente deliciosas (o álbum tem 12, mas a faixa-título aparece repetida no final sob forma de remix quase idêntico ao original), mas há um destaque. Keep It Movin’ com seu agudo riff de guitarra sacana, vocal de Stokley Williams e produção de soul contemporâneo com pitadinhas de hip hop é absolutamente rebolativa e viciante.

Homogeneamente bom, Back 2 Love deverá agradar quem curte black music bem urbana e moderna. Pena que não seja muito divulgado.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaThe Sallyangie - Children Of The Sun (1968)

    04/02/2022

  • Image

    ResenhaLocanda Delle Fate - Forse Le Lucciole Non Si Amano Più (1977)

    25/10/2017

  • Image

    ResenhaLana Del Rey - Born To Die (2012)

    31/07/2021

  • Image

    ResenhaLori Williams - Out of the Box (2018)

    03/05/2020

  • Image

    ResenhaKiesza - Crave (2020)

    18/08/2020

  • Image

    ResenhaThe Glove - Blue Sunshine (1983)

    23/07/2019

  • Image

    ResenhaGregory Porter - Nat (2017)

    27/09/2020

  • Image

    ResenhaThe Icicle Works - The Best Of The Icicle Works (1992)

    01/01/2022

  • Image

    ResenhaTrinca-Ferro - Trinca-Ferro (2019)

    27/07/2020

  • Image

    ResenhaKraftwerk - Remixes (2020)

    07/01/2021

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

Back 2 Love

Álbum disponível na discografia de: Maysa Leak

Ano: 2015

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Back 2 Love



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.