Resenha

7

Álbum de Karfagen

2015

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Especialista

16/01/2021



Instrumentação pródiga e vocais agradáveis de um grupo que nunca decepciona

A cada disco novo lançado pela Karfagen é uma confirmação de que Antony Kalugin é um verdadeiro mestre do rock progressivo sinfônico contemporâneo. Em cada disco da banda é revelado novos estilos e a confirmação de que poucos grupos da atual cena progressiva conseguem soar de forma tão refinada em suas habilidades musicais como ela. Ainda que a princípio, o sétimo disco da banda pareça não ter um nome muito criativo – 7 -, a música é extremamente inspiradora, definida pelo próprio Antony como “uma jornada entre mitos e lendas, sobre a grande sorte e o poder inexplicável do número  7”, deixando o álbum com um título de significado melhor desta vez.

“Seven Gates”, faixa que dá início ao disco, é um épico que possui um pouco mais de vinte e oito minutos, sendo um trabalho extremamente grandioso, teatral, romântico e de uma linha sinfônica que não poderia ser melhor. É dramático e cheio de propósito, sendo executado com muito bom gosto, moderação e classe. Algumas influências que vêm em mente são Mike Oldfield, Focus, Camel – da fase Snow Goose - e Flower Kings, podendo ser notado seus sons em vários momentos, mas nunca deixando de ser colocado apenas como influência e não uma cópia limitada. A grande variedade de músicos faz valer principalmente nesta faixa, flauta, oboé, acordeão e bayan – um acordeão desenvolvido na Russia – dão a peça um som um de sabor rico e evocativo. As guitarras se movem entre explosões elétricas e algumas cheias de delicadezas acústicas, o baixo quase sempre sedoso e a bateria navegam fácil por todas as mudanças que a música sofre no seu decorrer. Mas e Antony nisso tudo o que nos oferece? Muito órgão de igreja, moog sempre vibrande, hammond deslumbrante, piano elétrico brilhante, mellotron e execuções alegres de sintetizadores – algo inclusive que é uma característica da banda. Se você não olhar o encarte, claro, na primeira vez que você escuta essa música a ideia que ela passa é que se trata de uma faixa instrumental, mas depois dos dezoito minutos, Antony com seu sotaque encantador e voz semelhante à de David Gilmour surge inesperadamente. A faixa vai seguindo com extrema beleza até chegar ao seu fim encantador. 

“Now and Ever” começa com os sons de grilos e atmosfera deixada pela faixa anterior, sendo logo acompanhada por uma guitarra com influência em David Gilmour, mas no que diz respeito ao vocal e a maneira de interpretar as letras, o primeiro nome que vem em mente é Phideaux – não apenas nesta faixa, mas toda a segunda metade do álbum, inclusive, assim como a banda estadunidense, aqui as letras também soam pessoas e reflexivas. A faixa conforme vai se desenvolvendo, consegue ter um bom clima levemente gótico principalmente pelo piano de fundo, destaque também para os trabalhos “chorões de guitarra”. 

“Hopeless Dreamer” começa com algumas bonitas notas ao piano. Novamente Antony mostra um vocal bastante acolhedor, edificante e suave. A música então se transforma em uma espécie de soft-rock otimista bastante animado que faz com que o ouvinte sinta um pouco de Pink Floyd dos anos oitenta. Não tem exatamente nenhum momento memorável, mas seus mais de sete minutos e meio passam muito bem. 

“Alight Again”, lembro que quando ouvi a faixa “The Great Spirit Way” do disco Resistance da IQ em 2019, associei os seus primeiros doze segundos a esta música, pois se parecem muito.  A atmosfera e ambientação criada no seu começa através de teclados e algumas guitarras suaves são demais, alguns tons também vão emergindo junto de pratos bem acentuados. Novamente o disco transporta o ouvinte para o Pink Floyd 80’s, mas de certa forma conseguindo soar melhor do que a banda inglesa fazia naquela década. 

A última faixa é apenas uma música editada de quinze minutos do épico que abre o disco. Embora “Seven Gates” seja o material mais forte encontrado aqui, é sempre revigorante ouvir Antony Kalugin e companhia, pois eles apresentam musicas mais simples e melódica na segunda metade que também funcionam perfeitamente bem, mostrando linhas instrumentais que mostram toda a sua versatilidade. No geral, 7 é uma coleção de bom gosto de instrumentação pródiga e vocais agradáveis de um grupo talentoso de músicos que nunca decepcionam.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaJefferson Airplane - Surrealistic Pillow (1967)

    21/06/2018

  • Image

    ResenhaYes - Magnification (2001)

    06/10/2017

  • Image

    ResenhaBuon Vecchio Charlie - Buon Vecchio Charlie (1990)

    26/04/2020

  • Image

    ResenhaCamel - Harbour Of Tears (1996)

    03/08/2018

  • Image

    ResenhaNational Health - National Health (1977)

    16/04/2020

  • Image

    ResenhaTriumvirat - À La Carte (1978)

    17/06/2020

  • Image

    ResenhaLiquid Tension Experiment - Liquid Tension Experiment 2 (1999)

    17/03/2021

  • Image

    ResenhaMike Oldfield - Crises (1983)

    18/06/2020

  • Image

    ResenhaJethro Tull - This Was (1968)

    18/03/2019

  • Image

    ResenhaDeluge Grander - August In The Urals (2006)

    12/12/2020

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

7

Álbum disponível na discografia de: Karfagen

Ano: 2015

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de 7



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.