Resenha

The Trio Project: Spark

Álbum de Hiromi Uehara

2016

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Top Notch

13/01/2021



Spark é Hiromi desenvolvendo um som diversificado e envolvente

Em seu décimo álbum a tecladista/pianista Hiromi Uehara mostrou como sempre a sua técnica formidável e um alcance virtuosístico incrível. Como sempre, ela se entrega com uma energia selvagem, talento composicional eclético, uma mão esquerda forte e a direita brilhante através de uma verdadeira ginástica com muito lirismo melódico. A pianista costuma ser tão sofisticada e disciplinada quanto espontânea e experimental, conseguindo pegar formas de arte tradicionais como jazz, clássica e pop, e as ampliando ao juntá-las em um estilo que é puro Hiromi – não existe outra definição pra isso. 

Spark também é o quarto álbum do seu Trio Project, em que Uehara tem a companhia do contrabaixista Anthony Jackson e do baterista Simon Phillips. Os três juntos soam como uma unidade musical elegante e bem organizada, extremamente confiante e relaxada. A facilidade com que eles alternam ritmos e tempo pode ser até mesmo intimidante, mas nota-se também facilmente que tudo é feito com paixão e sentimento. 

O disco se inicia através de um grande esforço de pouco mais de nove minutos e que começa com um solo suave de piano clássico, mas que evolui para uma peça bastante progressiva em que Hiromi exerce todo o seu poder criativo por cima de uma batida ao fundo muito sólida em sua seção rítmica. “In Trance” tem um ritmo acelerado em que a bateria dobra todas as notas usadas pelo piano. A faixa é tocada de uma maneira rápida e incrível a ponto de não ser possível perceber tudo que está acontecendo apenas a escutando uma vez. Possui um solo de bateria que quebra um pouco o frenesi conjunto, sendo apenas Phillips o foco por quase dois minutos, antes que a melodia central regresse e a música chegue ao fim. 

“Take Me Away” é uma música de sonoridade mais suave e tocada de uma maneira extremamente apaixonada por Hiromi, tendo no início, como companhia, algumas pinceladas da bateria de Phillips, enquanto isso o baixo de Jackson vai emergindo lentamente. Então os três fazem uma ponte de forma clássica e a faixa de fato começa. No geral uma música com mudanças de ritmos e tempos que se misturam em uma bela paisagem musical. “Wonderland” mostra que dentro da miscelânea de influência de Hiromi sobra um pouco até para a música caribenha. Começa com alguns tons de bateria que soam muito corretos para a ocasião. Uehara trabalha o seu groove durante toda faixa com muita rapidez e fluidez. 

“Indulgence” esfria – mas não no sentido pejorativo – o álbum e apresenta uma linha mais doce do que as faixas anteriores. Hiromi passeia pelo piano de uma maneira em que mais parece estar simplesmente brincando com as teclas, soando de forma lúdica – ainda que para poder “brincar” neste nível seja para poucos. “Dilemma” mais uma vez apresenta o trio disparando muitas e bem direcionadas notas. É frenética principalmente nos seus dois primeiros minutos, quando a seção rítmica se instala mais atrás enquanto o piano de Uehara surfa sobre as linhas de Jackson e Phillips. A música aos poucos vai regressando ao seu ritmo inicial até chegar ao seu fim. 

“What Will Be, Will Be” é uma faixa em que aparece um sintetizador “intrometido”. Mas claro que a atração principal como aconteceu até aqui é o piano e a maneira que ele se integra junto aos seus companheiros de banda para fazer com que o ritmo e a melodia trabalhem de mãos dadas. “Wake Up And Dream” é certamente o momento de maior relaxamento de Hiromi, através de uma melodia clássica com arpejados maravilhosamente fluidos. “All's Well” é a faixa que encerra o disco e também a que tem o clima mais divertido. Possui uma excelente linha funky que conecta muito bem todos os instrumentos em todos os níveis. 

Se você ao falar de Hiromi Uehara simplesmente a apresente como uma pianista que toca às vezes solo e às vezes em trio, certamente muito das pessoas já a imaginarão como algo cansativo, um jazz mais do mesmo, pois muitos músicos que se aventuram nisso acabam soando de fato assim, porém, Hiromi é extremamente ousada e exuberante na maneira de se apresentar e certamente deve receber uma atenção diferenciada. Spark deixa claro o que Hiromi nunca escondeu de ninguém, que seus ouvidos estão sempre abertos para absorver novas influências, buscando deixar o seu som diversificado e envolvente.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRick Wakeman - Crimes Of Passion (1984)

    19/01/2022

  • Image

    ResenhaVanishing Point - Embrace The Silence (2005)

    07/05/2022

  • Image

    ResenhaAdrian Belew - E (2009)

    16/03/2022

  • Image

    ResenhaSteve Morse - High Tension Wires (1989)

    11/01/2018

  • Image

    ResenhaStratovarius - Destiny (1998)

    25/03/2019

  • Image

    ResenhaSymphony X - V - The New Mythology Suite (2000)

    14/04/2020

  • Image

    ResenhaQueen - Queen II (1974)

    17/05/2018

  • Image

    ResenhaHöstsonaten - Autumnsymphony (Part II Of SeasonCycle Suite) (2009)

    12/04/2021

  • Image

    ResenhaHawkwind - Doremi Fasol Latido (1972)

    18/04/2020

  • Image

    ResenhaFinch - Glory Of The Inner Force (1975)

    30/06/2021

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

The Trio Project: Spark

Álbum disponível na discografia de: Hiromi Uehara

Ano: 2016

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de The Trio Project: Spark



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.