Resenha

Familiar Touch

Álbum de Diana

2016

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Top Notch

26/12/2020



Delicinha synthpop do Canadá

DIANA foi formado em Toronto, em 2010, por Joseph Shabason e Kieran Adams, que logo adicionaram a vocalista Carmen Elle no projeto que era para ser só de estúdio. Interesse pelo material disponibilizado no Soundcloud estimulou apresentações ao vivo e desde então o grupo vem excursionando pelo hemisfério norte. Em 2014, saiu o LP de estreia, Perpetual Surrender e dia 18 de novembro, de 2016, a dezena de canções de Familiar Touch.

O toque familiar do título será sentido por qualquer (sobre)vivente/amante dos 80’s: a voz de fadinha falsamente gélida de Carmen flutua por cima de arranjos synthpop. Confession abre com percussão sintetizada pesadinha de linha de produção à Depeche Mode, fase People Are People, mas cedo arrefece numa linda melodia para Elle flanar, com muito acontecendo nos teclados. 

Essa ocupação tecladística é um dos charmes de Familiar Touch: quem leva a batida de Moment Of Silence é a percussão, deixando o teclado livre para criar. Muito bom ouvir esse álbum com fones de ouvido para perceber isso em várias faixas, além das influências talvez até nem intencionais de grupos hoje esquecidos pela maioria. Momentos de Moment Of Silence não lembram The Promisse, do Arcadia? Aliás, esta está presente também em Miharu, que igualmente evoca Clouds Across The Moon, da Rah Band. Arqueologia oitentista; não é totalmente delícia? Os backing vocals e a percussão estereotipadamente “negros” de Miharu retomam a velha contradição do synthpop: vocais gélidos em cima de instrumentação suingante e orgânica. Sinta-a também em Slipping Away, gostosura dançável com voz de cristal gelado, mas guitarra afogueada à Chic e teclado oriental. Fãs de The Bird And The Bee e Chvrches podem tentar DIANA sem receio.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaBabamin Kemani

    21/01/2022

  • Image

    ResenhaWilla - Better Days (2016)

    10/01/2021

  • Image

    ResenhaKansas - The Prelude Implicit (2016)

    30/10/2017

  • Image

    ResenhaDon Beto - Nossa Imaginação (1978)

    13/10/2021

  • Image

    ResenhaAdeline - Intérimes (2020)

    15/10/2020

  • Image

    ResenhaDurand Jones & The Indications - American Love Call (2019)

    19/01/2021

  • Image

    ResenhaInternational Teachers Of Pop - International Teachers Of Pop (2019)

    17/08/2020

  • Image

    ResenhaLiraz - Zan (2020)

    22/07/2021

  • Image

    ResenhaClaudia Castelo Branco - Cantada Carioca (2021)

    10/01/2022

  • Image

    ResenhaAngie Stone - Dream (2015)

    17/10/2020

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

Familiar Touch

Álbum disponível na discografia de: Diana

Ano: 2016

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Familiar Touch



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.