Resenha

Body And Soul

Álbum de George Anderson

2017

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Top Notch

19/12/2020



Mais do mesmo

Nos anos 1980, bandas de jazz-funk fervilhavam no underground britânico. Elas originariam o acid jazz da década seguinte e naquela primeira metade dos 80’s houve quem tentasse encaixá-las no termo guarda-chuva New Bossa. Alguns desses grupos alcançaram sucesso internacional, como o Level 42, mas a maioria não passava do estatuto de cult band, o que por si só não é desabonador caso dê para pagar as contas no fim do mês.

O Shakatak desfrutou de status meio intermediário, porque embora tenha tido algumas inserções nas paradas inglesas – uma delas chamada Brazilian Dawn – jamais estourou maciçamente. Formado em 1980 por Bill Sharpe e Nigel Wright (teclados), Keith Winter (guitarra), Steve Underwood (baixo) e Roger Odell (bateria), o combo logo trocou o baixista por George Anderson e essa passou a ser a formação clássica. Com discografia farta e especialmente popular no leste asiático, o Shakatak segue na ativa, exceto por Winter que teve de abandonar a guitarra por motivos de saúde, mas continua envolvido com o grupo, dentre outras coisas, responsável pela página na internet. 

O baixista George Anderson desenvolve carreira paralela, colaborando com outros músicos e lançando álbuns-solo. O mais recente é Body And Soul, que saiu dia 10 de março, de 2017, pela Secret Records. A versão padrão tem 15 músicas e já dura mais do que deveria, imagine a edição de luxo, com 19, sendo que as 4 bônus são remixes da melhor delas, mas que nada acrescentam. Cansativamente desnecessário.

Body And Soul obviamente tem boas linhas de baixo, mas parece LP de saxofonista, aquela preciosidade da saxodécada, de onde vem Anderson. Trata-se de coleção de jazz urbanos e suaves, variando na velocidade, mas sempre bem-comportados, harmônicos, polidos com palha de aço, bem FM. Joys Of Life, All Or Nothing, Miracle, It’s Our World variam um bocadinho no andamento ou “peso”, mas são da mesma matriz. Já ouvimos incontáveis canções parecidas, com moças convidadas para cantar gostoso, sem grandes destaques. Miller Time é a mesma coisa, só que sem vocais. Não é ruim, mas quando chega lá pela faixa 13, soa tudo igual.

Festival de la Vida é samba-jazz funkeado com metais salerosos e vocais femininos pa ria pa pa ria. Promised Land é baladinha jazz. Beautiful também é lenta, mas mais intensa e com toques soul também e vocal marcante; a melhor balada de Body And Soul. E tem sax meio anos 90 e baixo solando.

O ponto alto está bem no começo. G Funk – a remixada demais na Deluxe Edition – é bem início dos 80’s, homenageando o pequeno titã de Minneapolis e não esquecendo o também falecido Maurice White, do Earth, Wind And Fire. Já vale o álbum se você é fã do que Quincy Jones & Cia. faziam há 35 anos.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaJulio Secchin - Festa de Adeus (2019)

    18/07/2020

  • Image

    ResenhaMiguel Rabello - Na Caravana de Fazer Canções (2019)

    21/09/2021

  • Image

    ResenhaEcio Duarte - Poemas Que Pari de Ti (2019)

    27/04/2021

  • Image

    ResenhaThe Cure - Anniversary: 1978 - 2018 Live In Hyde Park London (2019)

    13/06/2020

  • Image

    ResenhaDaíra - Samsara (2021)

    27/01/2022

  • Image

    ResenhaKylie Minogue - Kylie Christmas (2015)

    03/04/2018

  • Image

    ResenhaSyleena Johnson - The Making Of A Woman (The Deluxe Edition) (2021)

    25/11/2021

  • Image

    ArtigoTrocas culturais na música popular brasileira através da obra do Clube da Esquina

    18/06/2021

  • Image

    ResenhaSting - My Songs (2019)

    24/10/2019

  • Image

    ResenhaTrijntje Oosterhuis - The Look Of Love (Burt Bacharach Songbook) (2006)

    23/09/2021

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

Body And Soul

Álbum disponível na discografia de: George Anderson

Ano: 2017

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 2,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Body And Soul



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.