Resenha

Revolver

Álbum de The Beatles

1966

CD/LP

Por: André Luiz Paiz

Webmaster

16/12/2020



Os novos Beatles

E foi aqui em "Revolver" que os Beatles deram início à sua segunda e melhor fase. Crescimento musical, novos experimentos e muito talento, alinhados de grandes pitadas de polêmicas, tivemos como resultado um álbum histórico e imperdível.

Cansados das longas turnês, os Beatles já sinalizavam há um tempo a vontade de se afastar dos palcos. Isso também foi um dos motivos da inserção de elementos mais complexos em seu som, para deixar de lado a obrigação de os reproduzir ao vivo. Isso fez com que a inspiração pudesse ser aproveitada sem limites, ou seja, "Revolver" está recheado de momentos brilhantes, que passam pelo psicodélico, pop, pelas influências orientais de George Harrison e até pelo ufanismo de "Yellow Submarine", um exercício que virou clássico e até filme.

São 14 faixas e a diversão é garantida. John Lennon fez bonito e trouxe a interessante "I'm Only Sleeping", com seu solo de guitarra gravado por George e depois tocado ao inverso. A rock "She Said She Said" também agrada pelas vocalizações e melodia. "And Your Bird Can Sing" e "Doctor Robert" também se destacam pelo lado mais rock e são pura energia. Por fim, seu brilho maior aqui está em "Tomorrow Never Knows", uma faixa inovadora, psicodélica e que traz uma tentativa interessante de John, a de usar apenas um acorde.
Já o grande Paul McCartney trouxe o balanço emocional para o lado rocker de John. "Eleanor Rigby" é uma faixa simplesmente maravilhosa, com seu clima lúgubre, excelentes vocalizações e totalmente orquestral, novamente sem a participação dos demais Beatles em seus instrumentos, assim como em "Yesterday". Depois, temos a alegria de sempre em "Got to Get You into My Life" e "Good Day Sunshine", dois grandes momentos, e as lindas e emocionantes baladas "Here, There and Everywhere" e "For No One". Vale lembrar também que foi uma ideia maluca de Paul que gerou a ideia para "Yellow Submarine", eternizada por Ringo.
E para encerrar, George brilha na rocker "Taxman", uma de suas melhores composições, e também com "Love You To", trazendo novamente a cítara, e a pop "I Want to Tell You".

A sonoridade do álbum é incrível pela época, mérito do engenheiro de som Geoff Emerick, além obviamente de George Martin. Klaus Voormann criou a capa e entrou para a história com o prêmio Grammy. Aqui também começaram os boatos sobre sinais da morte de Paul McCartney, com uma capa desenhada ao invés de foto e tudo mais, embora eu já tenha lido que a foto distorcida de "Rubber Soul" também tenha referências. Além disso, muitas das músicas deixam sinais claros do uso excessivo de drogas naquele período.

Depois do lançamento, os Beatles partiram para uma turnê americana que também deu um pulinho no Canadá e, com toda a polêmica do "somos mais famosos que Jesus Cristo", os Beatles receberam um empurrãozinho para parar de vez, voltando a tocar ao vivo apenas naquela histórica apresentação no telhado da Apple Corps. Contudo, musicalmente falando, o quarteto de Liverpool estava só iniciando a sua segunda e melhor fase.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre André Luiz Paiz

Nível: Webmaster

Membro desde: 20/03/2017

"Sou um profissional de Tecnologia da Informação apaixonado por música. Criei o site do 80 Minutos para que as pessoas possam compartilhar suas opiniões sobre os seus álbuns favoritos e propagá-las Brasil afora"

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRingo Starr - Time Takes Time (1992)

    25/09/2020

  • Image

    ResenhaKansas - Song For America (1975)

    20/11/2017

  • Image

    ResenhaLyria - Catharsis (2014)

    06/06/2019

  • Image

    ResenhaRingo Starr - Zoom In (2021)

    10/05/2021

  • Image

    ResenhaAllen/Lande - The Great Divide (2014)

    17/10/2017

  • Image

    ResenhaPaul Rodgers - Electric (1999)

    22/07/2017

  • Image

    ResenhaRick Springfield - Rocket Science (2016)

    11/02/2021

  • Image

    ResenhaAxel Rudi Pell - Circle Of The Oath (2012)

    24/06/2020

  • Image

    ResenhaBeast In Black - Dark Connection (2021)

    15/06/2022

  • Image

    ResenhaRick Springfield - Songs For The End Of The World (2012)

    26/09/2017

Visitar a página completa de André Luiz Paiz



Sobre o álbum

Revolver

Álbum disponível na discografia de: The Beatles

Ano: 1966

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,73 - 13 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Revolver:

  • 22
    fev, 2021

    Revolucionário Pré-Revolução

    User Photo José Esteves
  • 12
    mar, 2019

    Impactante, inovador e à frente de seu tempo

    User Photo Fábio Arthur

Visitar a página completa de Revolver



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.