Resenha

Parallels

Álbum de Fates Warning

1991

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

05/12/2020



O disco que lançou o grupo ao mainstream!

Na terra do prog metal o Dream Theater reina absoluto, isso é indiscutível. Mas há grandes bandas que ajudaram a moldar o estilo e muitas vezes não tiveram o merecido reconhecimento, como é o caso do Fates Warning. Apesar do talento de seus integrantes, a banda nunca atingiu o primeiro escalão do prog metal mundial.

Porém,  tal fato não os impediu de fazer boa música. O grupo havia estreado em 1984 com “Night on Brocken”, mas só obteve algum reconhecimento a partir do seu quarto disco “No Exit” em 1988. 

Mas faltava a banda um disco que realmente catapultasse sua carreira, que fizesse os holofotes se virarem para seus integrantes e os colocasse em toda mídia especializada. Este merecido sucesso só aconteceu em 1991, com seus sexto álbum “Parallels”.

O grupo, na época formado por Ray Alder – vocais, Jim Matheos – guitarra, Frank Aresti – Guitarras, Mark Zonder – bateria, e Joey DiBiase – baixo, se reuniram na cidade de Mississauga na província de Ontario, Canadá, para iniciarem as composições e trabalharem no álbum.

Para atingir o nível desejado, a banda chamou um produtor que sabe trabalhar canções técnicas, intrincadas e ao mesmo tempo acessíveis, o mítico Terry Brown, famoso por produzir o Rush durante os anos 70.

Todas as canções foram compostas pelo líder e guitarrista Jim Matheos, que também escreveu as letras, garantindo o alto nível do disco. As oito faixas apresentadas no álbum traziam um Fates Warning diferente, mais técnico e rebuscado, mas ao mesmo tempo mais acessível, apresentando refrões mais grudentos e empolgantes. Terry Brown ajudou o grupo a valorizar as melodias e aparar os excessos. Ser técnico não é necessariamente tocar mil notas por segundo e neste quesito a genialidade de Brown ao lado da banda foi um diferencial.

Acredito que, como Matheos foi o único compositor e letrista, o trabalho do produtor foi teoricamente simplificado, uma vez que sua atenção se voltou exclusivamente para o líder na hora de lapidar as canções. 

Porém, não é justo creditar o sucesso do álbum apenas a Matheos e Brown. O vocalista Alder está mais maduro e experiente. Soube trabalhar suas deficiências, aperfeiçoar sua técnica e apresentar momentos passionais e empolgantes. 

O baterista Zonder é outro que merece destaque. Sua técnica em nada fica devendo aos grandes nomes do estilo, e sua abordagem no instrumento foi determinante para o sucesso das faixas.

“Leave The Past Behind”, abre o álbum de maneira cadenciada, com dedilhados de guitarra e os vocais bem interpretados de Alder. Tem um solo maravilhoso no final;  “Life In Still Water” tem timbres de guitarra excelentes. A faixa é sempre lembrada por ter a participação de James Labrie, que na época havia acabado de entrar no Dream Theater;

Outros destaques: “We Only Say Goodbye” e “Eye to Eye” que soam mais acessíveis com uma leve influência de AOR. Sendo que a ultima ganhou até clipe próprio;

O disco encerra com “The Road Goes On Forever”, quase uma balada, com forte influência progressiva onde a interpretação do vocalista Alder é primorosa;

Lançado em outubro de 1991, “Parallels” apresenta um grupo maduro, sem excessos, tentando soar acessível sem perder as características básicas de sua sonoridade.

Quase 30 anos após seu lançamento, este disco pode ser considerado um dos clássicos do prog metal.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaJethro Tull - Catfish Rising (1991)

    29/03/2020

  • Image

    ResenhaRush - Counterparts (1993)

    09/05/2019

  • Image

    ResenhaGong - Gazeuse! (1976)

    21/03/2021

  • Image

    ResenhaLevin, Minnemann, Rudess - Levin, Minnemann, Rudess (2013)

    07/04/2020

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - Tatoo You (1981)

    11/04/2020

  • Image

    ResenhaRon Carter - Blues Farm (1973)

    05/10/2021

  • Image

    ResenhaKansas - Masque (1975)

    14/09/2019

  • Image

    ResenhaAll Traps On Earth - A Drop of Light (2018)

    29/03/2019

  • Image

    ResenhaUriah Heep - Into The Wild (2011)

    30/07/2021

  • Image

    ResenhaPat Metheny - American Garage (1979)

    10/05/2019

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Parallels

Álbum disponível na discografia de: Fates Warning

Ano: 1991

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,83 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Parallels



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.