Resenha

Ordinary Man

Álbum de Ozzy Osbourne

2020

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

01/12/2020



Um disco comum!?

Não é fácil resenhar sobre um dos maiores artistas do Heavy Metal; sim, Ozzy tem esse título e ninguém pode negar. 

Mas, então, o que há de errado como "Ordinary Man"? Praticamente tudo. A ideia de mostrar a carreira de Ozzy em vias do conteúdo textual vem de forma muito interessante, mas o problema é o de sempre há uns bons anos, ou seja, os riffs, os arranjos, a voz destituída de um padrão mais acertado e músicas sem o impacto de discos como "No More Tears" e "Blizzard of Ozz". 

Enfim aqui Andrew Watt produziu de forma moderna e com todo o aparato tecnológico, mas esqueceu de deixar Ozzy em sua melhor receita, talvez também a falta de alguns colaboradores antigos fosse o caso do descaso.

Demorei a resenhar esse disco, não queria ser injusto e nem mesmo soar demasiado em nada, mas enfim, após esses meses ouvindo e analisando cada canção, eu chego à conclusão que não há salvação para esse projeto musical. 

Lançado em 2020 e com a certeza de que no máximo veremos Ozzy em outro disco de estúdio e não mais ao vivo, fica apenas o respeito por quem já fez muito pelo som pesado. 

Quanto aos singles, sim, sempre eclodem na mídia e aqui são quatro faixas. Um ou dois vídeos e a participação de Elton John, que torna uma faixa fadada ao melancólico em algo mais coerente. Com Duff do Guns, Chad dos Chilli Peppers e Slash por aí se metendo nas entrelinhas, a coisa até poderia melhorar mais não tem jeito. 

Esse marca o hiato de dez anos entre o último álbum e que notadamente a coisa piorou e muito, vide baladinhas, voz aguda de efeito de estúdio, solos mais pobres e ainda um tal de Post Malone, moderninho e que a garotada adota como um primor; enfim, água a baixo é pouco.

"Straitgh to Hell" soa até audível e a crítica toda se verteu em dizer que não era bom. Dúvidas, sim aos montes, talvez algum crítico menos cético e mais novo aderiu à modinha Ozzy de ser. "Ordinary Man" vem com Elton como já dito acima e em suma o disco passa por carência de qualidade e arranjos mais com cara de Ozzy. 

Algum momento lembra até sobra do Sabbath, mas ainda assim naufraga. A arte como sempre traz Ozzy em um momento único e com ar de Príncipe das Trevas. E no final ainda temos uma porção de outros músicos e afins, o que de fato não traz nada de empolgante, o que ocorre quando não se tem uma direção acertada.

Fica claro que Ozzy tem seu legado e que daqui adiante é só esperar mais do mesmo.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaNapalm Death - Utopia Banished (1992)

    09/07/2020

  • Image

    ResenhaJudas Priest - Painkiller (1990)

    16/01/2019

  • Image

    ResenhaDio - Lock Up The Wolves (1990)

    21/09/2018

  • Image

    ResenhaAngra - Rebirth (2001)

    16/10/2020

  • Image

    ResenhaPlanet Hemp - Usuário (1995)

    03/11/2020

  • Image

    ResenhaScorpions - Face The Heat (1993)

    15/07/2021

  • Image

    ResenhaD.R.I. - Crossover (1987)

    13/02/2021

  • Image

    ResenhaQueensryche - Empire (1990)

    30/12/2020

  • Image

    ResenhaExodus - Force Of Habit (1992)

    05/09/2020

  • Image

    ResenhaThe Beatles - Revolver (1966)

    12/03/2019

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Ordinary Man

Álbum disponível na discografia de: Ozzy Osbourne

Ano: 2020

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,28 - 9 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Ordinary Man:

  • 02
    nov, 2020

    Um esforço fenomenal do Rei das Trevas

    User Photo José Esteves
  • 23
    fev, 2020

    A volta de madman aos estúdios

    User Photo Marcel Dio
  • 21
    fev, 2020

    De gênio e louco todo mundo tem um pouco!

    User Photo Diogo Franco

Visitar a página completa de Ordinary Man



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.