Resenha

Láquesis

Álbum de Láquesis

2013

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Top Notch

06/11/2020



Rock progressivo com uma mistura fina de ingredientes pesados e sinfônicos

Láquesis é uma banda argentina formada na cidade de Rosário no ano de 2013 e que faz um rock progressivo bastante envolvente. Seu som não é muito fácil de definir, pois eles se encontram tanto em uma estrutura clássica quanto em uma linha barroca de muitos solos. A banda combina muito bem diferentes estilos, gêneros e humores para criar um som bastante fresco, eclético e sempre muito bem enraizado na maravilhosa escola sinfônica argentina, porém, de forma muito mais agressiva. 

O disco tem início através de “Efecto Placebo”, uma faixa cantada em inglês, algo que normalmente acaba sendo um problema das bandas latinas, pois seus vocalistas possuem um sotaque muito forte, porem, o que se encontra aqui são sussurros que remetem ao Segu Giran, mas com uma abordagem mais pesada. No geral bandas mais novas já tentam impressionar e mostrar todo o seu potencial na faixa de abertura de seus discos, mas aqui só parece haver uma brincadeira com mudanças de ritmos e transições suaves e graduais. O vocal é excelente. O teclado é muito bom, mas o que realmente impressiona na faixa é a sua seção rítmica. 

“Tema X” é daquelas músicas que conseguem capturar o ouvinte já nos seus primeiros segundos em uma introdução jazzística de interação guitarra/bateria brilhante, isso muito bem realçada por passagens ótimas de órgão e um moog com reminiscências em Emerson, Lake & Palmer. Ela não soa exatamente como um progressivo sinfônico tradicional, mas flui muito bem, além de possuir muita força. Vale destacar o solo de guitarra que é lindo. 

“Hamacamatic” possui um órgão na sua introdução que é nitidamente influenciado por “Carry on my Wayward Son” do Kansas, mas depois tudo passa a se desenvolver de uma maneira bem mais elaborada e eclética, soando como uma espécie de jazz latino. Por mais que durante a faixa haja bombardeios de solos de piano e guitarra, a banda ainda continua visitando aquela passagem de órgão inicial, trazendo algo como variações sobre o mesmo tema. No geral uma música de estrutura muito interessante. 

“Puestas De Sol” direciona a banda para uma linha melódica muito mais acentuada do que aconteceu nas faixas anteriores. Oferece ao ouvinte uma verdadeira paleta musical completa cheia de estilos que vão desde uma linha suave e romântica até algo mais frenético e complexo. Uma expressão sinfônica moderna simplesmente maravilhosa. O solo de guitarra é poderoso e pode viciar. 

“Lemuria” é uma faixa que me pegou de surpresa, pois a essa altura eu esperava um material mais pesado e poderoso, mas acabei recebendo uma música melódica e suave com boas influências no rock sinfônico italiano, além de algo no estilo sinfônico mais puro da escola argentina de bandas como Pablo El Enterrador ou La Maquina de Hacer Pájaros. Possui uma ótima exibição de mellotron e órgão. Também vale mencionar que Ariel Loza cantando em espanhol parece muito mais seguro e confortável. 

“Las Moiras” é o épico que encerra o disco com os seus pouco mais de dezesseis minutos. Dividido em quatro partes - Laquesis, Cloto, Átropos e Requiem -, se trata de uma canção que descrevê-la pode fazer com que seja estragado o impacto e a experiência inicial de quem vai ouvi-la pela primeira vez. Em resumo se trata de um material muito complexo e bastante enraizado nos anos setenta, mas claro, sem deixar de adicionar um toque moderno. Não poderia existir um encerramento melhor para o álbum. 

Não tem como negar que a banda produziu um disco realmente muito bem elaborado. Instrumentalmente tudo soa impecável e o vocal tanto em espanhol quanto em inglês são bastante melódicos e muito bem feitos. Embora possa parecer um pouco mais pesado no geral, creio que fãs de bandas como Karmakanic e The Flower Kings podem se dá muito bem com este disco. Recomendo facilmente até mesmo para fãs mais puristas de rock progressivo.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado pela música progressiva em todas as suas facetas."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaJon Anderson - Olias Of Sunhillow (1976)

    23/05/2020

  • Image

    ResenhaMike Oldfield - Return To Ommadawn (2017)

    30/09/2017

  • Image

    ResenhaAmon Düül II - Yeti (1970)

    11/04/2022

  • Image

    ResenhaLos Canarios - Cycles (1974)

    08/02/2022

  • Image

    ResenhaDream Theater - Metropolis Pt. 2: Scenes from a Memory (1999)

    21/03/2020

  • Image

    ResenhaIron Butterfly - In-A-Gadda-Da-Vida (1968)

    29/04/2018

  • Image

    ResenhaOceansize - Frames (2007)

    31/10/2020

  • Image

    ResenhaStratovarius - Destiny (1998)

    25/03/2019

  • Image

    ResenhaAsia Minor - Between Flesh And Divine (1980)

    03/01/2019

  • Image

    ResenhaVersailles - Le Trésor De Valliesres (1994)

    28/06/2021

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Láquesis

Álbum disponível na discografia de: Láquesis

Ano: 2013

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Láquesis



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.