Resenha

Family Entertainment

Álbum de Family

1969

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Especialista

31/10/2020



Música mais comercial, mais “fácil”, porém, sem perder a qualidade

Se Music In A Doll's House – primeiro disco da The Family – foi um expoente clássico tardio da psicodelia, Entertainment é uma linda mistura de sons, atmosferas e gêneros, onde podemos ouvir claramente alguns vestígios do estilo original da banda, mas agora cuidadosamente bem misturado com hard rock e algum tipo de prog folk, dando um resultado final extremamente positivo. 

“The Weaver's Answer” é a música que inicia o disco. Apresenta uma ótima mistura de todas as influências que a banda poderia ter encontrado naquela época, indo de Jefferson Airplane a até o início do Jethro Tull, além de alguns toques de blues e jazz, tudo isso muito bem realçado pela ótima voz de Roger Chapman que sempre consegue transmitir sentimentos fortes. “Observations From A Hill” é uma música que pode pegar o ouvinte de surpresa, pois quem lidera os vocais não é Chapman e sim Jim King - saxofone e teclado -, porém, isso não afeta na qualidade da música e o violino em uma linha folk é literalmente a cereja do bolo. Difícil uma definição pra essa música, talvez algum gênero exótico com um country celta. 

“Hung Up Down” antes de qualquer coisa faz com o que o ouvinte possa perceber que Roger Chapman é uma espécie de versão masculina de Grace Slick. Os dois tem a capacidade de criar uma atmosfera incrível com um vibrato fantástico – porém, as semelhanças podem ser encerradas por aí. O que a princípio é um blues-rock, depois se transforma em um folk que poderia ser algo criado pela Dead Can Dance. “Summer '67” é uma faixa instrumental composta por Charlie Whitney e que traz com ela um toque oriental refletindo o clima da época. Funciona como um excelente interlúdio. 

“How-Hi-The-Li” é mais uma música do disco em que não conta com Chapman no vocal principal, mas Rick Grech – baixo e violino. Apresenta uma boa mudança no disco, pois a voz profunda e calma se encaixa muito melhor neste tipo de música – uma balada jazzística orientada para guitarra. A bateria de Rob Townsend pela primeira vez se destaca através de uma enorme precisão. “Second Generation Woman” é uma faixa simples e bastante eficaz, simplesmente um rock clássico dos anos 60. 

“From Past Archives” é uma faixa bastante eclética e que tem de tudo um pouco. Tem uma introdução influenciada nos Beatles, passagens orquestrais e quase sinfônicas, além de uma espécie de power ballad, blues instrumental e até mesmo quase uma fusão extremamente inusitada de Emerson, Lake & Palmer e Lynyrd Skynyrd. Como já podemos esperar qualquer coisa do disco a essa altura, “Dim” aparece soando como uma espécie de southern country rock com algumas fugas sonoras um pouco mais pesadas.

“Processions” é uma música onde logo de cara podemos notar um claro expoente da invasão britânica de meados dos anos sessenta. Algo na linha de Herman Hermit’s. Novamente uma demonstração de como este disco é surpreendente. “Face In The Cloud” é baseada em violão e com a voz de Rick Grech novamente liderando os vocais. Também vale ressaltar que possui uma atmosfera vibrante. “Emotions” é a faixa que encerra o disco muito bem, com destaque para o excelente piano e os coros maravilhosos.

Muito provavelmente para um ouvinte musical do século XXI e não familiarizado com o que era produzido no final dos anos sessenta, o conteúdo encontrado aqui pode soar um tanto datado, mas para qualquer um admirador dessa era de transição esse é um item obrigatório. Música mais comercial, mais “fácil”, porém, sem perder a qualidade.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaLe Orme - Felona e Sorona (1973)

    19/10/2017

  • Image

    ResenhaInner Prospekt - Canvas Two (2021)

    25/08/2021

  • Image

    ResenhaDuncan Mackay - Chimera (1974)

    13/07/2021

  • Image

    ResenhaHiromi Uehara - Hiromi's Sonicbloom: Time Control (2007)

    28/03/2019

  • Image

    ResenhaGreenslade - Bedside Manners Are Extra (1973)

    29/03/2020

  • Image

    Resenha One World Tapestry - Progressive Rock from Around the World (2005)

    18/03/2019

  • Image

    ResenhaFocus - Hamburger Concerto (1974)

    14/10/2017

  • Image

    Resenha Marscape (1976)

    05/04/2021

  • Image

    ResenhaPorcupine Tree - Fear Of A Blank Planet (2007)

    31/03/2018

  • Image

    ResenhaIQ - Dark Matter (2004)

    06/02/2020

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Family Entertainment

Álbum disponível na discografia de: Family

Ano: 1969

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Family Entertainment



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.