Resenha

More

Álbum de Pink Floyd

1969

CD/LP

Por: José Esteves

Colaborador Especial

20/10/2020



Uma trilha sonora que não funciona muito bem sozinha

No final da década de 60, Pink Floyd já era um nome conhecido em alguns círculos, incluindo os círculos de pessoas envolvidas no mundo cinematográfico: essas não foram as primeiras músicas que o Pink Floyd lançou para um filme, mas esse é a única trilha sonora que eles produziram que é considerado um disco do Pink Floyd. O filme em questão compartilha o mesmo nome, sobre um homem que se vicia em heroína e as consequências disso. O álbum é o primeiro do Floyd sem o Syd Barrett, todas as músicas são cantada pelo David Gilmour e recebeu críticas mistas na época, apesar de obter algum sucesso nas paradas britânicas.

Por ser a trilha sonora de um filme bem experimental, as músicas seguem essa experimentação tendo mais um sentimento do que efetivamente uma forma. Incrivelmente, é um dos discos mais experimentais do Pink Floyd, mas por vezes, a experimentação vai para o lado de um rock mais pesado que não encaixa de jeito nenhum com a banda. Em compensação, o vocal do David Gilmour demonstra claramente que ele é um excelente vocalista, o Roger Waters demonstra qualidade no baixo, o Nick Mason imprime uma progressividade especifica do grupo e, principalmente, Richard Wright mantém os teclados com qualidade. É a eterna batalha da execução contra a composição, que nesse caso, afunda bastante o álbum.

As músicas não são tão interessantes assim: quando são psicodélicas, elas meandram sem sentido e sem direção (“Quicksilver”); quando são mais mainstream, elas caem em armadilhas óbvias (“Cymbaline” beira ao pop sujo de bandas menores); quando são pesadas, não encaixam no estilo da banda (“The Nile Song” e “Ibiza Bar”, duas músicas que lembram “Helter Skelter” dos Beatles, que prova que eles não estavam tão apaixonados pelo disco); e quando eles tentam fazer as patetices do Syd Barrett, fica forçado e sem graça (“A Spanish Piece”). As interessantes são um punhado, com “Crying Song”, um rock bem britânica acústico, que faz muito com bem pouco, “More Blues”, um blues rápido, simples e bem executado, apesar de um pouco genérico, e “Main Theme”, a abertura do filme que realmente tem cheiro de droga.

A melhor música do disco é “Green is the Colour”, um folk rock bem simples, com um vocal assoprado simples mas eficiente. Não foi comum na carreira da banda ir para um lado mais folk, então é divertido ver o que eles fariam se necessário fosse.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre José Esteves

Nível: Colaborador Especial

Membro desde: 26/08/2020

"Eu gosto muito de rock clássico e tenho um blog de resenhas minhas em disconomicon.wordpress.com. Minhas bandas preferidas são Deep Purple, Queen, Beatles e Pink Floyd e tento também ouvir o que está mudando o cenário nos dias de hoje."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaBlack Sabbath - Black Sabbath (1970)

    11/11/2020

  • Image

    ResenhaThe Beatles - A Hard Day's Night (1964)

    12/02/2021

  • Image

    ResenhaThe Mars Volta - De-Loused In The Comatorium (2003)

    21/10/2020

  • Image

    ResenhaPaul McCartney - McCartney (1970)

    16/12/2020

  • Image

    ResenhaAmbush - Infidel (2020)

    19/01/2021

  • Image

    ResenhaSturgill Simpson - Sound & Fury (2019)

    10/12/2020

  • Image

    ResenhaThe Circle - Lockdown 2020 (2021)

    12/01/2021

  • Image

    ResenhaThe Beatles - Let It Be (1970)

    01/03/2021

  • Image

    ResenhaBlack Sabbath - Sabotage (1975)

    18/11/2020

  • Image

    ResenhaPink Floyd - The Division Bell (1994)

    09/10/2020

Visitar a página completa de José Esteves



Sobre o álbum

More

Álbum disponível na discografia de: Pink Floyd

Ano: 1969

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 2,91 - 11 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre More:

  • 07
    out, 2020

    A trilha sonora

    User Photo Fábio Arthur

Visitar a página completa de More



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.