Resenha

Weltschmerz

Álbum de Fish

2020

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

19/10/2020



O eterno vocalista do Marillion apresenta uma despedida lírica e melancólica!

Quem gosta de rock progressivo conhece Fish. O escocês iniciou sua trajetória musical a frente do Marillion, umas das bandas responsáveis pelo renascimento do rock progressivo nos anos 80. Após deixar o grupo, Fish seguiu em carreira solo lançando álbuns seminais e mantendo seu status de lenda do prog rock.

Agora, aos 62 anos, o cantor pretende encerrar sua carreira lançando o que seria seu último álbum. Além do desgaste natural de sua voz, Fish alega que a indústria musical se encontra em um patamar muito diferente no momento atual, fato que ajudou em sua decisão de deixar a música para se dedicar a outra paixão: A literatura.

O cantor tomou está decisão já há algum tempo, no entanto, problemas de saúde e a morte de seu pai atrasaram consideravelmente o inicio das gravações, principalmente pela falta de animo do cantor em começar a compôr.

Porém em fevereiro de 2019, o baixista  Steve Vantsis se reuniu com Fish e juntos sentiram a inspiração. O bloqueio criativo havia de dissipado e a dupla compôs quatro canções em seis semanas, sendo duas suítes. Era hora de retornar ao estúdio!

Como os demais músicos de seu grupo não estavam disponíveis, Fish continuou trabalhando ao lado de Vantsis em um processo similar aos primeiros anos com o Marillion, fato que animou ainda mais o vocalista, que ao lado de seu parceiro acabaram criando uma quantidade de canções que possibilitou o lançamento de um disco duplo. Nada mal para quem estava sem inspiração!

Claro que todos os contratempos e decepções sofridas pelo vocalista influenciaram exponencialmente na parte lírica do álbum, que aborda assuntos lúgubres e pesados, criando por vezes, uma atmosfera densa e melancólica, abordando temas como suicídio, demência e outros assuntos inerentes à natureza humana.

O título, “Weltschmerz”, pode ser traduzido literalmente do alemão como cansaço do mundo ou dor do mundo. Algo que o vocalista vem experimentando desde a morte de seu pai em 2016.

 Além do parceiro Steve Vantsis (que além de baixo toca teclados, guitarra e faz programações) e do já conhecido guitarrista Robin Boult, que integrou o grupo  do vocalista por anos, Fish chamou grandes músicos do cenário progressivo  para compor o line up de seu último álbum, valendo mencionar o saxofonista David Jackson ( Van Der Graaf Generator), o guitarrista John Mitchell (Arena, Kino, Lonely Robot), o tecladista Foss Paterson (Camel, Jethro Tull) e outros, além de uma orquestra de cordas e metais.

O leque enorme de músicos deixou a sonoridade do disco mais rebuscada, onde tudo foi muito bem planejado com detalhes. Tal fato salta aos ouvidos logo de cara, em “Grace of God”, com seus vocais sussurrantes, andamento lento, cordas e coros que dão um contorno  especial a canção;

Outros destaques são: “Rose of Damacus” a canção mais longa do álbum, com mais de quinze minutos que encerra o primeiro disco. Sua letra menciona a divisão político religiosa do oriente médio e se encaixa bem no contexto musical, com a voz aveludada do cantor, amparada por cordas em passagens quase cinematográficas, com destaque para a utilização do baixo fretless na base;

“C Song” tem influência de musica folclórica europeia, notadamente pelo uso do acordeom e sua letra traz a perspectiva de alguém que recebeu o diagnostico de câncer; “Little Man What Now” é provavelmente a canção mais pessoal do disco, com o vocalista relatando sua jornada interior após a perda de seu pai. O saxofone funéreo de David Jackson direciona a canção por quase todo o tempo;”

E uma das melhores e mais passionais, “Waverley Steps (End of the Line)”, com mais de treze minutos com variações rítmicas e arranjos progressivos;

A capa foi feita novamente por Mark Wilkinson, responsável por várias capas antológicas do Marillion e de sua carreira solo.  O cantor adiou o lançamento do disco para que Mark pudesse fazer a capa de seu ultimo trabalho.

Com “Weltschmerz” Fish encerra sua carreira de maneira grandiosa. Em uma de suas entrevistas após o lançamento do disco, Fish declarou:  “É assim que quero deixar minha carreira solo. Eu quero escrever um álbum onde as pessoas vão perguntar o que teria acontecido a seguir? Que é sempre o fim de um bom filme ... ”

Apesar de ter sido concebido e lançado como seu derradeiro trabalho, nos resta torcer para que o vocalista mude de ideia e promova uma continuação desta saga e de sua vitoriosa carreira.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaLevin, Minnemann, Rudess - Levin, Minnemann, Rudess (2013)

    07/04/2020

  • Image

    ResenhaDixie Dregs - Unsung Heroes (1981)

    10/10/2020

  • Image

    ResenhaIron Maiden - Live After Death (1985)

    31/03/2018

  • Image

    ResenhaPat Metheny - Still Life (Talking) (1988)

    15/02/2020

  • Image

    ResenhaWhitesnake - Live at Castle Donington (1983)

    21/11/2020

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - Jamming with Edward! (1972)

    24/11/2018

  • Image

    ResenhaWolfmother - Wolfmother (2005)

    21/11/2021

  • Image

    ResenhaBlind Faith - Blind Faith (1969)

    14/02/2019

  • Image

    ArtigoCozy Powell: 20 anos sem a locomotiva do rock

    02/01/2020

  • Image

    ResenhaBlack Sabbath - Never Say Die! (1978)

    22/03/2020

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Weltschmerz

Álbum disponível na discografia de: Fish

Ano: 2020

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Weltschmerz



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.