Resenha

Animals

Álbum de Pink Floyd

1977

CD/LP

Por: José Esteves

Colaborador Especial

05/10/2020



Mesmo pretencioso, Pink Floyd funciona

Com dois álbuns seguidos de enorme sucesso tendo sido orquestrados quase que integralmente pelo Roger Waters, o peso para o próximo disco era grande. Eles ainda sentiam uma seca criativa resultado da produção do Dark Side e do Wish You Were Here, com os membros não tendo energia ou vontade de participar do projeto: resultado disso, é o primeiro álbum que o Richard Wright não tem crédito algum, e o David Gilmour só tem crédito em uma, com Roger Waters assumindo o resto. Além disso, só o Nick Mason diz que se divertiu algo com a produção do álbum, com o resto todo chamando o processo de “torturante”. Levemente baseado no livro “Revolução dos Bichos”, porém com o dedo apontado para o capitalismo ao em vez do stalinismo, o disco foi lançado e foi bem recebido por quase toda a mídia especializada (apesar da Rolling Stones na época ter reclamado da acidez), conquistando certificação platina.

Todos os álbuns do Pink Floyd funcionam mais como uma experiência contida, sendo esquisito retirar uma faixa ou outra do contexto, mas esse é algo bem mais do que isso: a crítica ao sistema capitalista e a forma punk de fazer rock progressivo fala mais alto com cinco faixas que se misturam de uma forma que você sempre espera a outra para se encaixar nela. Nenhum deles está fantástico nesse álbum, mas a exaustão e a morosidade se imprimem de uma forma que é impossível ouvir o disco e não se impressionar com o veneno da banda, com foco especial para as composições do Roger Waters e David Gilmour, que mesmo longas não parecem durar mais do que deveriam. A banda posteriormente reclamou do ego do Roger Waters como um líder déspota do grupo, mas com o resultado é meio difícil discutir: Animals é um disco brilhante, merecendo figurar no melhor da época que o Pink Floyd vivia na década de 70.

As faixas são em algum nível um retrabalho de faixas que eles tinham iniciado no disco passado mas que não encontraram espaço, o que é ainda mais esquisito de se pensar que elas foram criadas fora de contexto. Existe um processo contrário ao Wish You Were Here, com o “pão do sanduíche” sendo menos de 2 minutos, e o miolo sendo as faixas enormes (no caso, Pigs on a Wing são folks de violão acústico sobre companheirismo humano). O miolo, no caso, são três faixas que mostram claramente uma evolução para o hard rock que mais tarde se tornaria o The Wall, tanto em efeitos pós produção quanto em sonorização de guitarras, vocais, baterias e teclados. Essas mesmas três faixas apresentam tipos de som completamente diferentes, com Dogs sendo um rock progressivo clássico, Pigs (Three Different Ones) sendo algo mais puxado para o blues e Sheep sendo um jazz rock.

A melhor faixa do disco é a composta por David Gilmour, “Dogs”. Sendo do David Gilmour, existe espaço para mostrar uma grande capacidade na guitarra, com bons exemplos de sintetizadores e linhas de baixo. O vocal do David Gilmour se encaixa bem, com um tom de desespero e vulnerabilidade que o melhor vocalista do Pink Floyd conseguia simular bem, com momentos de força e intensidade espalhados por ela, sem perder o interesse durante os 17 minutos de duração dela.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre José Esteves

Nível: Colaborador Especial

Membro desde: 26/08/2020

"Eu gosto muito de rock clássico e tenho um blog de resenhas minhas em disconomicon.wordpress.com. Minhas bandas preferidas são Deep Purple, Queen, Beatles e Pink Floyd e tento também ouvir o que está mudando o cenário nos dias de hoje."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaYes - Yes (1969)

    25/09/2020

  • Image

    ResenhaThe Beatles - A Hard Day's Night (1964)

    12/02/2021

  • Image

    ResenhaThe Doors - Strange Days (1967)

    30/01/2021

  • Image

    ResenhaIron Butterfly - Ball (1969)

    03/09/2020

  • Image

    ResenhaBillie Eilish - When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2019)

    29/12/2020

  • Image

    ResenhaPink Floyd - A Saucerful Of Secrets (1968)

    17/09/2020

  • Image

    ResenhaIron Butterfly - In-A-Gadda-Da-Vida (1968)

    27/10/2020

  • Image

    ResenhaPendragon - Love Over Fear (2020)

    22/12/2020

  • Image

    ResenhaPink Floyd - The Wall (1979)

    06/10/2020

  • Image

    ResenhaDeep Purple - Stormbringer (1974)

    14/01/2021

Visitar a página completa de José Esteves



Sobre o álbum

Animals

Álbum disponível na discografia de: Pink Floyd

Ano: 1977

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,76 - 19 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Animals:

  • 14
    ago, 2019

    Novos caminhos

    User Photo Fábio Arthur
  • 25
    out, 2018

    Uma obra conceitual maravilhosa baseada em um clássico da literatura

    User Photo Márcio Chagas
  • 11
    dez, 2017

    O álbum mais “punk” do Pink Floyd.

    User Photo Tiago Meneses

Visitar a página completa de Animals



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.