Resenha

Electric Ladyland

Álbum de The Jimi Hendrix Experience

1968

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

25/09/2020



O auge da maestria

Como não admirar a intensa obra de Hendrix? Um artista fenomenal e completo em sua técnica, sua orientação musical e seu complemento absoluto para compor. 

Este é certamente um dos discos mais precisos e impactantes do cenário de época e que até os dias de hoje soa como um álbum bem forte e conciso. E por fim, o último registro do artista com seu parecer físico, e assim determinando um final de carreira precoce e muito exuberante.

Hendrix estava em uma fusão entre novos conceitos e uma busca por um grupo novo de apoio. Lançado em 1968 no Reino Unido, e nos EUA em 1969, o álbum traz conotações mais férteis e acima do esperado, já com mudanças certeiras. A obra tende a seguir via Rock, Psicodélico, Blues e até mesmo algo de Hard. Gravado pela MCA e produzido pelo cantor, o conjunto de ideais trouxe material bem produtivo e bem à frente do conceito normal e anterior do artista.

O álbum evolui como um trio: Noel, Mitchell e Hendrix, mas, em alguns momentos, os convidados estão lá para colaborar de forma bem intensa, como Brian Jones e Steve Winwood.

"Voodoo Chile", "Gypsy Eyes", "House Burning Down" são faixas bem edificantes.

Mais um álbum de ponta do fim de década de sessenta e que mantém uma fase bem promissora no discurso rock de época.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaAC/DC - Highway To Hell (1979)

    21/02/2020

  • Image

    ResenhaThe Doors - The Soft Parade (1969)

    23/01/2019

  • Image

    ResenhaArch Enemy - Doomsday Machine (2005)

    15/10/2020

  • Image

    ResenhaJudas Priest - Sin After Sin (1977)

    04/07/2019

  • Image

    ResenhaDef Leppard - High 'N' Dry (1981)

    03/04/2020

  • Image

    ResenhaIron Maiden - A Real Live One (1993)

    11/05/2021

  • Image

    ResenhaChicago - Chicago 16 (1982)

    03/03/2021

  • Image

    ResenhaDeath - Symbolic (1995)

    11/08/2021

  • Image

    ResenhaGorgoroth - Twilight Of The Idols (In Conspiracy With Satan) (2003)

    19/10/2020

  • Image

    ResenhaSlayer - Seasons In The Abyss (1990)

    11/06/2019

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Electric Ladyland

Álbum disponível na discografia de: The Jimi Hendrix Experience

Ano: 1968

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,67 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Electric Ladyland



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.